Validation survey of the impact of urinary incontinence (IIQ-7) andinventory of distress urogenital (UDI-6) – the short scales – in patients withmultiple sclerosis

Validation survey of the impact of urinary incontinence (IIQ-7) andinventory of distress urogenital (UDI-6) – the short scales – in patients withmultiple sclerosis

Título alternativo Validação da escala curta do questionário de impacto da incontinência urinária (IIQ-7) e do inventário de angústia urogenital (UDI-6) em pacientes com esclerose múltipla
Autor Stievano, Lívia Palma Google Scholar
Olival, Guilherme Sciascia Do Google Scholar
Silva, Raquel Ataíde Peres Da Google Scholar
Toller, Vania Balardin Google Scholar
Carabetta, Eduardo Gregorin Google Scholar
Cunha, Eliana Tomomi Shimabukuro Da Google Scholar
Moreira, Raphael De Jesus Google Scholar
Eloi, Marina Google Scholar
Tilbery, Charles Peter Google Scholar
Instituição Santa Casa de São Paulo Faculdade de Ciências Médicas
Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo Cross-cultural adaptation and validation of the Impact Questionnaire of Urinary Incontinence(IIQ-7) and Urogenital Distress Inventory (UDI-6) - short scale - in the Brazilianpopulation with multiple sclerosis. The IIQ-7 and UDI-6 were translated intoPortuguese, called IIQ-7-BR and UDI-6-BR. The questionnaires were administered in 211individuals selected randomly. Of these, 140 had MS according to McDonald criteria and 71 wereincluded in the control group. In both questionnaires, the Cronbach’s alpha coefficientwas above 0.7. The IIQ-7-BR showed 94.31% concordance between the evaluated studies andUDI-6-BR, 93.33%. Thus, the instruments of this study were presented according to thestandards proposed by the Instrument Review Criteria, reliability, validity and sensitivity,maintaining the original scales characteristics.

Adaptação transcultural e validação da escala curta do Questionáriode Impacto de Incontinência Urinária (IIQ-7) e do Inventário daAngústia Urogenital (UDI-6) na população brasileira com esclerosemúltipla (EM). O IIQ-7 e o UDI-6 foram traduzidos para a língua portuguesa,obtendo-se IIQ-7-BR e UDI-6-BR. Os questionários foram aplicados em 211indivíduos selecionados aleatoriamente. Destes, 140 apresentavam EM nos critérios deMcDonald, e 71 foram incluídos no grupo controle. Em ambos os questionários aplicadonos grupos, o coeficiente alpha de Cronbach apresentou-se acima de 0,7. O IIQ-7-BRapresentou 94,31% de concordância entre os estudos avaliados e o UDI-6-BR, 93,33%.Sendo assim, os instrumentos desse estudo apresentaram-se, segundo as normas propostas pelo Instrument Review Criteria, confiabilidade, validade e sensibilidade,mantendo as características das escalas originais.
Palavra-chave urinary incontinence
multiple sclerosis
questionnaires
incontinência urinária
esclerose múltipla
questionários
Idioma Inglês
Data de publicação 2015-01-01
Publicado em Arquivos de Neuro-Psiquiatria. Academia Brasileira de Neurologia - ABNEURO, v. 73, n. 1, p. 46-51, 2015.
ISSN 0004-282X (Sherpa/Romeo)
Publicador Academia Brasileira de Neurologia - ABNEURO
Extensão 46-51
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/0004-282X20140218
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S0004-282X2015000100046 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/8782

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S0004-282X2015000100046.pdf
Tamanho: 131.3KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta