Aperfeiçoamento de uma técnica de espectroscopia por ressonância magnética para diferenciação de nódulos e massas adrenais

Aperfeiçoamento de uma técnica de espectroscopia por ressonância magnética para diferenciação de nódulos e massas adrenais

Título alternativo MR spectroscopy technical development for adrenals nodules and masses differentiation
Autor Melo, Homero José de Farias e Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Goldman, Suzan Menasce Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Pós-graduação Medicina (Radiologia Clínica) - São Paulo
Resumo Purpose: To improve 1H MRS protocol for adrenal glands’ nodules and masses differentiation, especially adenomas, pheochromocytomas, carcinomas and metastasis. Methods: We have evaluated prospectively, 118 patients (36 men and 82 women), mean age 57.3 ± 13.3 years-old, with 138 adrenal nodules or masses. The exams were performed with 1.5-T MR imaging and 43 mT/m gradients system (Magnetom Sonata; Siemens Medical Systems, Erlangen, Germany) and 1.5-T MR imaging and 33 mT/m gradients system (Magnetom Espree; Siemens Medical Systems, Erlangen, Germany). The multivoxel grid cranium-caudal adjustment was performed using three sagittal sequences (maximum inspiration, expiration and free breathing) and left-right and anterior-posterior by using axial and coronal sequences. We used a multivoxel system acquired by hybrid PRESS CSI 2D sequence commercially available by Siemens Medical Systems (Erlangen, Germany). We defined also a post-processing and analysis systematic for all off the masses. The post-processing was performed at a workstation (LEONARDO®; Siemens Medical Systems) with spectroscopy analysis dedicated program. The spectroscopic analysis was interpreted by means of visual inspection and metabolite peak amplitude measurements, lipid (Lip), choline (Cho), creatine (Cr) and catecholamines (4.0-4.3 ppm) addition of lactate (Lac), glutamine plus glutamate (Glx). We separated too different lipid picks presents in each group studied. We have applied the previously implanted mathematics ratio (Cho/Cr; 4.0-4.3/Cr; Lip/Cr e Cho/Lip) and we tested another’s (Lac/Cr e Glx/Cr). We studied the lesion size and Glx/Cr correlation. Results: Using the sequences indicated in 1H MRS and the post-processing and analysis systematic was possible to do the exams in 123 (89.13%) included masses with earlier published results reproduction. The metabolic ratio Lac/Cr ≤-7.449 had 90.9% sensibility and 77.8% specificity in pheochromocytomas and carcinomas differentiation. There was no difference between groups for Glx/Cr ratio (p>0,05), but we had inferred adenoma, carcinoma, pheochromocytomas lesion’s size and this metabolic ratio value correlation. We have founded androstenodiona, DHEA-S, aldosterona and cortisol in all off the studied masses and the adenoma was differed from other by having increased cortisol levels. Conclusions: From the outlined 1H MRS sequence it was possible to establish an effective procedure for adrenal glands nodules and masses differentiation. This MR and MRS acquisition protocol allowed the exam realization in 123 (89.13%) masses with more than 1.0 cm lesion. The post-processing systematic was effective in nodules differentiation.

Objetivo: Aperfeiçoar um protocolo de ERM do 1H para a diferenciação de nódulos e massas das glândulas adrenais, em especial adenomas, feocromocitomas, carcinomas e metástases. Métodos: Foram avaliados, por estudo prospectivo, 118 pacientes (36 homens e 82 mulheres), com média de idade de 57,3 ± 13,3 anos, portadores de 138 nódulos ou massas adrenais. Os exames foram realizados em equipamento de 1.5 T e gradiente de 43 mT/m (Magnetom Sonata; Siemens Medical Systems, Erlangen, Alemanha) e em equipamento de 1.5 T e gradiente de 33 mT/m (Magnetom Espree; Siemens Medical Systems, Erlangen, Alemanha). Utilizou-se um sistema de múltiplos volumes adquirido pela sequência PRESS CSI 2D híbrida disponível comercialmente pela Siemens Medical Systems (Erlangen, Alemanha). O ajuste crânio-caudal da grade de múltiplos volumes foi feito com três sequências sagitais (respiração livre, inspiração e expiração máximas) e látero-lateral e ântero-posterior acrescentando as sequências coronal e axial. Definimos também uma sistemática de pós-processamento e análise para todas as massas. O pós-processamento foi realizado numa estação de trabalho (LEONARDO®; Siemens Medical Systems) com programa dedicado à análise da espectroscopia. A análise da espectroscopia foi interpretada por inspeção visual e pelo levantamento das amplitudes dos picos dos metabólitos de interesse, lipídeo (Lip), colina (Cho), creatina (Cr) e catecolaminas (4,0 – 4,3 ppm) além do Lactato (Lac), Glutamina e Glutamato (Glx). Separamos também os diferentes picos de lipídeos presentes em cada grupo. Foram aplicadas as relações matemáticas implantadas previamente (Cho/Cr; 4,0-4,3/Cr; Lip/Cr e Cho/Lip) e testadas outras (Lac/Cr e Glx/Cr). Estudou-se também a correlação entre o tamanho da lesão e a razão Glx/Cr. Resultados: Utilizando-se as sequências indicadas na metodologia da ERM do 1H e a sistemática de pós-processamento e análise foi possível a realização do exame em 123 (89,13%) das massas incluídas com reprodução dos resultados anteriormente publicados. A relação Lac/Cr≤-7,449 teve sensibilidade de 90,9% e especificidade de 77,8% na diferenciação entre feocromocitoma e carcinoma. Não houve diferença entre os grupos para a relação Glx/Cr (p>0,05), mas inferiu-se uma correlação entre o tamanho da lesão e o valor desta razão no adenoma, feocromocitoma e carcinoma. A androstenodiona, DHEA-S, aldosterona e o cortisol foram encontrados em todas as massas estudadas e o adenoma diferenciou-se dos demais por apresentar níveis de cortisol aumentados. Conclusão: A partir do protocolo de ERM do 1H apresentado foi possível estabelecer um protocolo eficaz para a diferenciação dos nódulos e massas das glândulas adrenais. Este protocolo de aquisição de imagem e ERM permitiram a realização do exame em 123 (89,13%) das massas com lesão superior a 1,0 cm. A sistemática de pós-processamento foi eficaz na diferenciação dos nódulos.
Palavra-chave Câncer suprarrenal
Ressonância magnética
Espectroscopia
Idioma Português
Financiador Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Número do financiamento Capes: 33009015037M5
Data de publicação 2010-05-26
Publicado em MELO, Homero Jose de Farias e. Aperfeiçoamento de uma técnica de espectroscopia por ressonância magnética para diferenciação de nódulos e massas adrenais. 2010. 89 f. Tese (Doutorado em Ciências) - Escola Paulista de Medicina, Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), São Paulo, 2010.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 89 p.
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Tese de doutorado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/8953

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: Publico-142.pdf
Tamanho: 1.768MB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta