A vivência clínica hospitalar: significados para enfermeiros residentes em Saúde da Família

A vivência clínica hospitalar: significados para enfermeiros residentes em Saúde da Família

Título alternativo Hospital clinical experience: meanings for Family Health resident nurses
Autor Landim, Simone Alves Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Batista, Nildo Alves Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo The purpose of this study was to evaluate the hospital clinical experience of the Family Health nurse in a Multiprofessional Residency. This qualitative research in phenomenological design aimed at understanding the meaning of hospital clinical experience in the nurse’s training in a Multiprofessional Family Health Residency. The study was developed in a Multiprofessional Family Health Residency course conducted by a teaching institution in São Paulo city. The data collection was based on interviews and had as study population eight resident nurses. I investigated the residents’ experience according to their speeches, by making the following guiding question: “Talk about your hospital experience, how does it show itself in your training as a resident”? Three open categories emerged from the subjects’ descriptions: “Causing to approach the hospital experience and the Primary Health Care”; “A significant learning”, ” Experiencing the day-to-day of the Residency”. The hospital experience is described as an important issue in the resident’s training, due to the possibility of improving competences, among them, the clinical competence. Among the meanings attributed to the hospital experience, there is the need and relevance of the hospital clinical experience as an integrant part of the curriculum vitae of the Multiprofessional Family Health Residency for the nurses.

O presente estudo teve como tema de pesquisa a vivência clínica hospitalar do enfermeiro na Residência Multiprofissional em Saúde da Família. Trata-se de pesquisa qualitativa na vertente fenomenológica e almejou compreender o significado da vivência clínica hospitalar na formação do enfermeiro na Residência Multiprofissional em Saúde da Família (RMSF). O estudo foi desenvolvido no curso de Residência Multiprofissional em Saúde da Família de uma Instituição de Ensino da Cidade de São Paulo. A coleta dos dados utilizou a entrevista, tendo como população do estudo oito enfermeiros residentes. Busquei, nos discursos dos residentes suas vivências, por meio da seguinte questão norteadora: “Fale de sua vivência hospitalar, como ela se mostra na sua formação enquanto residente”? Das descrições dos sujeitos, emergiram três categorias abertas: “Aproximando a vivência hospitalar e a Atenção Primária à Saúde”; “Uma aprendizagem significativa”, “Vivenciando o cotidiano da Residência”. A vivência hospitalar é descrita como importante na formação do residente, pela possibilidade de aprimorar competências, dentre elas, a competência clínica. Dos significados atribuídos à vivência hospitalar, encontra-se a necessidade e relevância da vivência clínica hospitalar como parte integrante do currículo da Residência Multiprofissional em Saúde da Família para os enfermeiros.
Palavra-chave Education in nursing
Educação em enfermagem
Internato e residência
Internship e residency
Clinical competence
Competência clínica
Idioma Português
Data de publicação 2009-05-27
Publicado em LANDIM, Simone Alves. A Vivência clínica hospitalar: significados para enfermeiros residentes em Saúde da Família. 2009. Dissertação (Mestrado) - Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), São Paulo, 2009.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 150 p.
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Dissertação de mestrado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/8855

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: Publico-00201.pdf
Tamanho: 1.635MB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta