Adaptação cultural, validade e confiabilidade do Inventário de Habilidades de Vida Independente – versão do paciente (ILSS-BR/P) com portadores de esquizofrenia

Adaptação cultural, validade e confiabilidade do Inventário de Habilidades de Vida Independente – versão do paciente (ILSS-BR/P) com portadores de esquizofrenia

Título alternativo Cultural Adaptation, Reliability and Validity of the Brazilian version Independent Living Skills Survey (ILSS-BR/P) with schizophrenic patients
Autor Martini, Larissa Campagna Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Mari, Jair de Jesus Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo Background: There is a strong association between good psychosocial functioning and the ability to carry out everyday tasks in patients with schizophrenia. Valid Instruments become increasingly necessary to evaluate the performance of these patients on independent living activities. Objective: The aim of this study was to adapt and assess the psychometric properties of the Brazilian version of the Independent Living Skills Survey (ILSS-BR/P) with schizophrenic patients. Method: The study was conducted with three different samples drawn from community mental health services in the city of Sao Paulo. Results: Fifty patients were enrolled in interrater study, with 64.4% agreement between the responses and a range of 0.80-0.99 of the Intraclass Correlation (ICC). Forty-six patients participated in the test-retest, ICC ranged from 0.84-0.94, with 44.3% agreement. There was a good internal consistency. One hundred and sixty patients participated in the validation. In the discriminant validity, female patients presented a higher performance in overall score and five subscales compared with men. The concurrent validity confirmed the specificity of the dimensions of scale, comparing the ILSS with the PANSS, Calgary, CGI, GAF, WHOQOL and the Rosenberg Self-Esteem. Discussion: ILSS-BR/P is a valid and reliable research instrument to assess social functioning of this sample.

Objetivo: Pacientes com esquizofrenia apresentam prejuízos importantes no funcionamento social, relacionamento interpessoal, trabalho e lazer. O objetivo deste estudo foi adaptar e avaliar a validade e confiabilidade da versão brasileira da Independent Living Skills Survey (ILSS) em pacientes com esquizofrenia. Método: O estudo foi realizado com três amostras diferentes (uma para entre-observadores outro para o teste-reteste a última para o estudo de validação). O estudo foi realizado em serviços de saúde mental na cidade de São Paulo. Resultados: Cinqüenta pacientes participaram do estudo entre-observadores e 46 no estudo teste-reteste. Os coeficientes de confiabilidade entre-observadores mostraram uma concordância de 64,4% utilizando a classificação de Cohen, e os valores de correlação intra-classes (ICC) variou de 0,80 a 0,99 para todas as subescalas. A correlação intra-classe da estabilidade teste-reteste variou 0,84-0,94, com 44,3% de concordância. A escala apresentou uma boa consistência interna. Cento e sessenta pacientes foram incluídos no estudo de validade. No estudo de validade discriminante, os pacientes do sexo feminino apresentaram um desempenho superior no escore global e nas subescalas: Aparência e Vestuário (F=6,243; gl= 158; p=0,014), Higiene Pessoal (F=10,273; gl=158; p=0,002), Cuidado com os Objetos Pessoais (F=12,732; gl=158; p=0,000), Preparo dos Alimentos (F=8,784; gl=157; p=0,004) e Transporte (F=4,613; gl=157; p=0,033) quando comparado com o desempenho dos homens. A validade concorrente confirmou a especificidade das dimensões da escala, comparando ILSS com Síndrome Positiva e Negativa - PANSS (r=- 0,252; p=0,001), Escala Calgary de Depressão (r=- 0,185; p=0,010), Impressão Clínica Global - CGI (r=-0,409; p=0,000), Avaliação Global do Funcionamento - GAF (r=0,477; p=0,00), WHOQOL (r=0,216; p=0,006) e Escala de Autoestima de Rosemberg (r=0,275; p=0,000). Conclusão: Os resultados revelaram que a versão brasileira da ILSS é um instrumento de pesquisa válido e confiável para avaliar o funcionamento social de pacientes com esquizofrenia.
Palavra-chave Esquizofrenia
Ajustamento social
Atividades cotidianas
Avaliação da deficiência
Estudos de avaliação como assunto
Psicologia do esquizofrênico
Qualidade de vida
Questionários
Reprodutibilidade dos testes
Vida independente
Idioma Português
Data de publicação 2011-04-27
Publicado em MARTINI, Larissa Campagna. Adaptação cultural, validade e confiabilidade do Inventário de Habilidades de Vida Independente – versão do paciente (ILSS-BR/P) com portadores de esquizofrenia. 2011. Dissertação (Mestrado) - Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), São Paulo, 2011.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 82 p.
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Dissertação de mestrado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/8873

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: Publico-12735.pdf
Tamanho: 2.060MB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta