Avaliação da densidade do transportador dopaminérgico utilizando [99mTc]-TRODAT-1 e SPECT após privação de sono

Avaliação da densidade do transportador dopaminérgico utilizando [99mTc]-TRODAT-1 e SPECT após privação de sono

Título alternativo Dopamine Transporter Regulation during Four Nights of REM Sleep Deprivation and Recovery – in vivo Molecular Imaging Study in Humans
Autor Silva, Raquel Cristina Martins da Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Tufik, Sergio Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Pós-graduação Psicobiologia – São Paulo
Resumo One inherent repercussion to societal development is the sleep deprivation (SD) during the week followed by sleep compensation on weekends. Because REM sleep predominates in the latter half of the night, people who sleep less may lose REM sleep. Here, we report whether two nights of total SD or four nights of selective REM SD followed by three nights of sleep recovery changes polysomnographic pattern of sleep and dopamine transporter (DAT) density compared to a control group. Single positron emission computed tomography and [99mTc]TRODAT-1 were used to assess cerebral DAT density in the striatum at baseline, after total and REM SD and sleep recovery in healthy volunteers (n=10/group). Blood was collected daily in order to examine prolactin and estradiol levels and correlate these markers with dopaminergic activity. The total SD group exhibited a marked increased in slow wave sleep during the first night of recovery and regular sleep architecture was restored after the first night. However, the REM SD group had longer lasting effects on percentage of REM sleep seen during all the recovery period. Neither total and REM SD affected DAT density in striatum or the levels of cortisol, estradiol and prolactin during the protocol. Because DA activity has been related to REM sleep and selective loss of REM sleep creates a greater imbalance in sleep architecture than total SD, these findings are consistent with recent studies that indicate a novel role for DA in regulating REM sleep.

A privação de sono (PS) durante a semana seguida pela compensação dessa perda nos finais de semana tem se tornado uma conduta freqüente na sociedade. Sendo o sono REM predominante na segunda metade da noite, pessoas que dormem menos do que necessitariam perdem grande quantidade dessa fase do sono. O objetivo desse trabalho foi avaliar as alterações no padrão de sono e na densidade do transportador de dopamina (DAT) no estriado após duas noites de PS total ou quatro noites de PS REM, seguidas de três noites de rebote de sono, comparadas a um grupo controle. A densidade de DAT no estriado dos voluntários foi obtida por meio de Tomografia Computadorizada por Emissão de Fóton Único cerebral utilizando como radiotraçador o [99mTc]TRODAT- nas condições basal, após o período de PS e de rebote. Coletas diárias de sangue foram realizadas a para avaliar as concentrações de prolactina e estradiol, hormônios relacionados com a atividade dopaminérgica. Nossos resultados mostraram que o grupo PS total exibiu aumento marcante na porcentagem de sono de ondas lentas na primeira noite de rebote de sono. Esses voluntários já apresentaram seu padrão de sono regular na segunda noite de rebote. A PS REM promoveu repercussões mais duradouras na arquitetura e homeostase do sono quando comparada a de PS total. Esse grupo continuou apresentando aumento de sono REM até a terceira noite de recuperação. Ambos os protocolos de PS não provocaram alterações significativas na densidade do DAT e nas concentrações hormonais em nenhum dos grupos experimentais. Nossos resultados corroboram com recentes estudos indicando a importância do sistema dopaminérgico na regulação do sono REM.
Palavra-chave Privação de sono
Rebote
Dopamina
Hormônios
TRODAT-1
Tomografia Computadorizada de Emissão de Fóton Único
Idioma Português
Data de publicação 2008-11-26
Publicado em SILVA, Raquel Cristina Martins da. Avaliação da densidade do transportador dopaminérgico utilizando [99mTc]-TRODAT-1 e SPECT após privação de sono. 2008. 144 f. Dissertação (Mestrado em Ciências) - Escola Paulista de Medicina, Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), São Paulo, 2008.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 143 p.
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Dissertação de mestrado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/9011

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: Publico-005.pdf
Tamanho: 2.090MB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta