Avaliação do estado metabólico e nutricional de indivíduos vegetarianos e onívoros

Avaliação do estado metabólico e nutricional de indivíduos vegetarianos e onívoros

Título alternativo Nutritional and metabolic status assessment in vegetarian and omnivores subjects
Autor Slywitch, Eric Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Nóbrega, Fernando José de Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo Objetivo: avaliar, comparativamente, o estado nutricional de indivíduos vegetarianos e onívoros, com relação ao estado nutricional de proteínas, vitamina B12, ácido fólico, homocisteína e metabólico pela avaliação da glicemia, insulinemia, perfil inflamatório e de lípides séricos. Métodos: estudo prospectivo, transversal com 59 indivíduos do sexo feminino fora de período de gestação ou amamentação, eutróficas, entre 20 e 50 anos de idade, com tempo de dieta superior a um ano, sem uso de suplementos nem consumo de cigarro ou bebidas alcoólicas e com prática equivalente de atividade física e função tireoideana e hepática normais. Os indivíduos foram divididos conforme o consumo de carne ou não, sendo o grupo vegetariano chamado de grupo “sem carne” (SC) e o onívoro de grupo “com carne” (CC). Foram avaliadas as medidas corporais pelo IMC e bioimpedância. Os seguintes parâmetros laboratoriais foram avaliados: hemograma, ferritina, transferrina, PCR-US, vitamina B12, ácido fólico, homocisteína, glicemia, insulinemia, perfil lipídico, uréia e creatinina, proteína total e frações. Resultados: Foram avaliadas 25 mulheres do grupo CC e 34 SC. O grupo foi homogêneo com relação à idade (p=0,731), IMC (p=0,80) e valor percentual de massa gorda e magra (p=0,693 e p= 0,83; respectivamente). O grupo SC apresentou menores níveis de HOMA-IR (p=0,0048) e HOMA-Beta (p=0,040), além de redução no nível de colesterol total de cerca de 10,4% (p=0,039), mas sem diferenças nos índices de Castelli 1 e 2 (p = 0,619 e p = 0,587; respectivamente). Não houve diferenças nos níveis de hemoglobina (p= 0,13), creatinina (p = 0,113), PCR-US (p =0,754), triglicérides (p = 0,592), ferritina (p=0,221), transferrina (p=0,342), albumina (p=0,137), linfócitos totais (p=0,127), vitamina B12 (p=0,971), ácido fólico (p=1) e homocisteína (p=0,062). Os níveis de uréia dosados foram normais, porém mais elevados no grupo CC (p=0,002). Ambos os grupos apresentaram, sem diferenças estatísticas, valores normal baixo de VCM, HCM, CHCH e ferritina, com RDW normal alto. Conclusões: indivíduos que não utilizam carne têm maior sensibilidade à insulina, níveis mais baixos de colesterol e não têm maior risco de deficiência protéica do que o grupo que a utiliza. Os níveis de uréia mais elevados demonstram maior ingestão protéica do grupo CC, mas sem repercussões clínicas aparentes. Não houve diferença na prevalência de deficiência de ferro, vitamina B12 e ácido fólico, mas os dados sugerem que ambos os grupos têm níveis de ferro e vitamina B12 em limites mínimos da normalidade, sendo indicada a correção medicamentosa.
Palavra-chave Dieta Vegetariana
Colesterol
Glicemia
Proteínas
Vitamina B12
Diet, Vegetarian
Cholesterol
Blood Glucose
Proteins
Vitamin B 12
Idioma Português
Data de publicação 2010-03-31
Publicado em SLYWITCH, Eric. Avaliação do estado metabólico e nutricional de indivíduos vegetarianos e onívoros. 2010. Dissertação (Mestrado) - Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), São Paulo, 2010.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 78 p.
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Dissertação de mestrado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/9083

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: Publico-081.pdf
Tamanho: 289.4KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta