Ação da inibição da enzima conversora da angiotensina em aorta, fígado, rim e pâncreas em condições de hipercolesterolemia e hiperglicemia induzidas experimentalmente

Ação da inibição da enzima conversora da angiotensina em aorta, fígado, rim e pâncreas em condições de hipercolesterolemia e hiperglicemia induzidas experimentalmente

Título alternativo Angiotensin converting enzyme inhibition on the aorta, liver, kidney and pancreas in conditions of hyperglycemia and hypercholesterolemia experimentally induced
Autor Pomaro, Daniel Roberto Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Ihara, Silvia Saiuli Miki Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo Diabetes Mellitus is a major risk factor for vascular disease and the imbalance of the renin-angiotensin system exerts deleterious effects on various organs, further the use of ACE inhibitor or AT1 receptor blockers may exerts a beneficial effect. Objective: We performed a retrospective study where the effect of an ACE inhibitor, quinapril, on changes in target organs such as aorta, liver, kidney and pancreas of diabetic and hypercholesterolemic rabbits was analyzed. Methods: We performed a retrospective study on tissue samples of aorta, liver, kidney and pancreas of alloxan-induced diabetic rabbits which have also become hypercolesterolemic through a rich cholesterol fed. The animals were divided into four groups according to glucose levels (Group I = 432 ± 45 mg / dL, Group II = 514 ± 40 mg / dL, Group III = 149 ± 09 mg / dL, Group IV = 156 ± 10 mg / dL). The rabbits in groups II and IV received quinapril (30 mg/day) in their food and all animals received a diet enriched with 0.5% cholesterol for 12 weeks. The following parameters were analyzed: in the aorta – the immunohistochemical expression of MCP-1 and ICAM-1, and an in vitro assay using endothelial cells of rabbit aorta by analyzing the expression thereof were analyzed. In the kidney – it was analyzed the histopathology, histomorphometry and the immunostaining of macrophages, MCP-1 and ICAM- 1. In the liver – we performed a histopathological analysis and the evaluation of fibrosis was accessed by image analysis. In the pancreas – it was analyzed the histopathologic and the histomorphometric changes and an in vitro assay using isolated islets from rabbits was performed to evaluate the oxidative stress. Results: In the aorta there was a reduction in the immunohistochemical expression of ICAM-1 by treatment with ACE inhibitors in both tissue and endothelial cells cultured, however, this reduction was abolished in the presence of high concentrations of glucose. The immunohistochemical expression of MCP-1 was lower in animals treated with ACE inhibitors, but in cell culture the immuno-expression was not modified by treatment with ACE inhibitors, but by the concentration of glucose in the medium. In the kidney, the use of an ACE inhibitor attenuated the glomerular lesions and reduced the immunohistochemical expression of ICAM-1 and MCP-1. In the liver, the use of an ACEI reduced hepatic fibrosis, but this protective effect was not significant in animals hyperglycemic. In the pancreas, the ACEI treatment did not protect the islets destroyed by alloxan, but in the in vitro assay the oxidative stress was reduced. Conclusion: We found that the ACE inhibitor attenuated the changes in the kidney, but in aorta, liver and isolated pancreatic islets this protection depends on glycemic control.

Diabetes Mellitus é um importante fator de risco para as doenças vasculares, sendo que o desbalanço do sistema renina-angiotensina exerce efeitos deletérios em diversos órgãos, e o uso de inibidor da ECA ou bloqueadores do receptor AT1 podem exercer um efeito benéfico. Objetivo: Estudar a ação de um inibidor da ECA, quinapril, na atenuação de alterações em órgãos alvo como aorta, fígado, rim e pâncreas de coelhos diabéticos e hipercolesterolêmicos. Métodos: Realizamos um estudo retrospectivo, em amostras de tecido de aorta, fígado, rim e pâncreas de coelhos tornados hiperglicêmicos pelo tratamento com aloxano e hipercolesterêmicos alimentados com dieta acrescida de colesterol . Os animais foram distribuídos em quatro grupos de acordo com os níveis de glicose: (Grupo I = 432±45 mg/dL, Grupo II = 514±40 mg/dL, Grupo III = 149±09 mg/dL, Grupo IV = 156±10 mg/dL). Os animais dos grupos II e IV receberam 30 mg/dia de quinapril na ração e todos os animais receberam ração enriquecida com 0,5% de colesterol por 12 semanas. Os seguintes parâmetros foram analisados: Na aorta – imuno-expressão de MCP-1 e ICAM-1, e um ensaio in vitro utilizando células endoteliais de aorta de coelhos analisando a expressão dos mesmos marcadores. No rim- foram realizadas análises histopatológicas e histomorfométricas da macrófagos e imunoexpressão de, MCP-1 e ICAM-1. No fígado realizamos análise histopatológica e avaliação da fibrose por análise de imagens. No pâncreas - foram realizadas análises histopatológicas e histomorfométricas e um ensaio in vitro utilizando ilhotas pancreáticas isoladas de coelhos para avaliar o estresse oxidativo. Resultados: Na aorta houve uma redução na imuno-expressão de ICAM-1 pelo tratamento com IECA tanto no tecido quanto nas células endoteliais cultivadas, porém esta redução foi abolida na presença de concentrações elevadas de glicose; a imuno-expressão de MCP-1 foi menor nos animais tratados com IECA, porém em cultura de células a sua imuno-expressão não foi modificada pelo tratamento com o IECA, mas sim pela concentração de glicose no meio. No rim, o uso de um IECA atenuou as alterações glomerulares e reduziu a imuno-expressão de ICAM-1 e MCP-1. No fígado, o uso de um IECA reduziu a fibrose hepática, porém este efeito protetor não foi observado nos animais hiperglicêmicos. No pâncreas, o tratamento com um IECA não protegeu as ilhotas destruídas pelo aloxano, mas no estudo in vitro reduziu o estresse oxidativo. Conclusão: Verificamos que o IECA atenuou alterações no rim, porém em aorta, fígado e ilhotas pancreáticas isoladas esta proteção depende do controle glicêmico.
Palavra-chave Colesterol
Diabetes Mellitus
Inibidores da enzima conversora da angiotensina
Hypercholesterolemia experimentally induced
Arteriosclerose
Diabetes Mellitus
Arteriosclerosis
Cholesterol
Angiotensin-converting enzyme inhibitors
Diabetes Mellitus experimental
Diabetes Mellitus, Experimental
Coelhos
Rabbits
Idioma Português
Data de publicação 2010-07-28
Publicado em POMARO, Daniel Roberto. Ação da inibição da enzima conversora da angiotensina em aorta, fígado, rim e pâncreas em condições de hipercolesterolemia e hiperglicemia induzidas experimentalmente. 2010. Tese (Doutorado) - Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), São Paulo, 2010.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 105 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/8862

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: Retido-152a.pdf
Tamanho: 1.002MB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo
Nome: Retido-152b.pdf
Tamanho: 1.480MB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo
Nome: Retido-152c.pdf
Tamanho: 844.7KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo
Nome: Retido-152d.pdf
Tamanho: 1.693MB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta