Avaliação do hábito intestinal e do tratamento da constipação de pacientes com tumores pediátricos em uso de morfina

Avaliação do hábito intestinal e do tratamento da constipação de pacientes com tumores pediátricos em uso de morfina

Título alternativo Evaluation of intestinal habit and treatment of constipation in patients with pediatric tumor in morphine use
Autor Marmo, Michela Cynthia da Rocha Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Caran, Eliana Maria Monteiro Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo Objective: Evaluate bowel habit in cancer patients using morphine. Analyze the effectiveness of a therapeutic program in controlling constipation secondary to opioid. Method: case study series, non-randomized, prospective. Patients admitted in the study were bearers of cancer, aged over four years, and using morphine for pain control. After 24 hours from the beginning of the use of morphine, patients were given lactulose and in refractory cases, bisacodyl. Evaluation of bowel habit was achieved through a structured questionnaire. When necessary, fecal desimpaction was performed by via anal or oral. Results: 22 patients were admitted to the study, aged between five and 15 years (average 16.7 years). 27% (6/22) patients had constipation before admission in the study. In the first week of use of morphine and lactulose, 40% (9/22) patients had constipation. In the second and third weeks, constipation occurred in 38.8% (7/18) and 16% (2/12), respectively. The therapeutic protocol adopted was able to control the constipation in 57% (11/22) of cases. Conclusions: constipation has been frequent in patients who have used morphine, 40%, 38.8% and 16% respectively in the first, second and third weeks despite the prophylactic treatment with laxatives. However, the protocol with specific attention to constipation can increase adherence to laxatives and minimize the complications of constipation, such as the appearing of fecaloma. Controlled studies are needed with largest number of cases for the development of effective therapeutic strategies, such multi-professional approach, which reduce the suffering of cancer patients who need to use morphine.

Objetivos: Avaliar o hábito intestinal de pacientes com câncer que utilizam morfina. Analisar a efetividade de um programa terapêutico no controle da constipação secundária aos opioides. Método: Estudo de série de casos, prospectivo, não randomizado. Os pacientes admitidos no estudo eram portadores de câncer, idade superior a quatro anos, e utilizavam morfina para o controle de dor. Após 24 horas do início do uso da morfina, os pacientes receberam lactulose e, nos casos refratários, bisacodil. A avaliação do hábito intestinal foi realizada através de um questionário estruturado. Quando necessário, foi realizada a desimpactação das fezes por via anal ou oral. Resultados: Foram admitidos no estudo 22 pacientes, com idade entre cinco e 35 anos (média 16,7 anos). 27% (6/22) dos pacientes eram constipados antes da admissão no estudo. Na primeira semana do uso de morfina e lactulose, 40% (9/22) dos pacientes ficaram constipados. Na segunda e terceira semanas, a constipação ocorreu em 38,8% (7/18) e 16% (2/12), respectivamente. Com o protocolo terapêutico adotado foi possível controlar o quadro de constipação em 57% (11/22) dos casos. Conclusões: A constipação intestinal foi frequente nos pacientes que utilizaram morfina, 40%, 38,8% e 16%, respectivamente, na primeira, segunda e terceira semana, apesar do tratamento profilático com laxantes. Entretanto, o protocolo com atenção específica à constipação intestinal pode aumentar a adesão dos pacientes aos laxantes e minimizar as complicações da constipação, como a formação do fecaloma. São necessários estudos controlados com maior número de casos para o desenvolvimento de estratégias terapêuticas eficazes, multiprofissionais, que reduzam o sofrimento dos pacientes com câncer que necessitem utilizar a morfina.
Palavra-chave Morfina
Morphine
Neoplasias
Neoplasms
Constipação intestinal
Constipation
Idioma Português
Data de publicação 2010-08-25
Publicado em MARMO, Michela Cynthia da Rocha. Avaliação do hábito intestinal e do tratamento da constipação de pacientes com tumores pediátricos em uso de morfina. 2010. Dissertação (Mestrado) - Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), São Paulo, 2010.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 58 p.
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Dissertação de mestrado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/9089

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: Publico-275.pdf
Tamanho: 680.3KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta