Tratamento híbrido das doenças do arco aórtico

Tratamento híbrido das doenças do arco aórtico

Título alternativo Hybrid treatment of aortic arch disease
Autor Metzger, Patrick Bastos Google Scholar
Rossi, Fabio Henrique Google Scholar
Moreira, Samuel Martins Google Scholar
Issa, Mario Google Scholar
Izukawa, Nilo Mitsuru Google Scholar
Dinkhuysen, Jarbas Jackson Google Scholar
Spina Neto, Domingos Google Scholar
Kambara, Antonio Massamitsu Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade de São Paulo (USP)
Instituto Dante Pazzanese de Cardiologia Centro de Intervenções Endovascular Seção Médica de Radiologia
Secretaria da Saúde do Estado de São Paulo
Instituto Dante Pazzanese de Cardiologia Centro de Intervenções Seção Médica de Cirurgia Vascular
Hospital Salvalus
Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo Introduction: The management of thoracic aortic disease involving the ascending aorta, aortic arch and descending thoracic aorta are technically challenging and is an area in constant development and innovation. Objective: To analyze early and midterm results of hybrid treatment of arch aortic disease. Methods: Retrospective study of procedures performed from January 2010 to December 2012. The end points were the technical success, therapeutic success, morbidity and mortality, neurologic outcomes, the rate of endoleaks and reinterventions. Results: A total of 95 patients treated for thoracic aortic diseases in this period, 18 underwent hybrid treatment and entered in this study. The average ages were 62.3 years. The male was present in 66.7%. The technical and therapeutic success was 94.5% e 83.3%. The perioperative mortality rate of 11.1%. There is any death during one-year follow- up. The reoperation rates were 16.6% due 2 cases of endoleak Ia and one case of endoleak II. There is any occlusion of anatomic or extra anatomic bypass during follow up. Conclusion: In our study, the hybrid treatment of aortic arch disease proved to be a feasible alternative of conventional surgery. The therapeutic success rates and re- interventions obtained demonstrate the necessity of thorough clinical follow-up of these patients in a long time.

Introdução: O manejo das doenças da aorta torácica que envolvem a aorta ascendente, arco aórtico e aorta torácica descendente constituem um desafio técnico e é uma área em constante desenvolvimento e inovação. Objetivo: Analisar os resultados iniciais e a médio prazo do tratamento híbrido das doenças do arco aórtico. Métodos: Estudo retrospectivo de procedimentos realizados no período de janeiro de 2010 a dezembro de 2012, em que foram analisados o sucesso técnico e terapêutico, a morbimortalidade, os desfechos neurológicos, a taxa de vazamentos e de reintervenções. Resultados: Em um total de 95 pacientes tratados por doenças da aorta torácica no período, 18 realizaram o tratamento híbrido e adentraram neste estudo. A idade média foi de 62,3 anos. O sexo masculino esteve presente em 66,7%. O sucesso técnico e terapêutico foi de 94,5% obe 83,3%, respectivamente. A mortalidade perioperatória foi de 11,1%. Não houve óbito durante o acompanhamento de 1 ano. A taxa de reintervenção foi de 16,6%, devido a 2 casos de endoleak tipo Ia e um caso de endoleak tipo 2. Não foi observada oclusão dos enxertos anatômicos ou extra-anatômicos durante o período de seguimento. Conclusão: O tratamento híbrido das doenças do arco aórtico demonstrou ser uma alternativa viável à cirurgia convencional. As taxas de sucesso terapêutico e de reintervenções demonstram a necessidade do seguimento clínico rigoroso desses pacientes a longo prazo.
Palavra-chave Blood Vessel Prosthesis Implantation
Cerebral Revascularization
Aortic Aneurysm, Thoracic
Aneurysm, Dissecting
Aortic Diseases
Implante de Prótese Vascular
Revascularização Cerebral
Aneurisma da Aorta Torácica
Aneurisma Dissecante
Doenças da Aorta
Idioma Português
Data de publicação 2014-12-01
Publicado em Revista Brasileira de Cirurgia Cardiovascular. Sociedade Brasileira de Cirurgia Cardiovascular, v. 29, n. 4, p. 527-536, 2014.
ISSN 0102-7638 (Sherpa/Romeo, fator de impacto)
1678-9741 (Sherpa/Romeo, fator de impacto)
Publicador Sociedade Brasileira de Cirurgia Cardiovascular
Extensão 527-536
Fonte http://dx.doi.org/10.5935/1678-9741.20140056
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
Web of Science WOS:000350904300009
SciELO S0102-76382014000400527 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/8718

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S0102-76382014000400527.pdf
Tamanho: 1.766MB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta