A Integração na Atenção Básica à Saúde na Comunidade em um Curso médico: a visão discente a respeito de sua formação humanística

A Integração na Atenção Básica à Saúde na Comunidade em um Curso médico: a visão discente a respeito de sua formação humanística

Título alternativo Integration in a Primary Basic Health Attention in a Community in a Medical Undergraduation Course: the discents’ view about their humanistic formation
Autor Makabe, Maria Luisa Faria Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Maia, José Antonio Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Pós-graduação Ensino em Ciências da Saúde – São Paulo
Resumo A sucessão histórica de modelos curriculares na educação médica apontam para a necessidade de aprendizagem em novos cenários, colocando o aluno em contato com o paciente e suas necessidades desde o início do curso médico. É na prática constante, longitudinal, que este irá desenvolver a gama de competências para sua futura atuação profissional, em um mundo do trabalho que requer atributos tais como criatividade, autonomia na busca do conhecimento, e capacidade de trabalhar em ambientes multiprofissionais. A reflexão assume um papel fundamental, juntamente com uma visão humanística do seu paciente, entendendo e respeitando na sua complexidade. Assim sendo, o presente trabalho teve por objetivo investigar como um programa de inserção longitudinal de estudantes de medicina em cenários comunitários poderia influenciar sua formação humanística. Por meio de questionários e entrevistas, observou-se que a aprendizagem comunitária – particularmente em visitas domiciliárias acompanhando Agentes Comunitários de Saúde – resultou em profundas reflexões sobre a inserção social dos sujeitos como alunos e futuros profissionais. Alguns pesquisados inclusive consideraram o trabalho na atenção básica como uma possibilidade de escolha de Residência Médica. De alguma forma, todos os sujeitos valorizaram a experiência como um importante componente da humanização de suas práticas e reflexões atuais e futuras, demonstrando que o ensino integrado da academia com os serviços pode efetivamente constituir-se em uma estratégia curricular formalmente planejada voltada para uma formação mais global e humanizada na gradação médica.

The historical design of medical under graduation curricula have evidenced the importance of diversification of learning sceneries, where the student can establish close contact with patients and their families since the very beginning of the course. Only practicing constantly the medical student will have the opportunity of developing the several dimensions of his future professional actuation, in a world that demands qualities such as creativity, autonomy in searching information and the ability of working in multiprofessional teams. Internal reflection becomes a key hole, as well as a humanistic vision of the patient, understanding and respecting his complexity as a human been. This work aimed at investigating if and how a longitudinal insertion of medical students can have an influence in their humanistic formation. Analyzing answhttp://repositorio.unifesp.br/ers from questionnaires and interviews, we could observe that learning medicine in the community – particularly in home visits with “Community Health Agents”, has evoked deep reflections about the social insertion of the students and future doctors. Some of the subjects even considered working in primary care, in their future professional lives. In a way or in another, all subjects valued the curricular experience as an important component of their practices and reflections, suggesting that integration of academy and services may constitute a formal curricular planning aiming to a formation more global and humanized in medical undergraduation.
Assunto Aprendizagem
Curriculum
Currículo
Humanization
Humanização
Learning
Educação médica
Medical education
Humanização da assistência
Humanization of assistance
Idioma Português
Data 2009-09-30
Publicado em MAKABE, Maria Luisa Faria. A Integração na Atenção Básica à Saúde na Comunidade em um Curso médico: a visão discente a respeito de sua formação humanística. 2009. 135 f. Dissertação (Mestrado em Ciências) - Escola Paulista de Enfermagem, Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), São Paulo, 2009.
Editor Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 135 p.
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Dissertação de mestrado
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/8831

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Nome: Publico-11790a.pdf
Tamanho: 2.074Mb
Formato: PDF
Descrição:
Visualizar/Abrir
Nome: Publico-11790b.pdf
Tamanho: 1.882Mb
Formato: PDF
Descrição:
Visualizar/Abrir
Nome: Publico-11790c.pdf
Tamanho: 2.084Mb
Formato: PDF
Descrição:
Visualizar/Abrir
Nome: Publico-11790d.pdf
Tamanho: 1.650Mb
Formato: PDF
Descrição:
Visualizar/Abrir

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)