Alterações oculares em crianças com toxoplasmose congênita precoce

Alterações oculares em crianças com toxoplasmose congênita precoce

Título alternativo Ocular manifestations in children with early Congenital Toxoplasmosis
Autor Santos, Luciana Peixoto Dos Autor UNIFESP Google Scholar
Alvarenga, Lênio Souza Autor UNIFESP Google Scholar
Ferreira, Magno Antônio Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Universidade Federal de Uberlândia Departamento de Oftalmologia
Resumo Purpose: To describe the ocular findings in children with early toxoplasmosis and sistemic manifestation of the disease Methods: Fifty children with early congenital toxoplasmosis were included in this study and all data collected from their medical charts from the Hospital de Clínicas de Uberlândia. These children had their diagnosis based on clinical features and serological tests. All of them presented with systemic manifestations at birth and were examined by an ophthal-mologist. Results: Ocular manifestations were present in 86% of the patients. Retinochoroiditis was the most frequent lesion and was present in 76% of the patients that underwent indirect ophthalmoscopy, being bilateral in 54% of them. Neurolo-gical findings were seen in 69% of the patients with retino-choroiditis. Conclusion: The authors consider that ocular manifestations are common in children with early congenital toxoplasmosis showing systemic manifestations at birth. Ocular examination should be performed in all suspected or confirmed cases due to its important help not only in the diagnosis but also because it leads to early visual stimulation.

Objetivos: Estudar as manifestações oculares em crianças com toxoplasmose congênita precoce e manifestações sistêmicas ao nascimento. Métodos: Foram estudados 50 prontuários médicos de crianças com diagnóstico clínico e sorológico de toxoplasmose congênita precoce, provenientes do Hospital de Clínicas da Universidade Federal de Uberlândia. Todas as crianças tinham apresentado manifestações sistêmicas ao nascimento e foram examinadas por oftalmologista. Resultados: Encontrou-se alteração ocular em 86% dos pacientes. A principal alteração foi a retinocoroidite, encontrada em 76% dos pacientes submetidos à oftalmoscopia indireta, sendo bilateral em 54% deles. Alterações neurológicas foram evidenciadas em 69% dos pacientes com retinocoroidite. Conclusão: Consideramos que alterações oculares são comuns em crianças com toxoplasmose congênita precoce.O exame oftalmológico é importante no auxílio diagnóstico e subseqüente estímulo visual precoce.
Palavra-chave Toxoplasmosis
Retinochoroiditis
Systemic alterations
Toxoplasmose
Retinocoroidite
Manifestações sistêmicas
Idioma Português
Data de publicação 1999-10-01
Publicado em Arquivos Brasileiros de Oftalmologia. Conselho Brasileiro de Oftalmologia, v. 62, n. 5, p. 590-593, 1999.
ISSN 0004-2749 (Sherpa/Romeo)
Publicador Conselho Brasileiro de Oftalmologia
Extensão 590-593
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S0004-27491999000500008
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S0004-27491999000500008 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/843

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S0004-27491999000500008.pdf
Tamanho: 193.2KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta