Eletromiografia dos músculos mastigatórios: análise em valor original e RMS

Eletromiografia dos músculos mastigatórios: análise em valor original e RMS

Título alternativo Electromyography of the masticatory muscles: analysis in the original and RMS value
Autor Oncins, Maristella Cecco Google Scholar
Vieira, Marilena Manno Autor UNIFESP Google Scholar
Bommarito, Silvana Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo Purposeto compare the electrical activity of masseter and temporal muscles, (anterior fascicle) at rest, in maximum voluntary isometric contraction and chewing, taking the original value analysis (µ v) and Root Mean Square (RMS). Methodobservational and descriptive study. Surface Electromyography was held in the masseter and temporal muscles (anterior portion) bilaterally, in 18 women between 27 and 50 years of age. The assessment was carried out in three situations: at rest, in maximum voluntary isometric contraction and habitual chewing dried vine fruit without seeds, as food. The electromyography used was the BIOPAK, Bioresearch Associates, four-channel, model 800 and bipolar surface electrodes (Bio Trodoon gel). The signal records were obtained in microvolts, and analyzed and compared in the original signal and RMS root mean square. Resultwhen we compare the electrical activity of masseters and temporal muscles (anterior fascicle), there is no statistically significant differences between the original and RMS values at rest. Both in maximum voluntary isometric contraction and habitual chewing, we find statistically significant higher values to RMS. There was a predominance of electrical activity in muscles masseters when compared to the temporal muscle, anterior fascicle, both chewing and in maximum voluntary isometric contraction. Conclusionthere is a minimum of electrical activity at rest. Both the tooth clenching and mastication of dried vine fruit we find RMS average values greater than original mean values. There has been greater electrical activity of muscles masseters when compared to the temporal muscle, both in maximum voluntary isometric contraction as chewing.

Objetivocomparar a atividade elétrica dos músculos masseter e temporal, porção anterior, no repouso, contração isométrica voluntária máxima e na mastigação em análise valor original (µv) e em Root Mean Square (RMS). Métodoestudo observacional, descritivo. Foi realizado eletromiografia de superfície nos músculos masseter e temporal, porção anterior, bilateralmente, em 18 mulheres entre 27 e 50 anos de idade. O exame foi realizado em três situações: durante o repouso, na contração isométrica voluntária máxima e mastigação habitual, com uva passa sem semente como alimento. O eletromiógrafo utilizado foi o BIOPAK, da Bioresearch Associates, de quatro canais, modelo 800 e eletrodos bipolares de superfície (Bio Trodo no gel). Os registros do sinal foram obtidos em microvolts, e analisados e comparados em sinal original e em root mean square- RMS. Resultadoao comparar a atividade elétrica dos músculos masseteres e temporais, porção anterior, não foi encontrado diferenças estatisticamente significantes entre os valores originais e RMS durante o repouso. Tanto na contração isométrica voluntária máxima quanto na mastigação habitual, foi encontrado valores maiores de maneira estatisticamente significante para RMS. Houve predomínio de atividade elétrica nos músculos masseteres quando comparado ao músculo temporal, porção anterior, tanto na mastigação quanto na contração isométrica voluntária máxima. Conclusãoexiste um mínimo de atividade elétrica no repouso. Tanto no apertamento dentário quanto na mastigação de uva passa foi encontrado valores médios de RMS maiores que valores médios originais. Houve maior atividade elétrica dos músculos masseteres quando comparado ao músculo temporal, tanto na contração isométrica voluntária máxima quanto na mastigação.
Palavra-chave Electromyography
Mastication
Rest
Masticatory Muscles
Isometric Contraction
Eletromiografia
Mastigação
Descanso
Músculos Mastigatórios
Contração Isométrica
Idioma Português
Data de publicação 2014-08-01
Publicado em Revista CEFAC. CEFAC Saúde e Educação, v. 16, n. 4, p. 1215-1221, 2014.
ISSN 1516-1846 (Sherpa/Romeo)
Publicador CEFAC Saúde e Educação
Extensão 1215-1221
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/1982-021620146913
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S1516-18462014000401215 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/8525

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S1516-18462014000401215.pdf
Tamanho: 224.4KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta