N-acetilcisteína oral no tratamento do fenômeno de Raynaud secundário à esclerose sistêmica: ensaio clínico randomizado, placebo-controlado e duplo-cego

N-acetilcisteína oral no tratamento do fenômeno de Raynaud secundário à esclerose sistêmica: ensaio clínico randomizado, placebo-controlado e duplo-cego

Título alternativo Oral N-acetylcysteine in the treatment of Raynaud's phenomenon secondary to systemic sclerosis: A randomized, double-blind, placebo-controlled clinical trial
Autor Correa, Marcelo José Uchoa Google Scholar
Mariz, Henrique de Ataíde Autor UNIFESP Google Scholar
Andrade, Luiz Eduardo Coelho Autor UNIFESP Google Scholar
Kayser, Cristiane Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo Objective To evaluate the safety and efficacy of oral N-acetylcysteine (NAC) on digital microcirculation blood flow in patients with Raynaud's phenomenon (RP) secondary to systemic sclerosis (SSc). Methods This was a randomized, double-blind, placebo-controlled trial in which 42 patients with SSc received oral NAC at a dose of 600mg tid (21 patients, mean age 45.6±9.5 years) or placebo (21 patients, mean age 45.0±12.7 years) for four weeks. The primary endpoint was the change in cutaneous microcirculation blood flow before and after cold stimulation measured by laser Doppler imaging (LDI) at weeks 0 and 4. The frequency and severity of RP and the number of digital ulcers were also measured at weeks 0 and 4. The adverse events were recorded in the fourth week. Results There was no significant change in digital blood flow assessed by LDI before or after cold stimulus after four weeks of NAC or placebo. Both groups showed significant improvement in the frequency and severity of RP attacks, with no difference between the two groups. At the end of the study, the placebo group had three digital ulcers, while the NAC group showed no ulcers. NAC was well tolerated and no patient discontinued the treatment. Conclusions NAC orally at a dose of 1800mg/day showed no vasodilator effect on hands’ microcirculation after four weeks of treatment in patients with RP secondary to SSc.

Objetivo Avaliar a segurança e a eficácia da N-acetilcisteína (NAC) por via oral sobre o fluxo sanguíneo da microcirculação digital em pacientes com fenômeno de Raynaud (FRy) secundário à esclerose sistêmica (ES). Métodos Este foi um estudo randomizado, duplo-cego e placebo-controlado, no qual 42 pacientes com ES receberam NAC oral na dose de 600 mg, três vezes ao dia (21 pacientes, idade média 45,6±9,5 anos) ou placebo (21 pacientes, idade média 45,0±12,7 anos) durante quatro semanas. O desfecho primário do estudo foi: melhora no fluxo sanguíneo da microcirculação cutânea antes e após estímulo frio avaliado pelo laser Doppler imaging (LDI) nas semanas 0 e 4. A frequência e a gravidade do FRy e o número de úlceras digitais também foram avaliados nas semanas 0 e 4. Os efeitos adversos foram registrados na quarta semana. Resultados Não houve mudança significativa no fluxo sanguíneo digital avaliado pelo LDI antes ou depois do estímulo frio após quatro semanas de NAC ou placebo. Ambos os grupos apresentaram melhora significativa na frequência e gravidade dos ataques de FRy, sem diferença entre os dois. O grupo placebo apresentou três úlceras digitais enquanto o grupo NAC não apresentou úlceras ao final do estudo. NAC foi bem tolerada e nenhum paciente descontinuou o tratamento. Conclusões NAC por via oral na dose de 1.800mg/dia não demonstrou efeito vasodilatador sobre a microcirculação das mãos após quatro semanas de tratamento em pacientes com FRy secundário à ES.
Palavra-chave Systemic sclerosis
Raynaud's Phenomenon
Oxidative stress
N-Acetylcysteine
Treatment
Esclerose sistêmica
Fenômeno de Raynaud
Estresse oxidativo
N-acetilcisteína
Tratamento
Idioma Português
Data de publicação 2014-12-01
Publicado em Revista Brasileira de Reumatologia. Sociedade Brasileira de Reumatologia, v. 54, n. 6, p. 452-458, 2014.
ISSN 0482-5004 (Sherpa/Romeo)
Publicador Sociedade Brasileira de Reumatologia
Extensão 452-458
Fonte http://dx.doi.org/10.1016/j.rbr.2014.07.001
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S0482-50042014000600452 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/8679

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S0482-50042014000600452.pdf
Tamanho: 802.8KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta