A ansiedade materna durante o diagnóstico da deficiência auditiva: contribuição da intervenção psicológica

A ansiedade materna durante o diagnóstico da deficiência auditiva: contribuição da intervenção psicológica

Título alternativo Maternal anxiety during the process of hearing impairment diagnosis: contributions from psychological intervention
Autor Palamin, Maria Estela Guadagnucci Google Scholar
Guilherme, Arnaldo Autor UNIFESP Google Scholar
Motti, Telma Flores Genaro Google Scholar
Rafacho, Marina Bigeli Google Scholar
Instituição Hospital de Reabilitação de Anomalias Craniofaciais
Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Universidade Federal de São Carlos
Universidade de São Paulo (USP)
Resumo The goal of this paper was to evaluate the level of anxiety of mothers of hearing impaired children through the application of the Sate-Trait Anxiety Inventory (STAI), before and after audiological diagnosis procedures, counseling and psychological orientation were carried out by an interdisciplinary team. The participants were 164 mothers of children under six years old. During the psychological sessions we observed that the group helped the mothers, through sharing of experience among people that have experienced the same problems. The results indicated that the levels of Trait Anxiety and State Anxiety were reduced in a statistically significantly manner on the second application on the STAI. The highest levels of reduction were noticed among married mothers, aged 21 to 30 years, from low-medium social-economical level, incomplete elementary education, with children aged three to four years, with bilateral severe hearing loss.

O objetivo desse estudo foi avaliar o grau de ansiedade de mães de crianças com deficiência auditiva por meio da aplicação do Inventário de Ansiedade Traço-Estado (IDATE), antes e após os procedimentos de diagnóstico audiológico, aconselhamento e orientação psicológica realizados por uma equipe interdisciplinar. Participaram 164 mães de crianças menores de seis anos de idade. Durante os atendimentos da psicologia foi observado que o grupo proporcionou a troca de experiências e auxiliou as mães que vivenciavam os mesmos problemas. Os resultados indicaram que os níveis de Ansiedade Traço e Ansiedade Estado se apresentaram reduzidos com significância estatística na segunda aplicação do IDATE. Os maiores índices de redução foram constatados para as mães casadas, de 21 a 30 anos de idade, da classe socioeconômica baixa superior, com ensino fundamental incompleto e filhos de três e quatro anos de idade, com perda auditiva profunda bilateral.
Palavra-chave Special Education
Psychology
Anxiety
Hearing Impairment
Educação Especial
Psicologia
Ansiedade
Deficiência Auditiva
Idioma Português
Data de publicação 2014-12-01
Publicado em Revista Brasileira de Educação Especial. Associação Brasileira de Pesquisadores em Educação Especial - ABPEE, v. 20, n. 4, p. 569-580, 2014.
ISSN 1413-6538 (Sherpa/Romeo)
Publicador Associação Brasileira de Pesquisadores em Educação Especial - ABPEE
Extensão 569-580
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S1413-65382014000400008
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S1413-65382014000400008 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/8736

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S1413-65382014000400008.pdf
Tamanho: 870.1KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta