A experiência criativa no tratamento de dependentes de substâncias psicoativas: a intervenção da Terapia Ocupacional

A experiência criativa no tratamento de dependentes de substâncias psicoativas: a intervenção da Terapia Ocupacional

Título alternativo The creative experience in treating substance dependents: the intervention of occupational therapy
Autor Karaguilla, Michele Denise Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Silveira, Dartiu Xavier da Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo Objetivo: Este estudo se propõe a investigar modificações do padrão de uso de substâncias psicoativas em uma população de dependentes químicos, após uma intervenção multidisciplinar, e a identificar variáveis que possam estar associadas à evolução do tratamento. Uma das variáveis identificadas, a experiência criativa, foi analisada nestes sujeitos a fim de averiguar se a intervenção da terapia ocupacional pode favorecer este tipo de experiência. Este estudo partiu da hipótese de que a vivência de experiências criativas é benéfica para estes sujeitos, resgatando o potencial criador e, em última instância, modificando a relação com o objeto de dependência. O referencial teórico adotado neste estudo foi a teoria do desenvolvimento de D. W. Winnicott. Método: A amostra foi constituída de 30 sujeitos; dentre eles, sete participaram também do estudo que adota uma abordagem qualitativa para avaliar a presença de experiências criativas em três momentos: antes da intervenção (T1), durante o tratamento (T2) e após três meses do seu término (T3). Foram utilizados dois instrumentos de avaliação: a entrevista semi-estruturada e a descrição de sessão terapêutica. A fim de avaliar a evolução dos 30 sujeitos foram utilizados os seguintes instrumentos: Escala de Seguimento de Dependentes de Substâncias Psicoativas (ESA), um questionário de padrão de consumo e um questionário sociodemográfico. Estes instrumentos foram aplicados no T1 e no T3. Resultados: Foi constatado que todos os sujeitos tiveram media de ESA em T3 maior do que em T1, indicando que houve uma melhora dos sujeitos após o tratamento. Outro critério de avaliação do aproveitamento do tratamento, que indica melhora do quadro clinico, é a diminuição do consumo de substâncias psicoativas, ocorrido na grande maioria dos casos. Os dados analisados nesta pesquisa confirmam estudos anteriores que relacionam o apoio familiar e a promoção de um ambiente favorável para a obtenção de melhores resultados no tratamento. Os sujeitos que participaram deste estudo tiveram, de fato, acesso à experiência criativa durante o processo terapêutico. Foi observado nos sujeitos participantes deste estudo um distanciamento da experiência criativa, indicando que o uso de substâncias pode implicar no comprometimento da sua própria subjetividade. Conclusão: Constatou-se que a intervenção da terapia ocupacional com esta população pode ser considerada um facilitador da emergência da experiência criativa, da constituição do self e da instauração de espaços saudáveis no cotidiano do sujeito. A possibilidade de que as experiências criativas vivenciadas no setting terapêutico possam ser reproduzidas no cotidiano após o termino do tratamento não ficou evidenciada na maioria dos entrevistados. Uma das hipóteses deste resultado é de que exista a indicação de terapia ocupacional a nível ambulatorial para proporcionar o acolhimento necessário, a fim de que a experiência criativa possa se perpetuar na vida diária destes sujeitos.
Palavra-chave Terapia ocupacional
Criatividade
Transtornos relacionados ao uso de substâncias
Psicanálise
Idioma Português
Data de publicação 2010-02-24
Publicado em KARAGUILLA, Michele Denise. A experiência criativa no tratamento de dependentes de substâncias psicoativas: a intervenção da Terapia Ocupacional. 2010. Dissertação (Mestrado) - Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), São Paulo, 2010.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 183 p.
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Dissertação de mestrado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/8820

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta