Alterações na expressão protéica das células mesangiais em cultura sob os efeitos quimiotóxicos do meio de contraste radiológico iodado, HexabrixR.

Alterações na expressão protéica das células mesangiais em cultura sob os efeitos quimiotóxicos do meio de contraste radiológico iodado, HexabrixR.

Título alternativo Effects of radiological contrast medium, HexabrixTM in mesangial cell protein expression in culture
Autor Perez, Juliana Dinéia Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Casarini, Dulce Elena Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo The kidney is a common target organ for toxic agents, like contrast media (CM). The CM with iodine is normally used in angiography, urography and tomography. CM is filtrated and metabolized in the kidney, being the major cause of acute renal failure (ARF). Nowadays, proteome is actually a powerful tool in the Nephrology Research, mainly in the identification of protein modifications when in contact with toxic agents. This technique also gives the possibility of biomarkers identification to help the physicians in the patient treatments. The aim of this study was to separate by two-dimensional polyacrylamide gel electrophoresis (2D-PAGE) and to identify by matrix-assisted laser desorption ionization-time-of-flight (MALDI-TOF) mass spectrometry the proteins that were up- or down-regulated in immortalized mesangial cell in culture (IMC) in the presence of CM. We evaluated three groups of IMC: control (CT), manitol (Man) and HexabrixTM (Hx). The samples were treated and submitted to the 2D-PAGE analysis, where the proteins were separated according to their isoelectric points and molecular weights. We identified by MALDI-TOF around 11 proteins. Some proteins were expressed only in the Hx group (Proliferating Cell Nuclear Antigen and Masp 1); others were more expressed in the Man group when compared with Hx and Ct groups (Translationally Controlled Tumor Protein). On the other hand, some proteins were expressed only in the Ct and Man groups (Annexin A3 and DNA ligase), suggesting that probably the Hx caused injury in these cells and it was responsible for the down-regulation of these proteins. Finally, we identified proteins that were expressed in the three cell groups (Heat Shock Protein 27, Heat Shock Protein 84), but with different levels. We concluded that the osmolarity of manitol and Hx could influenciate the alterations in the concentration of a specific protein. We believe that osmolarity and other factors of the CM could be responsible for the nephrotoxicity observed in this model. Proteomic analysis is a promising tool to study the renal pathophysiology making possible in the future the identification of biomarkers of renal diseases that can constitute therapeutically targets, minimizing the actual damages for the ARF.

O rim é responsável pela maior parte da excreção de substâncias, tornando-se alvo de componentes tóxicos, tais como os meios de contrastes (MCTR). Os MCTR a base de iodo são substâncias utilizadas na angiografia, urologia ou tomografia computadorizada. Essas substâncias não deveriam interagir com o organismo, porém, na prática clínica, demonstram certo grau de interação orgânica onde são filtradas e metabolizadas livremente pelos rins, podendo ocasionar insuficiência renal aguda (IRA) devido a vasoconstrição e a isquemia medular O objetivo do presente estudo foi identificar, por meio de análise bidimensional, proteínas da célula mesangial imortalizada (CMI), que poderiam eStar sub ou supra expressas quando em contato com o MCTRH e, por conseqOência desta alteração, estejam envolvidas no processo de nefrotoxicidade Essas células foram divididas em 3 grupos" controle (Ct), manitol (Man) e tratado com HexabrixR (Hx), as quais foram tratadas e em seguida, aplicou-se a análise por gel de eletroforese bidimensional (2-DE). O método inicia-se pela focalização isoelétrica (1. dimensão), onde as proteínas são separadas de acordo com seu pl. Em seguida, essas proteínas são submetidas a uma separação de acordo com sua massa molecular (2. dimensão). Como os parâmetros usados anteriormente são independentes, uma grande resolução de spots (marcações protéicas) foi atingida. Os géis bidimensionais foram corados com Coomassie. Após a identificação dos spots nos géis 2-DE, extração das proteínas e análise por espectrometria de massa, constatamos o aparecimento de algumas proteínas com expressões variadas entre os géis Ct, Man e Hx. Dentre as proteínas identifica das localizamos algumas apenas nos géis submetidos à Hx, como. Canal de tropomiosina-1alfa (TPMA), e antígeno de proliferação de núcleo celular (PCNA). Outras localizadas nos géis Man e H x estavam supra expressas em relação ao gel Ct, como a proteína de controle da translação tumoral. Em contrapartida, houve proteínas que foram apenas expressas nos géis Ct e Man, evidenciando que provavelmente o iodo contido no HexabrixR tenha ocasionado uma sub expressão dessas proteínas, tais como anexina3 e Dna ligase. Finalmente houve a identificação de proteínas que estavam expressas nos três géis (Ct, Man e Hx) embora em concentrações variáveis, como Hsp27, Erp57 e Beta actina-1. De maneira geral, fatos relevantes foram analisados, um deles é de que todas as proteínas que foram expressas nos géis Ct e Hx, também foram detectadas nos géis Man, permitindo- nos enfatizar a possibilidade de descartar o papel da osmolaridade no aumento da expressão das proteínas que foram identificadas somente no gel Hx, sugerindo, portanto, ser o iodo e não a osmolaridade o fator desencadeador das alterações da expressão protéica. Em contrapartida supõe- se ainda que a osmolaridade tenha sido a causadora do aumento da expressão de algumas proteínas apenas nos géis Man e Hx, e não no CT. Sendo assim sugerimos que o MCTR, tanto pela sua osmolaridade como por outros fatores entre eles a influência da molécula do iodo, pode regular a síntese e/ou expressão das proteínas nas células mesangiais.
Palavra-chave Meios de contraste
Célula mesangial
Análise
Proteoma
Proteome
Contrast media
/analysis
Idioma Português
Data de publicação 2006-12-31
Publicado em PEREZ, Juliana Dineia. Alterações na expressão protéica das células mesangiais em cultura sob os efeitos quimiotóxicos do meio de contraste radiológico iodado, HexabrixR. 2006. 58 f. Dissertação (Mestrado) - Escola Paulista de Medicina, Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), São Paulo, 2006.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 58 p.
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Dissertação de mestrado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/8886

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: Publico-0111.pdf
Tamanho: 567.8KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta