Registro Brasileiro de Biópsias Ósseas (REBRABO): desenho, banco de dados e metodologia

Registro Brasileiro de Biópsias Ósseas (REBRABO): desenho, banco de dados e metodologia

Título alternativo Brazilian Registry of Bone Biopsy (REBRABO): design, data elements and methodology
Autor Oliveira, Rodrigo Bueno de Google Scholar
Barreto, Fellype Carvalho Google Scholar
Custódio, Melani Ribeiro Google Scholar
Gueiros, José Edvanilson Barros Google Scholar
Neves, Carolina Lara Google Scholar
Karohl, Cristina Google Scholar
Sampaio, Elisa de Albuquerque Google Scholar
Costa, Rackel Mota da Google Scholar
Canziani, Maria Eugênia Fernandes Autor UNIFESP Google Scholar
Moysés, Rosa Maria Afonso Google Scholar
Carvalho, Aluizio Barbosa de Autor UNIFESP Google Scholar
Jorgetti, Vanda Google Scholar
Instituição Universidade de São Paulo (USP)
Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP)
Pontifícia Universidade Católica do Paraná
Universidade Federal de Pernambuco
Hospital Ana Neri
Universidade Federal do Rio Grande do Sul Hospital das Clínicas de Porto Alegre
Universidade Federal Fluminense
Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Sociedade Brasileira de Nefrologia Comitê dos Distúrbios Mineral e Ósseo da Doença Renal Crônica
Resumo Introduction: Mineral bone disorder (MBD) is a common condition in chronic kidney disease (CKD) patients and causes significant morbidity and mortality. Data involving prevalence of alterations in bone histological patterns, impact of different treatments and its repercussion in outcomes, such as bone fractures, hospitalization, cardiovascular disease and mortality, are scarce. Data bank registry can be a valuable tool to understand epidemiological aspects of MBD CKD. The Brazilian Registry of Bone Biopsy (REBRABO) will be a national registry, coordinating by the Brazilian Society of Nephrology - Committee of MBD-CKD. Objective: To describe REBRABO's design, elements of data and methodology. Methods: Will be an online national observational and multicentric data registry divided in two phases (retrospective, 1st phase) and prospective (2nd phase), including information from bone tissue histomorphometric analysis and demographics, clinical and laboratorial data from CKD-MBD patients. Results:The REBRABO's first phase will explore data on demographics, clinical, laboratorial and bone histomorphometric analysis data from January/1986 to December/2013. The first Results are expected in early 2015. Conclusion: Studies in the field of CKD-MBD are needed, particularly those analyzing its prevalence, associations between demographic, clinical, histological parameters, and major outcomes. The REBRABO will be a unique retrospective and prospective research platform including bone biopsy data in CKD-MBD patients.

Introdução: Os distúrbios mineral e ósseo (DMO) são encontrados com frequência em pacientes com doença renal crônica (DRC) e são causa importante de morbidade e mortalidade nessa população. São escassos na literatura estudos que avaliam a prevalência dos tipos de alterações histológicas no tecido ósseo e suas associações com desfechos clínicos, como fraturas, hospitalização, doença cardiovascular e mortalidade. Os estudos epidemiológicos dos DMO-DRC podem ser facilitados pela criação de registros. O Registro Brasileiro de Biópsias Ósseas (REBRABO) será uma base de dados coordenada pelo Comitê DMO-DRC da Sociedade Brasileira de Nefrologia. Objetivo: Descrever o desenho, banco de dados e metodologia do REBRABO. Métodos: Será uma base de dados eletrônica online, envolvendo informações nacionais, observacionais, multicêntricas retrospectivas (1ª fase), e prospectivas (2ª fase), contendo dados demográficos, clínicos, laboratoriais e de histologia óssea, obtidos por meio da técnica de histomorfometria em pacientes com DMO-DRC; serão empregadas análises estatísticas de relação e comparação para identificar possíveis associações entre os DMODRC e desfechos clínicos, incluindo fraturas, hospitalizações e mortalidade. Resultados: A primeira fase do REBRABO revelará análise de informações demográficas, clínicas, laboratoriais e de histologia do tecido ósseo de janeiro/1986 até dezembro/2013, cujos Resultados são esperados no primeiro semestre de 2015. Conclusão: Existe a necessidade de estudos que avaliem a prevalência, associações entre variáveis sociodemográficas, clínicas, laboratoriais e de histologia do tecido ósseo, e relações com desfechos clínicos na área dos DMO-DRC. O REBRABO servirá como plataforma única de pesquisa retrospectiva e prospectiva envolvendo dados de biópsia óssea de pacientes com DMO-DRC.
Palavra-chave bone diseases
electronic health records
renal insufficiency, chronic
doenças ósseas
insuficiência renal crônica
registros eletrônicos de saúde
Idioma Português
Data de publicação 2014-09-01
Publicado em Jornal Brasileiro de Nefrologia. Sociedade Brasileira de Nefrologia, v. 36, n. 3, p. 352-359, 2014.
ISSN 0101-2800 (Sherpa/Romeo)
Publicador Sociedade Brasileira de Nefrologia
Extensão 352-359
Fonte http://dx.doi.org/10.5935/0101-2800.20140050
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S0101-28002014000300352 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/8581

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S0101-28002014000300352.pdf
Tamanho: 359.4KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta