Avaliação do uso terapêutico do extrato de Lafoensia pacari St. Hil. Mangava-Brava na erradicação do Helicobacter pylori: Ensaio Clínico Randomizado Duplo Cego

Avaliação do uso terapêutico do extrato de Lafoensia pacari St. Hil. Mangava-Brava na erradicação do Helicobacter pylori: Ensaio Clínico Randomizado Duplo Cego

Título alternativo Assessing the therapeutic use of Lafoensia pacari St. Hil. extract (Mangava brava) in the eradication of Helicobacter pylori: Double-blind randomized clinical trial
Autor Menezes, Valfredo da Mota Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Atallah, Álvaro Nagib Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Pós-graduação Saúde baseada em evidências - São Paulo
Resumo Background: The eradication of Helicobacter pylori is easily achieved by combining antisecretory agents and antibiotics; however, the cost of these associations is very high for the population of Third World countries, where the prevalence of the infection is even higher and leads to markedly reduced treatment effectiveness. We tested a plant (Lafoensia pacari) that is used in the central region of Brazil. According to previous studies, this plant has high concentrations of ellagic acid, which presents gastric antisecretory and antibacterial actions. Material and Methods: 100 dyspeptic, urease-positive patients were randomized to receive 500mg of methanolic extract of L. pacari (n= 55) or placebo (n= 45), for 14 days, in a double-blind clinical trial. The main variables assessed were the eradication of H. pylori eight weeks after the intervention and complete symptom relief at the end of the treatment. Results: The exams (urease and histology) showed persistence of H. pylori in 100% of participants. Complete symptom relief was experienced by 42.5% of patients (95% CI: 29.4-55.8) in the intervention group and by 21% (95% CI: 8.8-33.1) in the control group, p=0.020. The side effects were minimum and similar in both groups. Conclusions: The extract of L. pacari as a single agent was not effective to eradicate H. pylori. However, it was well tolerated and many participants reported relief of symptoms. Future studies may test the agent using larger doses and longer periods, in monotherapy or in combination with antibiotics.

Avaliação do uso terapêutico do extrato de Lafoensia pacari St. Hil. Mangava brava na erradicação do Helicobacter pylori: Ensaio Clínico Randomizado Duplo Cego. Objetivo: Avaliar a ação de uma planta usada popularmente como fitoterápico, conhecida cientificamente como Lafoensia pacari, na erradicação do Helicobacter pylori e verificar se a mesma é mais efetiva que o placebo para alívio da sintomatologia dispéptica. Analisar também sua ação sobre os processos inflamatórios e seus possíveis efeitos adversos. Método: Pacientes dispépticos, maiores de 18 anos, H. pylori positivos (teste rápido da urease), foram randomizados para receber 500mg do extrato metanólico de L. pacari duas vezes por dia (Grupo Intervenção) ou placebo (Grupo Controle), por duas semanas. A variável (“Erradicação do H.pylori”) foi analisada oito semanas após o fim da medicação por nova endoscopia com biópsia e realização do teste rápido da urease e histologia. As outras variáveis (“Melhora”, “Alívio completo dos sintomas” e “Efeitos adversos”) foram analisadas no fim da medicação (duas semanas). Resultados: Cem pacientes com idades entre 18 e 79 anos foram randomizados e alocados nos grupos Intervenção (n=55) e Controle (n=45). Os resultados dos exames (urease e histologia) mostraram que a situação relativa à positividade para o H. pylori se manteve inalterada em 100% dos participantes. Melhora da sintomatologia foi observada em 74% no grupo-intervenção (IC 95%: 62,4 a 85,8) e em 48% do controle (IC 95%: 33,9 a 63,8) com p= 0,007. Alívio completo de sintomatologia foi observado em 42,5% (IC 95%: 29,4 a 55,8) no grupo-intervenção e em 21%(I C 95%. 8,8 a 33,1) do grupo-controle, com p=0,020 (qui quadrado). Os efeitos colaterais foram mínimos e similares nos dois grupos. Conclusões: O extrato de L. pacari, como agente único, na dose e no tempo de uso estabelecidos neste ensaio, foi ineficaz para a erradicação do H. pylori na população analisada. Foi, porém, bem tolerado e conseguiu resolução sintomatológica significativa em grande parte dos participantes que dele fez uso. Futuros estudos poderão testá-lo, com a utilização de doses e períodos maiores, tanto em tratamento sintomatológico, como em associação com antibióticos no combate ao H. pylori.
Palavra-chave Ensaio clínico
Lafoensia pacari
Helicobacter pylori
Dispepsia
Clinical trial
Helicobacter pylori
Dyspepsia
Ensaios clínicos como assunto
Clinical trials as topic
Extratos vegetais
Plant extracts
Idioma Português
Data de publicação 2006-04-03
Publicado em MENEZES, Valfredo da Mota. Avaliação do uso terapêutico do extrato de Lafoensia pacari St. Hil. Mangava-Brava na erradicação do Helicobacter pylori: Ensaio Clínico Randomizado Duplo Cego/Valfredo da Mota Menezes.-. 2006. Tese (Doutorado) - Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), São Paulo, 2006.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 73 p.
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Tese de doutorado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/8984

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: Publico-200600058.pdf
Tamanho: 391.6KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta