Correção de hipotropia na posição primária do olhar mediante a tenectomia unilateral do músculo oblíquo superior próximo a inserção em estrabismo essencial

Correção de hipotropia na posição primária do olhar mediante a tenectomia unilateral do músculo oblíquo superior próximo a inserção em estrabismo essencial

Título alternativo Correction of hypotropia in the primary position with unilateral superior oblique tenectomy close to the scleral insertion
Autor Simone, Finzi Google Scholar
Goldchmit, Mauro Google Scholar
Souza-dias, Carlos Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Santa Casa de São Paulo Departamento de Oftalmologia
New England Medical Hospital
Universidade Santo Amaro Departamento de Oftalmologia
Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Santa Casa de São Paulo Faculdade de Ciências Médicas
Resumo Purpose: Horizontal strabismus is commonly associated with vertical deviations which can be a result of a dysfunction of the vertical rectus, oblique muscle or both. Overaction of the superior oblique muscle (SO) results in hypotropia (HoT) in primary position of gaze (PP). The aim of this study was to evaluate the correction of HoT in PP after unilateral tenectomy of the superior oblique muscle close to its scleral insertion. Patients and Methods: We retrospectively studied, from 1977 until 1996, charts of 15 patients with SO overaction and hypotropia in PP greater than 4D who underwent unilateral superior oblique tenectomy close to its insertion at Hospital Santa Casa de São Paulo (12 patients), University of Santo Amaro (2 patients) and private clinic of one of the authors (CSD, 1 patient). The mean preoperative deviation in PP was 9D. The mean preoperative superior oblique overaction was 1.7 (measured by a cross system rating). Results: The mean correction of the HoT was 4.67D ± 5.09D (-5D to 15D), (H = 6.032; p = 0.014). The mean correction of SO overaction was 0.87 ± 0.88 + (0 - 2). According to the horizontal deviation, ET and XT, there was no significant mdifference in the correction of the HoT. Conclusion: For HoT of 15D or less we found a mean correction of 51.82% of its preoperative value. Unilateral tenectomy has shown to be an effective technique for the correction of vertical deviation in PP in our study.

Objetivo: Os estrabismos horizontais essenciais estão freqüentemente associados a desvios verticais. A patogênese desse desvio vertical pode resultar da disfunção de músculos retos verticais, de músculos oblíquos ou da combinação de ambos. Na presença de hiperfunção do músculo oblíquo superior (OS), nota-se hipotropia (HoT) na posição primária do olhar (PPO). O presente estudo objetivou avaliar a magnitude da correção da HoT, na PPO, mediante a tenectomia unilateral do OS.Pacientes e Método: Foi realizado um estudo retrospectivo, 1977 a 1996, de 15 pacientes portadores de hiperfunção unilateral do OS e hipotropia na posição primária do olhar maior que 4D , submetidos a tenectomia unilateral do OS, realizada na Santa Casa de São Paulo (12 pacientes), Universidade de Santo Amaro (2 pacientes) e na clínica particular de um dos autores (CSD, 1 paciente). A média de desvio pré-operatória era de 9D . A hiperfunção média pré-operatória do músculo obliquo superior era 1,7 cruzes. Resultados: A correção média da HoT obtida foi de 4,67D ± 5,09D (-5D a 15D), (H = 6,032; p = 0,014). A modificação média da hiperfunção do OS foi de 0,87 ± 0,88 cruzes (0 a 2 cruzes). De acordo com o desvio horizontal, ET e XT, não houve diferença estatisticamente significante na comparação entre os resultados obtidos na correção da HoT. Comentários: Os resultados revelaram que para HoT até 15D na PPO, houve em média correção de 51,82% do seu valor pré-operatório. Para a amostra estudada, a técnica de tenectomia unilateral do OS mostrou-se eficaz na correção do desvio vertical na posição primária do olhar.
Palavra-chave Strabismus
Oblique superior muscle
Tenectomy
Estrabismo
Oblíquo superior
Tenectomia
Idioma Português
Data de publicação 1999-10-01
Publicado em Arquivos Brasileiros de Oftalmologia. Conselho Brasileiro de Oftalmologia, v. 62, n. 5, p. 605-611, 1999.
ISSN 0004-2749 (Sherpa/Romeo)
Publicador Conselho Brasileiro de Oftalmologia
Extensão 605-611
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S0004-27491999000500010
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S0004-27491999000500010 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/844

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S0004-27491999000500010.pdf
Tamanho: 191.2KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta