Avaliação da presença do polimorfismo Msp1 da CYP1A1 do citocromo P-450 em mulheres assintomáticas portadoras de cisto mamário

Avaliação da presença do polimorfismo Msp1 da CYP1A1 do citocromo P-450 em mulheres assintomáticas portadoras de cisto mamário

Título alternativo Evaluation of the presence of Msp1 polymorphism of cytochrome P-450 CYP1A1 in asymptomatic women suffering from breast cyst
Autor Fenile, Rogério Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Nazário, Afonso Celso Pinto Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo Objetivo: o objetivo do estudo foi verificar a prevalência da alteração fibrocística da mama, na sua forma cística, dentre as diversas faixas etárias da população feminina e correlacionar a doença cística com a presença do polimorfismo Msp1 da CYP1A1 do citocromo P450 . Casuística e métodos: Estudo retrospectivo, caso-controle, desenvolvido entre março de 2005 a março de 2007. Submeteram-se a exame ultra-sonográfico, 204 mulheres, sendo divididas em dois grupos: 44 com doença cística mamária (casos) e 149 sem doenças mamárias (controles); 11 mulheres foram excluídas. Foi realizado estudo genético para a detecção do CYP1A1 através de reação em cadeia da polimerase e utilizado o teste de Fisher e c2 para a análise estatística. Resultados: A doença cística mamária diagnosticada pelo ultra-som esteve presente em 22% da população estudada. Os cistos eram do tipo simples em 93%, múltiplos em 75% dos casos, e mediam 4-10 mm em 46%. A mama esquerda no quadrante súpero-lateral foi a localização mais freqüente. O perfil epidemiológico-clínico dessas mulheres foi: branca, faixa etária de 41-50 anos, ciclos menstruais regulares, multípara e com queixa de mastalgia. Na análise genética do CYP1A1, observamos homozigoto selvagem numa freqüência de 68,2% no grupo casos e 66% no controle; heterozigotos 31,28% no grupo estudo e 26,8% no controle.Não houve aparecimento do homozigoto mutado no grupo casos surgindo como 7,2% no controle. Não houve diferença estatisticamente significante entre os grupos (p = 0,42). Conclusão: A prevalência e quase todo o perfil epidemiológico da doença cística mamária foram compatíveis com a literatura. Houve maior freqüência de heterozigotos mutados no grupo de casos, porém não de homozigotos.Não houve associação estatisticamente significante entre o polimorfismo da CYP1A1 e a doença fibrocística mamária na sua forma cística.
Assunto Breast cyst
CYP1A1
CYP1A1
Cisto mamário
Polimorfismo
Doença da mama fibrocística
Polymorphism
Fibrocystic breast disease
Idioma Português
Data 2010-12-02
Publicado em FENILE, Rogério. Avaliação da presença do polimorfismo Msp1 da CYP1A1 do citocromo P-450 em mulheres assintomáticas portadoras de cisto mamário. 2010. Dissertação (Mestrado) - Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), São Paulo, 2010.
Editor Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Dissertação de mestrado
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/9033

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Nome: Publico-12911.pdf
Tamanho: 1.451Mb
Formato: PDF
Descrição:
Visualizar/Abrir

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)