Avaliação dos Movimentos Periódicos das Patas na Síndrome das Pernas Inquietas, Utilizando um Modelo Animal Induzido pela Lesão do Núcleo Dopaminérgico A11 Com A 6-Hidroxidopamina

Avaliação dos Movimentos Periódicos das Patas na Síndrome das Pernas Inquietas, Utilizando um Modelo Animal Induzido pela Lesão do Núcleo Dopaminérgico A11 Com A 6-Hidroxidopamina

Título alternativo Evaluation of Periodic Limb Movements in Restless Legs Syndrome, using an animal model induced by Injury of A11 dopamine nucleus with 6-Hydroxydopamine
Autor Lopes, Cleide Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Mello, Marco Tulio de Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Pós-graduação Psicobiologia – São Paulo
Resumo Background: Restless Legs Syndrome (RLS) is a major healthcare burden of increasing prevalence. It has been demonstrated that periodic limb movements in sleep (PLM) can occur as an isolated phenomenon, but they are often associated with RLS and represent the only symptom of this disorder that can be measured electrophysiologically. The aim of this study was to examine the sleep–wake behavior and the presence of PLM in a rat model of RLS induced by lesioning the A11 dopaminergic nuclei with the neurotoxin 6-hydroxydopamine (6-OHDA). Methods: Rats were implanted with electrodes for electrocorticography and electromyography. Sleep recordings were monitored during light and dark periods lasting 12 h each and were evaluated on days 7 (L7 group), 15 (L15 group) and 28 (L28 group) after injection of 6-OHDA or PBS (SHAM group). A control (CTRL) group that did not receive any injection was also included in the experiment. Wakefulness (WK) percentages were generated for 4-h segments of the dark period, yielding the following 3 bins: 7 to 11 pm, 11 pm to 3 am and 3 to 7 pm. Additionally, sleep efficiency, slow wave sleep, paradoxical sleep, WK, limb movements (LM) and PLM percentages were evaluated for the entire 12 h of the light and dark phases. Results: The results demonstrated that all the A11-lesioned rats exhibited an increased percentage of WK during the last block of the dark period, as would be expected for an animal model of RLS. In addition, at all time points after A11 lesioning, groups presented increased frequencies of LM and PLM most during light periods. Conclusions: Thus, this model has characteristics strikingly consistent with PLM in humans, including coexistence with RLS symptoms.

Objetivo: O objetivo do presente estudo foi avaliar nos ratos a presença dos Movimentos de Patas e dos Movimentos Periódicos das Patas durante o ciclo sono-vigília, em um modelo animal da SPI, induzido pela lesão do núcleo dopaminérgico A11, com a neurotoxina (6-OHDA), reproduzindo assim a característica fenotípica motora da SPI. Métodos: Foram implantados eletrodos nos ratos para os registros eletrocorticográfico e eletromiográfico. As gravações foram monitoradas durante o período claro e escuro, com a duração de 12 horas cada e, foram avaliadas nos dias 7, 15 e 28 após a injeção da 6-hidroxidopamina (Lesão) ou solução salina tamponada (SHAM). Um grupo controle (CTRL), que não recebeu nenhuma droga, também foi incluído no experimento. As porcentagens de vigília (VIG) foram divididas em segmentos de 4 horas no período escuro. Além disto, as porcentagens de Eficiência do Sono (ES), o Sono de Ondas Lentas (SOL), o Sono Paradoxal (SP), a VIG, os Movimentos das Patas (MP) e os Movimentos Períodicos das Patas (MPP) foram avaliados no período claro e escuro. Resultados: Os resultados demonstraram que, como seriam esperados para um modelo animal da SPI, todos os ratos A11 lesionados apresentavam um aumento no percentual da VIG durante o último bloco do período escuro. O grupo Lesão comparado ao grupo CTRL e SHAM apresentaram um aumento das freqüências dos MP e dos MPP, no período claro, principal período de sono dos ratos. Conclusão: A lesão bilateral nos núcleos A11 em ratos, provoca uma alteração na arquitetura do sono e nos resultados eletromiográficos da musculatura das patas, correspondendo assim com características consistentes encontrada na SPI e no MPP em humanos.
Palavra-chave Distúrbios do sono
Movimento
Ratos
Síndrome das pernas inquietas
Sono
Modelos animais de doenças
Oxidopamina
Ratos Wistar
Idioma Português
Data de publicação 2011-01-26
Publicado em LOPES, Cleide. Avaliação dos Movimentos Periódicos Das Patas Na Síndrome Das Pernas Inquietas, Utilizando Um Modelo Animal Induzido Pela Lesão Do Núcleo Dopaminérgico A11 Com A 6-Hidroxidopamina. 2011. Dissertação (Mestrado) - Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), São Paulo, 2011.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 102 p.
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Dissertação de mestrado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/9109

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: Publico-12785.pdf
Tamanho: 1.368MB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta