Avaliação dos indicadores de processo nos pacientes submetidos à craniotomia eletiva e incidência de infecção no sítio cirúrgico

Avaliação dos indicadores de processo nos pacientes submetidos à craniotomia eletiva e incidência de infecção no sítio cirúrgico

Alternative title Evaluation of indicators of procedure in patients submitted elective craniotomy and the incidence the surgical site infection
Author Miyake, Mara Harumi Autor UNIFESP Google Scholar
Advisor Diccini, Solange Autor UNIFESP Google Scholar
Institution Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Abstract A infecção do sítio cirúrgico (ISC) é uma das complicações que ocorre nos pacientes submetidos à craniotomia. A identificação dos fatores de risco relacionados ao paciente e ao procedimento cirúrgico e a avaliação dos indicadores do processo nos períodos pré-operatório, intraoperatório e pós-operatório facilitam as ações para prevenção a ISC. Objetivo: Determinar a incidência de infecção do sítio cirúrgico; avaliar os indicadores de processos dos períodos pré-operatórios, intraoperatório e pós-operatório e analisar os fatores de risco para desenvolvimento de infecções de sítio cirúrgico nos pacientes submetidos a craniotomia. Métodos: Coorte prospectivo, realizado nas Unidades de Terapia Intensiva e de Internação da Neurocirurgia do Hospital São Paulo, no período de maio de 2009 a junho de 2010, em pacientes submetidos à craniotomia eletiva e a vigilância cirúrgica foi realizada durante 30 dias de pós-operatório. Os indicadores de processo avaliados foram: as condições do paciente no pré-operatório; as condições de assepsia no intra-operatório e de estrutura do centro cirúrgico e do curativo cefálico no pós-operatório. Resultados: De um total de 100 pacientes incluídos, seis (6%) apresentaram infecção do sítio cirúrgico póscraniotomia. Houve 100% de conformidade para os indicadores do pré-operatório e pós-operatório; e 16,7% de não conformidade para o uso do gorro e da máscara pelos anestesistas no intraoperatório. O tempo médio de degermação do couro cabeludo foi de 4,0 minutos e houve associação estatisticamente significante com o desenvolvimento da infecção do sítio cirúrgico pós-craniotomia (OR = 2,70; IC 95% = 0,94-7,74; p = 0,006), ou seja, há uma tendência de que a cada minuto a mais no tempo de degermação do couro cabeludo aumenta em 2,70 vezes as chances de ter ISC em craniotomia eletiva. Conclusões: Neste estudo, encontrou-se uma taxa elevada de infecção do sítio cirúrgico. Nenhum indicador de processo para o período pré-operatório e intraoperatório e pós-operatório associou-se à infecção do sítio cirúrgico. A degermação foi o único fator preditor associado à infecção do sítio cirúrgico.
Keywords Enfermagem
Indicadores de processo
Infecção do sítio cirúrgico
Nursing
Prevenção e controle
Process indicators
Surgical site infection
Craniotomia
Craniotomy
Prevention and control
Language Portuguese
Date 2011-01-26
Published in MIYAKE, Mara Harumi. Avaliação dos indicadores de processo nos pacientes submetidos à craniotomia eletiva e incidência de infecção no sítio cirúrgico. 2011. Dissertação (Mestrado) - Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), São Paulo, 2011.
Publisher Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extent 135 p.
Access rights Open access Open Access
Type Dissertation
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/9107

Show full item record




File

Name: Publico-050.pdf
Size: 1.058Mb
Format: PDF
Description:
Open file

This item appears in the following Collection(s)

Search


Browse

Statistics

My Account