Microparticles as Potential Biomarkers of CardiovascularDisease

Microparticles as Potential Biomarkers of CardiovascularDisease

Título alternativo Micropartículas como Possíveis Biomarcadores da DoençaCardiovascular
Autor França, Carolina Nunes Autor UNIFESP Google Scholar
Izar, Maria Cristina de Oliveira Autor UNIFESP Google Scholar
Amaral, Jônatas Bussador do Autor UNIFESP Google Scholar
Tegani, Daniela Melo Autor UNIFESP Google Scholar
Fonseca, Francisco Antonio Helfenstein Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Universidade de Santo Amaro
Resumo Primary prevention of cardiovascular disease is a choice of great relevance becauseof its impact on health. Some biomarkers, such as microparticles derived fromdifferent cell populations, have been considered useful in the assessment ofcardiovascular disease. Microparticles are released by the membrane structures ofdifferent cell types upon activation or apoptosis, and are present in the plasma ofhealthy individuals (in levels considered physiological) and in patients withdifferent pathologies. Many studies have suggested an association betweenmicroparticles and different pathological conditions, mainly the relationship withthe development of cardiovascular diseases. Moreover, the effects of differentlipid-lowering therapies have been described in regard to measurement ofmicroparticles. The studies are still controversial regarding the levels ofmicroparticles that can be considered pathological. In addition, the methodologieused still vary, suggesting the need for standardization of the different protocolapplied, aiming at using microparticles as biomarkers in clinical practice.

A prevenção primária da doença cardiovascular constitui uma opção de granderelevância pelos seus impactos na saúde. Alguns biomarcadores têm sido consideradoúteis na avaliação da doença cardiovascular, dentre eles micropartículas originadade diferentes populações de células. Micropartículas são estruturas liberadas pelamembrana de diferentes tipos celulares após ativação ou apoptose, presentes tanto noplasma de indivíduos saudáveis (níveis considerados fisiológicos) quanto emportadores de diferentes doenças. Muitos estudos têm sugerido uma associação entremicropartículas e diferentes condições patológicas, destacando-se a relação com odesenvolvimento das doenças cardiovasculares. Além disso, têm sido descritos oefeitos de diferentes terapias hipolipemiantes na mensuração de micropartículas. Oestudos ainda são controversos quanto aos níveis de micropartículas que possam serconsiderados patológicos, e os métodos utilizados ainda são variados, o que sugere anecessidade da padronização dos diferentes protocolos utilizados, visando àutilização de micropartículas como biomarcadores úteis na prática clínica.
Palavra-chave Cardiovascular Diseasesv
Biomarkers, Pharmacological / analysis
Cell-Derived Microparticles
Atherosclerosis / prevention & control
Doenças cardiovasculares
Biomarcadores Farmacológicos / análise
Micropartículas Derivadas de Células
Aterosclerose / prevenção & controle
Idioma Inglês
Data de publicação 2015-01-01
Publicado em Arquivos Brasileiros de Cardiologia. Sociedade Brasileira de Cardiologia - SBC, v. 00, n. ahead, p. 0-0, 2015.
ISSN 0066-782X (Sherpa/Romeo, fator de impacto)
Publicador Sociedade Brasileira de Cardiologia - SBC
Fonte http://dx.doi.org/10.5935/abc.20140210
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
Web of Science WOS:000352227400014
SciELO S0066-782X2015005040210 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/8778

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S0066-782X2015005040210.pdf
Tamanho: 753.8KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta