A interdisciplinaridade e a proposta do Campus Baixada Santista da UNIFESP: uma análise documental

A interdisciplinaridade e a proposta do Campus Baixada Santista da UNIFESP: uma análise documental

Autor Furusato, Meiry Akiko Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Batista, Sylvia Helena Souza da Silva Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo Esta pesquisa teve como objetivos identificar e mapear as concepções de interdisciplinaridade presentes no Projeto Pedagógico do Campus Baixada Santista/UNIFESP e nos projetos pedagógicos dos cursos que o compõem (Nutrição, Psicologia, Fisioterapia, Terapia Ocupacional e Educação Física), bem como discutir as potencialidades e os desafios da interdisciplinaridade na graduação em saúde, a partir da perspectiva da educação interprofissional. 0 referencial teórico abrangeu as bases da organização do ensino de matriz disciplinar e as atuais perspectivas no trabalho em saúde, as principais concepções sobre interdisciplinaridade, bem como incursões teóricas sobre a educação interprofissional e 0 processo de construção do Campus Baixada Santista da UNIFESP. A analise documental do projeto político-pedagógico do campus constituiu a opção metodológica privilegiada. 0 processo de análise de dados foi empreendido, inicialmente, a partir de categorias selecionadas a priori, formuladas por referência aos estudos de Pombo (2006), Fazenda (2003) e Japiassu (2006). As categorias foram denominadas: "integração", "atitude", "ação/prática", "diálogo", "troca" , "escolha". Em um segundo momento, após a identificação das concepções presentes no documento, empreendeu-se movimentos analíticos que configuraram sentidos - epistemológico, político ou organizacional - as concepções de interdisciplinaridade. Tendo por referência a ênfase no trabalho em equipe e a integralidade do cuidado, dimensões fundamentais da Educação Interprofissional, estas concepções foram reagrupadas e constituíram as categorias selecionadas a posteriori. Tendo como sentido principal a integração de disciplinas, bem como a interação de profissionais de diferentes áreas em projetos comuns, a interdisciplinaridade emerge, no documento analisado, como alicerce, perspectiva, instrumento e interface, representando, respectivamente, um modo diferente de ser, conhecer, fazer e viver junto. A assunção da educação interprofissional como pressuposto teórico e metodológico comporta importantes desafios: a organização da gestão acadêmica, o processo de construção e replanejamento permanente do projeto político-pedagógico, a superação de modelos formativos estigmatizantes que implicam mudanças de atitudes entre estudantes, docentes, profissionais e serviços, bem como a avaliação das iniciativas inovadoras. A análise documental do Projeto Político-Pedagógico do Campus Baixada Santista da UNIFESP revela que a interdisciplinaridade como principio formativo na graduação em saúde pauta-se na assunção de atitudes e escolhas que perpassam toda a proposta político-¬acadeêica, não se restringindo a mera integração de conteúdos, mas constituindo-¬se de práticas construídas coletivamente.
Palavra-chave Comunicação Interdisciplinar
Documentos
Ocupações em Saúde/educação
Projetos
Educação
Idioma Português
Data de publicação 2008-07-30
Publicado em FURUSATO, Meiry Akiko. A interdisciplinaridade e a proposta do Campus Baixada Santista da UNIFESP: uma análise documental. 2008. Dissertação (Mestrado) - Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), São Paulo, 2008.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 102 p.
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Dissertação de mestrado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/8833

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: Publico-10977.pdf
Tamanho: 716.7KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta