A prevalência da perda auditiva detectada por meio da triagem auditiva escolar

A prevalência da perda auditiva detectada por meio da triagem auditiva escolar

Título alternativo The prevalence of hearing loss detected by school hearing screening
Autor Marques, Lauralice Raposo Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Azevedo, Marisa Frasson de Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo Purpose: To investigate the prevalence of hearing loss in school children detected by hearing screening in São Luís do Quitunde / AL. Methods: The study included 190 students from four to five years, of both sexes, representing a population of 620 children inserted in early childhood education in public educational institutions in São Luís do Quitunde in Alagoas. The research was initiated with the application of a questionnaire and then was performed otoscopy. The hearing screening was composed by tympanometry and otoacoustic emissions evoked by transient stimulation. Students who failed one or more procedures were referred to an examination with otorhinolaringologist, and after medical management, underwent complete audiological evaluation. Statistical analysis were linked by using the chi-square test and multivariate analysis, the results of hearing screening and diagnostic evaluation with the variables age, sex, length of breastfeeding and ear. From the Pearson coefficient, we studied the correlation between variables and the odds ratio was used to study and the relative risk association between two events. Results: Of the 190 students, 27 (14.2%) had some type of hearing impairment, and the conductive the most frequent (13.2%, n = 25), followed by sensorineural hearing loss (7.4% , n = 2). Factors that indicate a higher risk for hearing loss was the short period of breastfeeding and history of middle ear infection. The male children were 1.9 more likely to have hearing loss than those of females. Conclusion: The prevalence of hearing loss in children from the city of Sao Luis do Quitunde was 14.2% (n = 27). Of the 190 children participating in this study, 33.2% failed the hearing screening at school, 19.5% due to obstruction in the ear canal and 13.7% due to failure at a minimum the procedures of screening. In the diagnostic evaluation, medical management after it was found that among the children studied, 13.2% had conductive hearing loss and sensorineural hearing loss 1%.

Objetivo: Investigar a prevalência de perda auditiva em escolares, detectada por meio da triagem auditiva no Município de São Luís do Quitunde/AL. Método: Participaram do estudo 190 escolares de quatro a cinco anos, de ambos os sexos, representando uma população de 620 crianças matriculadas na educação infantil de instituições públicas de ensino no município. A pesquisa foi iniciada com a aplicação de um questionário e, em seguida, foi realizada a meatoscopia. A triagem auditiva foi composta pela timpanometria e emissões otoacústica evocada por estímulo transiente. Os alunos que falharam em um ou mais procedimentos foram encaminhados para uma avaliação otorrinolaringológica e, após conduta médica, submetidos à avaliação audiológica completa. Na análise estatística, foram relacionados, por meio dos testes Qui-quadrado e da análise multivariada, os resultados da triagem auditiva e da avaliação diagnóstica com as variáveis idade, sexo, período de aleitamento materno e orelha. A partir do coeficiente de Pearson, foi estudada a correlação entre variáveis e com o Odds Ratio foi analisado o risco relativo e a associação entre dois eventos. Resultado: Entre os 190 escolares, 27 (14,2%) apresentaram algum tipo de alteração auditiva, sendo a do tipo condutiva a mais frequente (13,2%, n=25), seguida da perda auditiva neurossensorial (7,4%, n=2). Os fatores que indicaram maior risco para a perda auditiva foi o curto período de aleitamento materno e a história pregressa de infecção de orelha média. As crianças do sexo masculino apresentaram 1,9 mais chances de ter perdas auditivas que as do sexo feminino. Conclusão: A prevalência de perda auditiva em escolares do município de São Luís do Quitunde foi 14,2% (n = 27). Das 190 crianças participantes deste estudo, 33,2% falharam na triagem auditiva escolar, 19,5% devido à obstrução no meato acústico externo e 13,7% devido à falha na timpanometria ou nas emissões otoacústicas evocadas por estímulo transiente. Na avaliação diagnóstica, após conduta médica, constatou-se que, dentre os escolares estudados, 13,2% apresentavam perda auditiva condutiva e 1% perda auditiva neurossensorial.
Palavra-chave Child
Criança
Escola
Hearing loss
Perda auditiva
School
Screening
Triagem
Audição
Hearing
Idioma Português
Data de publicação 2010-05-26
Publicado em MARQUES, Lauralice Raposo. A prevalência da perda auditiva detectada por meio da triagem auditiva escolar. 2010. Dissertação (Mestrado) - Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), São Paulo, 2010.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 119 p.
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Dissertação de mestrado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/8840

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: Publico-235a.pdf
Tamanho: 196.9KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo
Nome: Publico-235b.pdf
Tamanho: 1.863MB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta