Study on adherence to capecitabine among patients with colorectal cancer and metastatic breast cancer

Study on adherence to capecitabine among patients with colorectal cancer and metastatic breast cancer

Título alternativo Estudo de aderência a capecitabina em pacientes com câncer colorretal e câncer de mama metastático
Autor Figueiredo Junior, Adiel Goes de Google Scholar
Forones, Nora Manoukian Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo Context Capecitabine, an oral drug, is as effective as traditional chemotherapy drugs. Objectives To investigate the adhesion to treatment with oral capecitabine in breast and colorectal cancer, and to determine any correlation with changes in patient’s quality of life. Methods Patients with colorectal cancer or breast cancer using capecitabine were included. The patients were asked to bring any medication left at the time of scheduled visits. The QLQ-C30 questionnaire was applied at the first visit and 8-12 weeks after treatment. Results Thirty patients were evaluated. Adherence was 88.3% for metastatic colon cancer, 90.4% for non-metastatic colon cancer, 94.3% for rectal cancer and 96.2% for metastatic breast cancer. No strong correlation between adherence and European Organisation for Research and Treatment of Cancer QLQ-C30 functional or symptom scale rates had been found. There was no statistically significant correlation between compliance and the functional and symptom scales of the questionnaire before and after chemotherapy, with the exception of dyspnea. Conclusions Although no absolute adherence to oral capecitabine treatment had been observed, the level of adherence was good. Health professionals therefore need a greater focus in the monitoring the involvement of patients with oral treatment regimens. Patients with lesser degrees of dyspnea had greater compliance.

Contexto A capecitabina, uma droga oral, é tão eficaz quanto as drogas quimioterápicas tradicionais. Objetivos Investigar a adesão ao tratamento oral com capecitabina para câncer de mama e colorretal e determinar qualquer correlação com as mudanças na qualidade de vida do paciente. Métodos Pacientes com câncer colorretal ou de mama em uso de capecitabina foram incluídos. A cada consulta os pacientes trouxeram a medicação restante. O questionário de qualidade de vida QLQ- C30 foi aplicado na primeira visita e 8-12 semanas após o tratamento. Resultados Trinta pacientes foram avaliados. A adesão foi de 88,3% para o câncer de cólon metastático, 90,4% para o de cólon não-metastático, 94,3% para o de reto e 96,2% para o de mama metastático. Com exceção da dispnéia, não houve forte correlação entre adesão e as taxas European Organisation for Research and Treatment of Cancer QLQ-C30 em relação a escala funcional ou de sintomas no início ou após quimioterapia. Conclusões O nível de adesão foi bom, embora não houvesse adesão absoluta ao tratamento com capecitabina oral. Os profissionais de saúde, portanto, precisam dar maior atenção a pacientes em regimes de tratamento oral. Os pacientes com menor grau de dispneia tiveram maior adesão. Neoplasias colorretais, terapia
Palavra-chave Colorectal neoplasms, therapy
Breast neoplasms, therapy
Medication adherence
Questionnaires
Neoplasias colorretais, terapia
Neoplasias da mama, terapia
Adesão à medicação
Questionários
Idioma Inglês
Data de publicação 2014-09-01
Publicado em Arquivos de Gastroenterologia. Instituto Brasileiro de Estudos e Pesquisas de Gastroenterologia - IBEPEGE Colégio Brasileiro de Cirurgia Digestiva - CBCD Sociedade Brasileira de Motilidade Digestiva - SBMD Federação Brasileira de Gastroenterologia - FBGSociedade Brasileira de Hepatologia - SBHSociedade Brasileira de Endoscopia Digestiva - SOBED, v. 51, n. 3, p. 186-191, 2014.
ISSN 0004-2803 (Sherpa/Romeo)
Publicador Instituto Brasileiro de Estudos e Pesquisas de Gastroenterologia - IBEPEGE Colégio Brasileiro de Cirurgia Digestiva - CBCD Sociedade Brasileira de Motilidade Digestiva - SBMD Federação Brasileira de Gastroenterologia - FBGSociedade Brasileira de Hepatologia - SBHSociedade Brasileira de Endoscopia Digestiva - SOBED
Extensão 186-191
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S0004-28032014000300004
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S0004-28032014000300186 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/8560

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S0004-28032014000300186.pdf
Tamanho: 347.3KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta