Análise dos critérios diagnósticos de dependência (DSM-IV) entre usuários diários de maconha

Análise dos critérios diagnósticos de dependência (DSM-IV) entre usuários diários de maconha

Título alternativo Analysis of the substance dependence criteria (DSM-IV) in daily cannabis users
Autor Maciel, Laura de Amorim Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Noto, Ana Regina Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Pós-graduação Psicobiologia – EPM
Resumo Aim: To study the DSM-IV criteria for substance dependence among daily cannabis users. Methods: A qualitative method and an intentional sample of daily cannabis users in the community were adopted in this investigation, which was conducted in Sao Paulo, Brazil. In-depth, semi-structured interviews based on the DSM-IV criteria for substance dependence were held individually. The interviews were recorded and transcribed for posterior content analyses. Results: 24 people (15 men) aged 18-49 years participated in this study. Only one participant reported compulsive use, while the others planned cannabis use through their daily routine without reducing the frequency in which engaged in important activities. Impairments on the short-term memory were reported by 17 participants. There was no report of tolerance towards the sensation of relaxation, which was claimed to be the main motivation for continued use. Symptoms during the abstinence periods (irritation, insomnia and appetite reduction) were more likely to be some frustration feeling for not being able to smoke marijuana and/or rebound or off-set effects. Despite the fact only four participants were diagnosed dependent (DSM-IV), 16 considered themselves dependent. Conclusions: The DSM-IV diagnoses criteria might not identify cannabis daily users as dependents, despite the fat that they considered themselves dependents. The specificities regarding tolerance and control/compulsion seem to reduce the probability of establishing diagnoses of dependence.

Objetivo: Analisar entre usuários diários de cannabis, os sinais e sintomas da Síndrome de Dependência de Substância, tendo como referência os critérios diagnósticos do DSM-IV. Métodos: Foi utilizado o referencial qualitativo de pesquisa. A amostra intencional, de usuários diários de maconha da omunidade, foi composta por “bola de neve”. Foram realizadas entrevistas semi-estruturadas, individuais e anônimas, com base nos critérios do Manual Diagnóstico e Estatístico de Transtornos Mentais (DSM-IV). As entrevistas foram gravadas, para posterior transcrição e análise de conteúdo categorial. Resultados: Participaram deste estudo 24 pessoas (15 homens), com idades entre 18 a 49 anos. Apenas um entrevistado relatou compulsão para o uso. Os demais mencionaram planejamento do uso em suas rotinas diárias,sem identificar redução de atividades consideradas importantes. Prejuízo de memória foi citada por 17 entrevistados.Não foi relatada tolerância para a sensação de relaxamento, principal motivação para a continuidade do uso. Sintomas nos períodos de abstinência (irritação, insîonia e redução do apetite) se aproximaram mais de sentimentos de frustração e/ou dos conceitos de efeito rebote ou off-set. Apesar de apenas quatro terem preenchido diagnóstico de dependência, 16 se consideravam dependentes. Conclusões: Os critérios diagnósticos do DSM-IV podem não identificar usuários diários de cannabis como dependentes, ainda que eles se considerem. As especificidades em relação à tolerância e controle/compulsão parecem diminuir a probabilidade de preenchimento de critérios diagnósticos.
Assunto Cannabis
Qualitative research
Cannabis
Pesquisa qualitativa
Idioma Português
Financiador Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP)
Associação Fundo de Incentivo à Psicofarmacologia (AFIP)
Número do financiamento FAPESP: 06/58658-8
FAPESP: 07/50783-0
Data 2009-02-27
Publicado em MACIEL, Laura de Amorim. Análise dos critérios diagnósticos de dependência (DSM-IV) entre usuários diários de maconha. 2009. 74 f. Dissertação (Mestrado) - Escola Paulista de Medicina, Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), São Paulo, 2009.
Editor Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 74 p.
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Dissertação de mestrado
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/8931

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Nome: Publico-037.pdf
Tamanho: 357.8Kb
Formato: PDF
Descrição:
Visualizar/Abrir

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)