As representações sociais da prática de yoga junto aos adolescentes internos e funcionários da Fundação CASA

As representações sociais da prática de yoga junto aos adolescentes internos e funcionários da Fundação CASA

Título alternativo Social representations of yoga practice with adolescents residents and employees of the Fundação CASA
Autor Volcov, Katerina Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Brêtas, José Roberto da Silva Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo This is a qualitative research project, conducted using theory and methodology proposed by Social Representation with respect to the yoga practice of adolescent inmates and employees of the CASA Foundation. The objectives of the study are based on the following themes: characterization of the subjects; contextualization of the yoga activity within the organization of CASA Foundation; analysis of the yoga practice as a self-help tool and its potential impacts on the lives of young residents in the CASA Foundation through social representation of the adolescent practitioners and staff of the institution and, finally, an analysis of the difficulties and challenges involved in building a sense of inner peace and well-being. Held at the “Unidade de Internação Divisão Regional 5 – Unidade de Internação Paulista”, in Vila Maria, São Paulo, the survey was carried out with the participation of four teenagers and five employees of the institution. Interviews with three guiding questions and the observation of participants were used as data collection instruments. The data collected and organized using the Central Nucleus Theory unveiled a design that has as its core the practice of yoga in the CASA Foundation with peripheral nuclei of "repercussions of the practice of yoga", "concepts" and "difficulties" for the group composed of internal adolescents, and "perception of the impact of activity," "doubts" and "concepts" for the group of employees. Factors relating to well-being, attachment, self-assessment, resistance, environment and everyday life were important in compliance with the socio-educative measures and body posture and lack of knowledge were some of the peripheral elements emerging from the narratives of the participants. Considered through Winnicott´s and Foucault´s theories the material allowed us to observe differences in the understanding of objectives, concepts and experiences in the proposal of the practice of yoga between the different groups, at the same time as these difficulties arise. The study gave voice to both participant groups, allowing them to submit their social representations of the yoga practiced in the premises of a corrective institution such as this.

Trata-se de uma pesquisa de orientação qualitativa, utilizando a teoria e método propostos pelas Representações Sociais a respeito da prática de yoga junto a adolescentes internos e funcionários da Fundação CASA. Como objetivos do estudo, temos: caracterização dos sujeitos; contextualização da atividade de yoga dentro da unidade da Fundação CASA; análise da atividade de yoga enquanto cuidado de si e seus possíveis impactos na vida do jovem interno dentro da Fundação CASA por meio das representações sociais dos adolescentes praticantes e dos funcionários da instituição e, por fim, descrição das dificuldades e desafios para a construção de um sentimento de paz e bem-estar internos. Realizada na Unidade de Internação Divisão Regional 5 – Unidade de Internação Paulista, na Vila Maria, em São Paulo, a pesquisa contou com a participação de quatro adolescentes e cinco funcionários da instituição. Como instrumentos de coleta de dados foram utilizados a entrevista com três questões norteadoras e a observação participante. Os dados obtidos e organizados a partir da Teoria do Núcleo Central desvelaram um desenho que tem como núcleo central a prática de yoga na Fundação CASA e núcleos periféricos “repercussões da prática de yoga”, “conceito”, “dificuldades” para o grupo formado por adolescentes internos, e “percepção da repercussão da atividade”, “dúvidas” e “conceito”, para o grupo de funcionários. Bem-estar, vínculo, auto-avaliação, resistência, ambiente e cotidiano, auxílio no cumprimento da medida socioeducativa, postura corporal e desconhecimento foram alguns elementos periféricos surgidos nas narrativas dos participantes. Comentado à luz das teorias de Winnicott e Foucault, o material permitiu observar diferenças no entendimento dos objetivos, conceitos e vivências ao que se propõe o yoga entre os grupos, ao mesmo tempo em que aproxima dificuldades. O estudo deu voz para ambos os públicos apresentarem suas respectivas representações sociais sobre a yoga praticada nas dependências de uma instituição de seqüestro.
Palavra-chave CASA Foundation
Representações sociais
Adolescent resident
Adolescentes em conflito com a lei
Fundação CASA
Social representation
Yoga
Yoga
Adolescentes
Adolescents
Idioma Português
Data de publicação 2011-09-27
Publicado em VOLCOV, Katerina. As representações sociais da prática de yoga junto aos adolescentes internos e funcionários da Fundação CASA. 2011. Dissertação (Mestrado) - Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), São Paulo, 2011.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Dissertação de mestrado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/8972

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: Publico-KaterinaVolcov.pdf
Tamanho: 1.072MB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta