A docência em Fisioterapia: sobre a formação pedagógica e as práticas educativas

A docência em Fisioterapia: sobre a formação pedagógica e as práticas educativas

Título alternativo Teaching in Physical Therapy: on the pedagogical and educational practices
Autor Yamashiro, Claudinéa Guedes Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Medalha, Carla Christina Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo This research addresses a deep analysis of the background content for university teaching as well as educational practices used at teaching-learning processes at Physical Therapy (PT) Schools. The key objective is to describe the profile of the PT teacher characterized by: i) age; ii) experiencing time of teaching at the university; iii) educational background in university teaching; iv) identification, description and analyses of the educational practices used in daily pedagogical activities. The present work has a qualitative nature and was carried out with PT teachers at private and public universities in the cities of São Paulo and Santos. Applied method of collecting information was a questionnaire with open and closed questions, while data analysis was based on content and thematic investigation. The units of meaning were selected according to the research objectives, from which the following thematic nuclei were extracted: (1) PT teachers’ profile; (2) educational background; (3) educational practices used in PT teaching and their relations with teaching learning processes. The results pointed at a predominant female profile, average between 30-40 years old, experience ranging from 11 to 20 years, most of them with a master degree as major titulation. Most of the subjects have 7 to 24 years of teaching experience and started teaching about three years after bachelor’s graduation. Categories emerging from thematic unit educational background were: another teacher as a model, personal and voluntary goals, post-graduating programs (lato and stricto sensu) and daily teaching activities. The research detected a majority of PT teachers with no prior formal education on educational activities having tentatively looked up for another teacher as a model, and personal and voluntary search for improvement during their daily activities. Lack of systematic and reflexive knowledge about pedagogical practices has been identified, which can be seen as a restrictive reason for teachers in mediating and articulating knowledge and students. Prevalence of a teaching model favoring the transmission and building up of information could also be identified.

Esta pesquisa assumiu como objetivo geral analisar, na ótica de fisioterapeutas docentes, a sua formação para a docência universitária e as práticas educativas que são utilizadas no processo de ensino- aprendizagem em fisioterapia. No âmbito dos objetivos específicos, propôs-se a caracterizar o perfil dos professores, enfatizando idade, tempo de inserção na docência universitária, experiências de formação para ser professor universitário e identificar, descrever e analisar práticas educativas que desenvolvem em seus cotidianos pedagógicos. O presente estudo é de natureza qualitativa e foi realizado com fisioterapeutas docentes de cursos de fisioterapia, de instituições públicas e particulares da cidade de São Paulo e Santos. Foi utilizado como instrumento de coleta de dados questionário com perguntas abertas e fechadas. A análise dos dados coletados foi feita com base na análise de conteúdo e a técnica utilizada foi a análise temática. As unidades de significado foram selecionadas em função dos objetivos da pesquisa e destas foram extraídos os núcleos temáticos: (1) perfil dos fisioterapeutas docentes; (2) formação docente; (3) práticas educativas utilizadas no ensino da fisioterapia e suas relações com o processo de ensino e aprendizagem. No tocante ao perfil do docente fisioterapeuta, os dados revelaram um predomínio de fisioterapeutas docentes do sexo feminino, com faixa etária entre 30 e 40 anos, com tempo de formação variando entre 11 e 20 anos e tendo como titulação acadêmica predominante o mestrado. A maioria dos participantes apresenta um tempo de exercício da função docente variando de 7 a 24 anos, sendo que o ingresso na docência universitária aconteceu, em média, nos 3 primeiros anos após o término da graduação. Do núcleo temático formação docente, emergiram como categorias: o modelo de outro professor, a busca pessoal e voluntária, o lugar da pós-graduação (lato e stricto sensu) e o cotidiano do professor. A pesquisa identificou que grande parte dos fisioterapeutas docentes não foram preparados formalmente para exercer a função docente e buscaram esse preparo seguindo modelo de outro professor, por meio de busca pessoal e voluntária no cotidiano docente. Mapeou-se a ausência do conhecimento sistematizado e reflexivo sobre as práticas pedagógicas empreendidas pelos fisioterapeutas docentes, o que pode restringir a função docente de mediação e articulação entre o conhecimento e os alunos, sendo possível identificar uma centralidade na transmissão e acúmulo de informações.
Palavra-chave Docente de fisioterapia
Formação de professores
Formação docente
Práticas educativas na fisioterapia
Teacher of physical therapy
Development faculty
Teacher education
Educational practices in physiotherapy
Idioma Português
Data de publicação 2010-06-30
Publicado em YAMASHIRO, Claudinéa Guedes. A docência em Fisioterapia: sobre a formação pedagógica e as práticas educativas. 2010. Dissertação (Mestrado) - Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), São Paulo, 2010.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Dissertação de mestrado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/8815

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: Publico-12664.pdf
Tamanho: 560.7KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta