Avaliação da expressão de receptores de reconhecimentos e sinalização celular de células do sangue periférico de pacientes séticos e sua relação com desfecho clínico

Avaliação da expressão de receptores de reconhecimentos e sinalização celular de células do sangue periférico de pacientes séticos e sua relação com desfecho clínico

Título alternativo Evaluation of recognition and signaling receptors in the peripheral blood cells of septic patients and its correlation with clinical outcome
Autor Silva, Selma Cristina da Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Salomão, Reinaldo Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo Sepsis can be defined as the syndrome of the systemic inflammatory response triggered by a confirmed or suspected infection, where severe sepsis and septic shock are the most serious manifestations. The recognition of these pathogens is done by specific receptors in cells of the innate immune system, which may undergo modulation during the continuum of clinical manifestations of sepsis. The cells responsible for the first line of defense against infections innate immune system are monocytes and neutrophils, which make the recognition of pathogens by Toll like receptors involved in immune response and containment of infection. This study aimed to evaluate the expression of CD14 receptor on monocytes, CD66b and CXCR2 receptors on neutrophils and TLR2, TLR4, TLR5, TLR9 and CD11b on both cellular types of septic patients. Seventy seven (77) septic patients (SP) and 40 healthy volunteers (HV) were included and blood samples were collected on day zero (D0) and after seven days of follow up (D7). The evaluation of the cellular receptors was carried out by flow cytometry. The expression of CD14 on the surface of monocytes (P=0.001) and the expression of CD11B and CXCR2 on the surface of the neutrophils (P=0.007 and P=0.001, respectively) of the SP was lower when compared to HV of was lower in SP when compared with the HV. Conversely, the expression of TLR5 on the surface of monocytes and neutrophils was higher in SP when compared with the HV (P=0.041 and P=0.001, respectively). The expression of TLR2 in the surface of neutrophils (P=0.003) and the expression of TLR5 in the surface of monocytes and neutrophils (P=0.010 and P=0.015, respectively) of SP was lower at the end of the follow up, when compared with the expression of the HV. In addition, the SP that survived showed reduced expression of TLR2 (P=0.001) and TLR4 (P=0.020) in the surface of neutrophils at the end of the follow up. The expression of CXCR2 of those patients that survived was higher at the end of the follow up when compared to the expression at the baseline (P=0.031). In conclusion, the expression of recognition receptors and cell signaling receptors is differently regulated among SP and HV and may reflect the cellular activation during sepsis. In septic patients occurs modulation during the expression of these receptors during follow-up, which for some receptors differed in SP who survived and those who died, suggesting that the pattern of influence adaptation the response inflammatory and evolution of the patients. The expression of recognition receptors and cell signaling is regulated differently in sepsis and may be related to clinical outcome.

A sepse pode ser definida como a síndrome da resposta inflamatória sistêmica desencadeada por infecção comprovada ou suspeita, sendo a sepse grave e o choque séptico as manifestações mais graves. O reconhecimento destes patógenos é feito por receptores específicos presentes nas células do sistema imune inato, que podem sofrer modulação durante o continuum das manifestações clínicas da sepse. As células responsáveis pela primeira linha de defesa do sistema imune inato contra infecções são os monócitos e neutrófilos, que fazem o reconhecimento dos patógenos através dos receptores do tipo Toll, envolvidos na resposta imune e na contenção da infecção. Os receptores CD14, TLR2, TLR4 e TLR5 de superfície e TLR9 intracelular estão envolvidos no reconhecimento de patógenos, sendo estes essenciais no reconhecimento de bactérias Gram-negativas e Gram-positivas. O processo de migração e fagocitose para eliminação destas bactérias ocorre por meio de receptores de selectinas, integrinas e quimiocinas, como CD66b, CD11b e CXCR2, respectivamente. Este estudo teve como objetivo avaliar a expressão dos receptores CD14 em monócitos, CD66b e CXCR2 em neutrófilos, TLR2, TLR4, TLR5, TLR9 e CD11b em monócitos e neutrófilos de pacientes sépticos. Foram incluídos 77 pacientes sépticos (PS) e 40 voluntários sadios (VS); amostras de sangue foram coletadas no dia zero (D0) e após 7 dias (D7) de seguimento. A avaliação dos receptores foi realizada por citometria de fluxo. A expressão de CD14 na superfície de monócitos de PS foi menor quando comparada aos VS (P=0,001). A expressão de CD11b e CXCR2 na superfície de neutrófilos foi menor em PS em relação aos VS (P=0,007 e 0,001, respectivamente). Em monócitos e neutrófilos a expressão do TLR5 foi maior nos PS quando comparado aos VS (P=0,041 e P=0,001, respectivamente). A expressão de TLR2 na superfície de neutrófilos dos PS foi menor ao final do seguimento (D7), quando comparada ao D0 (P=0,003). Da mesma forma, a expressão de TLR5, tanto na superfície de monócitos quanto de neutrófilos de PS diminuiu ao final do seguimento (P=0,010 e 0,015, respectivamente). Os PS que sobreviveram apresentaram diminuição da expressão de TLR2 (P=0,001) e TLR4 (P=0,020) na superfície de neutrófilos ao final do seguimento. Já a expressão de CXCR2 na superfície de neutrófilos dos PS que sobreviveram foi maior ao final do seguimento (P=0,031). Concluindo, a expressão dos receptores de reconhecimento e sinalização celular ocorre de forma distinta entre PS e VS, e pode ser reflexo da ativação celular desencadeada na sepse. Nos PS ocorre modulação na expressão desses receptores durante o seguimento, que para alguns receptores foi distinta em PS que sobreviveram e nos que evoluíram a óbito, sugerindo que o padrão de readaptação da resposta inflamatória possa influenciar a evolução dos pacientes. A expressão de receptores de reconhecimento e sinalização celular está diferentemente regulada na sepse e pode estar relacionada ao desfecho clínico.
Palavra-chave Immunophenotyping
Imunofenotipagem
Monocytes
Monócitos
Neutrophils
Neutrófilos
Receptores de superfície celular e intracelular
Surface and intracellular receptors
Sepse
Sepsis
Receptores de Superfície Celular
Receptors, Cell Surface
Idioma Português
Data de publicação 2011-05-25
Publicado em SILVA, Selma Cristina da. Avaliação da expressão de receptores de reconhecimentos e sinalização celular de células do sangue periférico de pacientes séticos e sua relação com desfecho clínico. 2011. Dissertação (Mestrado) - Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), São Paulo, 2011.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 127 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Dissertação de mestrado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/9022

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: Retido-12591a.pdf
Tamanho: 1.755MB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta