Avaliação circadiana da fadiga na sequela de poliomielite e síndrome pós-poliomielite

Avaliação circadiana da fadiga na sequela de poliomielite e síndrome pós-poliomielite

Título alternativo Assessment of fatigue in the sequelae of polio and post polio syndrome according to the circadian cicle
Autor Viana, Celiana Figueiredo Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Oliveira, Acary Souza Bulle Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Pós-graduação Neurologia/Neurociências - São Paulo
Resumo Objective: To evaluate the circadian fatigue in sequelae of poliomyelitis (PS) and Post-Polio Syndrome (PPS) and compare them with actigraphy and polysomnography parameters as well as muscular weakness. Method: Thirty-nine (39) underwent evaluation of the pre-sleep questionnaire and polysomnography, thirty-three (33) underwent actigraphy and data from these examinations were correlated with the scales of the Chalder fatigue, answered by thirty-eight (38) patients and Piper, answered by thirty (30) patients in three periods of the day (sent by mail). Results: This study allowed us to identify the quality of sleep is affected in two populations, both PS and PPS, with increased severity of the situation faced by the PPS group. Fatigue in fact is related to the time of the day, appearing in the population of circadian PPS. Conclusion: The circadian fatigue character takes on well-defined population of PPS, according to the assessment of the scale of Piper. The fatigue is correlated with sleep parameters, especially considering the variables of apnea and hypopnea index, movement of legs and sleep architecture. The intensity of fatigue is greater in patients with PPS. The Piper fatigue scale proved to be very sensitive and can measure the circadian fatigue in PPS. The intensity of fatigue is strongly correlated with the degree of muscular weakness.

Objetivo: Avaliar a fadiga circadiana na Sequela de Poliomielite (SP) e na Síndrome Pós-Poliomielite (SPP) e compará-los aos parâmetros actigráficos e polissonográficos bem como, à fraqueza muscular. Método: trinta e nove (39) pacientes realizaram avaliação do questionário do pré-sono e polissonografia, trinta e três (33) realizaram actigrafia e os dados destes exames foram correlacionados com as escalas de fadiga de Chalder, respondida por trinta e oito (38) pacientes e Piper, respondida por trinta (30) pacientes, nos 3 períodos do dia (enviadas via correios). Resultados: o presente estudo, permitiu-nos identificar que a qualidade do sono está comprometida nas duas populações, tanto SP quanto SPP, sendo de maior gravidade a situação enfrentada pelo grupo SPP. A fadiga de fato tem relação com a hora do dia, apresentando-se circadianamente na população de SPP. Conclusão: a fadiga assume caráter circadiano bem definido na população de SPP, de acordo com a avaliação da escala de Piper. A fadiga apresenta relação com parâmetros do sono, especialmente quanto às variáveis índice de apneia e hipopneia, movimento de pernas e arquitetura do sono. A intensidade da fadiga é maior nos pacientes com SPP. A escala de fadiga de Piper mostrou-se bastante sensível e capaz de mensurar a fadiga circadiana na SPP. A intensidade da fadiga está fortemente relacionada ao grau de fraqueza muscular.
Palavra-chave Ciclo circadiano
Fadiga
Sono
Síndrome pós-poliomielite
Poliomielite
Ritmo circadiano
Circadian rhythm
Fatigue
Sleep
Postpoliomyelitis syndrome
Poliomyelitis
Idioma Português
Financiador Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq)
Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP)
Fundo de Auxílio aos Docentes e Alunos (FADA)
Data de publicação 2010-08-25
Publicado em VIANA, Celiana Figueiredo. Avaliação circadiana da fadiga na sequela de poliomielite e síndrome pós-poliomielite. 2010. 161 f. Dissertação (Mestrado em Ciências) - Escola Paulista de Medicina, Universidade Federal de São Paulo, São Paulo, 2010.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 161 p.
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Dissertação de mestrado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/9003

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: Publico-278.pdf
Tamanho: 2.014MB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta