A prescrição medicamentosa ambulatorial do aluno do Internato do Curso de Medicina da Universidade Federal de Alagoas: formação e prática

A prescrição medicamentosa ambulatorial do aluno do Internato do Curso de Medicina da Universidade Federal de Alagoas: formação e prática

Título alternativo Medication prescription in the hospital outcome of the student of University Federal of Alagoas graduating medicine course: graduation and practice
Autor Wanderley, Vicentina Esteves Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Batista, Sylvia Helena Souza da Silva Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo A questão da prescrição medicamentosa é assunto de extrema relevância na resolutividade dos problemas de saúde, interessando desde o médico e o paciente até os órgãos gestores nos mais diversos níveis. Tanto no cenário internacional, através da Organização Mundial de Saúde e Organização Pan-americana de Saúde, como nacional, pelo Ministério da Saúde e Agência Nacional de Vigilância Sanitária, vem sendo dada atenção especial ao assunto, considerando-se a busca da qualidade dos serviços, associada à redução de custos, evitando-se a ineficácia da prescrição medicamentosa e distorções dos resultados pretendidos. Neste contexto, o presente trabalho tem por objetivo avaliar a prescrição médica ambulatorial dos alunos do internato do Curso de Medicina da Universidade Federal de Alagoas, bem como o processo de formação, durante o curso, para a elaboração da prescrição medicamentosa e as orientações terapêuticas. Trata-se de um estudo transversal e descritivo, realizado no Hospital Universitário Professor Alberto Antunes, com 67 alunos do último ano do Curso. A análise tem como base uma abordagem quantitativa e qualitativa, onde foram estudados dois tipos de instrumentos: a avaliação documental de prescrições medicamentosas, em uma situação de simulação e um questionário. Foi evidenciado que, embora não exista no currículo formal do Curso a abordagem do assunto de maneira explícita, as deficiências detectadas com relação à prescrição, tais como: a ausência de endereço do paciente, dosagens e formas farmacêuticas dos medicamentos, dentre outras, são semelhantes às encontradas na literatura, referentes a profissionais já graduados. Devem ser ressaltados alguns resultados positivos, destacando-se a prioridade dada ao uso de medicamentos genéricos, a preocupação dos alunos com relação ao nível socioeconômico do paciente na seleção dos produtos e à adesão ao tratamento, além do interesse e empenho na elaboração correta da prescrição. Os comentários dos alunos, bem como as lacunas evidenciadas na redação das prescrições representam informações relevantes, que podem servir como subsídio para o aperfeiçoamento e melhoria da qualidade do processo de ensino da prescrição de medicamentos durante o processo de formação dos estudantes, sobretudo no momento atual, onde ocorre uma reformulação curricular do Curso Médico da UFAL.
Palavra-chave Aprendizagem
Avaliação da competência
Ensino
Escolas médicas
Prescrição de medicamentos
Teaching
Learning
Schools, Medical
Drug prescriptions
Competência profissional
Professional competence
Idioma Português
Data de publicação 2007-08-29
Publicado em WANDERLEY, Vicentina Esteves. A prescrição medicamentosa ambulatorial do aluno do Internato do Curso de Medicina da Universidade Federal de Alagoas: formação e prática. 2007. Dissertação (Mestrado) - Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), São Paulo, 2007.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 108 p.
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Dissertação de mestrado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/8839

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: Publico-Tese%20Vicentina%20Esteves%20Wanderley.pdf
Tamanho: 439.3KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta