Avaliação de polimorfismos de genes codificadores de mediadores de imunorregulação e apoptose em pacientes com pré-eclâmpsia

Avaliação de polimorfismos de genes codificadores de mediadores de imunorregulação e apoptose em pacientes com pré-eclâmpsia

Título alternativo Evaluation of immunoregulatory and apoptosis and gene polymorphisms in patients with preeclampsia.
Autor Pendeloski, Karen Priscilla Tezotto Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Daher, Silvia Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo Purpose: to evaluate the relationship between CTLA-4 (+49), CD28 (+17), ICOS (-1564), Fas (-670) and FasL (-844) gene polymorphisms and susceptibility to preeclampsia (PE) in its mild and severe form. Methods: This case-control study included 130 preeclamptic women and 261 control pregnant women without any obstetric or systemic disorders, with a history of at least two previous successful pregnancies. Genomic DNA was extracted from whole blood using DTAB/CTAB method, and polymorphisms genotyping were obtained by PCR-RFLP technique. Data were analyzed by Student´s t, qui-square (c2) and Fischer´s exact tests, and the level of significance was set at p<0.05. Results: Genotype frequencies of ICOS (-1564) polymorphism were 41.9% TT, 48.4% TC and 9.7% CC in the PE group; and 59.3% TT, 32.3% TC and 8.4% CC in controls (p=0.01). Genotype frequencies of Fas (-670) polymorphism were 19.8% AA, 45.2% AG and 34.9% GG in the PE group; and 62% AA, 50.2% AG and 24.5% GG in controls (p=0.09). FasL (-844) genotype frequencies were 23.8% TT, 42.3% TC and 33.8% CC in the PE group; and 33.5% TT, 46.5% TC and 20% CC in controls (p=0.007). There were no significant differences between CTLA-4 and CD28 genotypic frequencies, when comparing women with PE and controls (c2 test: p=0.62, p=0.38, respectively). When comparing mild and severe PE, there were significant differences in CTLA-4 polymorphism (c2 test: p=0.03). There were no significant differences detected between the clinical patterns of PE in CD28, ICOS, Fas and FasL polymorphisms genotypic distribution (c2 test: p=0.33, p=0.28, p=0.5 and p=0.91 respectively). Conclusions: There is evidence of an association between ICOS (-1564), Fas (- 670) and Fas-L (-844) polymorphisms and the occurrence of PE. Our data suggests that CTLA- 4 (+49) polymorphism is related to the occurrence of different clinical patterns of PE, i.e., ifmild or severe forms. We did not identify any association between CD28 (+17) polymorphism and PE.

Objetivo: avaliar a relação entre os polimorfismos de genes que codificam CTLA-4 (+49), CD28 (+17), ICOS (-1564), Fas (-670) e FasL (-844) e a suscetibilidade à pré-eclâmpsia (PE) em suas formas clínicas: leve e grave. Pacientes e métodos: Este estudo teve caráter tipo caso-controle e incluiu 130 pacientes com PE e 261 gestantes sem patologia sistêmica ou obstétrica, e com história de duas ou mais gestações sem intercorrências como controles. O DNA genômico foi extraído de sangue periférico por método de DTAB/CTAB, e as genotipagens foram realizadas por técnica de PCR-RFLP. Foram utilizados os testes t de Student, qui-quadrado (c2) e exato de Fischer para a análise dos resultados, tendo sido adotado o nível de significância de p<0,05. Resultados: As frequências genotípicas de ICOS (- 1564) foram 41,9% TT, 48,4% TC e 9,7% CC em casos de PE; e 59,3% TT, 32,3% TC e 8,4% CC em controles (p=0,01). As frequências genotípicas de Fas (-670) foram 19,8% AA, 45,2% AG e 34,9% GG em pacientes com PE; e 62% AA, 50,2% AG e 24,5% GG no grupo controle (p=0,09). As frequências genotípicas de FasL (-844) foram 23,8% TT, 42,3% TC e 33,8% CC em pacientes com PE; e 33,5% TT, 46,5% TC e 20% CC no grupo controle (p=0,007). Não foram identificadas diferenças significantes entre as frequências genotípicas de CTLA-4 e CD28 quando comparados os grupos de PE e controle entre si (Teste de c2: p=0,62, p=0,38, respectivamente). Na comparação entre PE leve e grave observamos diferença significante relacionada ao polimorfismo de CTLA-4 (Teste de c2: p=0,03). Não identificamos diferença entre as formas clínicas quanto a distribuição genotípica dos polimorfismos de CD28, ICOS, Fas e FasL (Teste de c2: p=0,33, p=0,28, p=0,5 e p=0,91 respectivamente). Conclusão: Foi observada associação entre os polimorfismos dos genes codificadores de ICOS (-1564), Fas (-670) e Fas-L (-844) e a ocorrência de pré-eclâmpsia. Nossos dados sugerem que o polimorfismo de CTLA-4 (+49) está relacionado à ocorrência de diferentes formas clínicas da doença, se grave ou leve. Não identificamos qualquer associação entre a PE e o polimorfismo de CD28 (+17).
Palavra-chave Apoptose
Polimorfismo genético
Tolerância imunológica
Pré-eclâmpsia
Idioma Português
Data de publicação 2010-03-31
Publicado em PENDELOSKI, Karen Priscilla Tezotto. Avaliação de polimorfismos de genes codificadores de mediadores de imunorregulação e apoptose em pacientes com pré-eclâmpsia. 2010. Dissertação (Mestrado) - Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), São Paulo, 2010.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 85 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Dissertação de mestrado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/9069

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta