Relação entre a Atividade Proliferativa do Epitélio e a Resposta Angiogênica Estromal em Neoplasias Intra-Epiteliais do Colo Uterino

Relação entre a Atividade Proliferativa do Epitélio e a Resposta Angiogênica Estromal em Neoplasias Intra-Epiteliais do Colo Uterino

Título alternativo Relationship between Epithelial Proliferative Activity and the Stromal Angiogenic Response in Cervical Intra-Epithelial Neoplasias
Autor Gaiotto, Maria Angélica Maia Autor UNIFESP Google Scholar
Ribalta, Julisa Chamorro Lascasas Autor UNIFESP Google Scholar
Focchi, José Autor UNIFESP Google Scholar
Stávale, João Norberto Autor UNIFESP Google Scholar
Ymayo, Marcos Roberto Autor UNIFESP Google Scholar
Codá, Naira Maria Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo Purpose: to quantify the vessels and epithelial proliferation, applying immunohistochemical staining with anti-CD34 as well as anti-PCNA markers, in intra-epithelial neoplasia of the uterine cervix. Methods: in the present study, 16 patients with CIN III, 16 with CIN II, 21 with CIN I and 11 with normal cervix (control group) were investigated. Slide analysis was performed at the same time by two observers, in 10 consecutive sites using 100X and 400X magnification, both in the highest vascularization (CD34) and proliferative activity sites (PCNA). Results: the means obtained with the use of anti-PCNA in intraepithelial neoplasias were: 78.2% (CIN III), 52.1% (CIN II), 33.3% (CIN I) and 4.6% (control group), while 199.1 vessels (CIN III), 162.0 vessels (CIN II), 111.7 vessels (CIN I) and 124.4 vessels (control group) were quantified using anti-CD34 as a vascular marker. Conclusion: the results showed that both markers, anti-PCNA and anti-CD34, are useful for investigating proliferative and angiogenic activity, respectively. However, anti-PCNA showed better and more accurate results than anti-CD34 in differentiating intraepithelial neoplasias.

Objetivo: quantificar os vasos neoformados e a proliferação do epitélio, por meio dos marcadores imuno-histoquímicos anti-CD34 e anti-PCNA, na neoplasia intra-epitelial do colo do útero. Métodos: foram incluídas 16 pacientes com NIC III e 16 com NIC II (alto grau), 21 pacientes com NIC I (baixo grau) e ainda 11 pacientes com colos normais (grupo controle). A avaliação das lâminas foi feita por dois observadores, concomitantemente, em 10 campos consecutivos, com aumento de 100X e de 400X, na região de maior densidade vascular (CD34) e na região de maior atividade proliferativa (PCNA). Resultados: as médias de células positivas obtidas com o emprego do anti-PCNA em neoplasias intra-epiteliais foram: 78,2% (NIC III), 52,1% (NIC II), 33,3% (NIC I) e 4,6% (grupo controle), ao passo que com o marcador vascular anti-CD34 as médias foram: 199,1 vasos (NIC III), 162,0 vasos (NIC II), 111,7 vasos (NIC I) e 124,4 vasos (grupo controle). Conclusões: os resultados mostram que os dois marcadores, o anti-PCNA e anti-CD34, são úteis na avaliação da atividade proliferativa e angiogênica, respectivamente. O uso do anti-PCNA permite diferenciar as neoplasias intra-epiteliais com mais clareza do que o do anti-CD34.
Palavra-chave Cervical intraepithelial neoplasia
Angiogenesis
Cell proliferation marker
Neoplasias intra-epiteliais cervicais
Angiogênese
Proliferação celular
Idioma Português
Data de publicação 2000-01-01
Publicado em Revista Brasileira de Ginecologia e Obstetrícia. Federação Brasileira das Sociedades de Ginecologia e Obstetrícia, v. 22, n. 6, p. 339-345, 2000.
ISSN 0100-7203 (Sherpa/Romeo)
Publicador Federação Brasileira das Sociedades de Ginecologia e Obstetrícia
Extensão 339-345
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S0100-72032000000600004
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S0100-72032000000600004 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/884

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S0100-72032000000600004.pdf
Tamanho: 393.5KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta