Sexualidade e depressão em gestantes com aborto espontâneo de repetição

Sexualidade e depressão em gestantes com aborto espontâneo de repetição

Título alternativo Sexuality and depression among pregnant women with recurrent spontaneous abortion
Autor Francisco, Maria de Fátima Rezende Google Scholar
Mattar, Rosiane Autor UNIFESP Google Scholar
Bortoletti, Fátima Ferreira Google Scholar
Nakamura, Mary Uchiyama Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo PURPOSE:It was to compare pregnant women who experienced recurrent spontaneous abortion (RSA) and those who did not in terms of the prevalence of depressive symptoms and sexual behavior.METHODS:A prospective case-control study was carried out. The first group consisted of women with RSA and the second, of primigravidae. The Beck Depression Inventory (BDI), the Female Sexual Function Index (FSFI) and one more questionnaire, developed by the authors themselves, about emotional aspects resulting from sexual intercourse during pregnancy were applied. The Student t-test was used to compare quantitative variables with normal distribution, and categorical variables were compared by the chi-square test or Fisher's exact test. The level of significance was set at p<0.05.RESULTS:The BDI showed (19.9 versus 10.0%) approximately twice the incidence of depression in the RSA group. Regarding sexual function, the average scores of the FSFI were 21.1 and 16.4 (p<0.05) for the study and control groups, respectively, although no significant difference was observed only in the desire domain (average 3.4±1.3 for the RSA group and 3.7±1.1 for control group) (p=0.1). We observed that, regardless the presence or absence of an RSA history among the pregnant women, the higher the depression score, the lower the sexuality score (r=-0,3).CONCLUSIONS:The RSA pregnant group often experiences twice higher depression and more impaired sexual function. There is an inverse association between depression and sexual function.

OBJETIVO:Comparar os sintomas de depressão e o comportamento sexual de gestantes com histórico de aborto espontâneo de repetição (AER) com gestantes que não vivenciaram AER.MÉTODOS:Trata-se de um estudo prospectivo caso-controle. O primeiro grupo é formado por mulheres que apresentaram AER e o segundo, por primigestas. Foram utilizados o Beck Depression Inventory (BDI), o Female Sexual Function Index (FSFI) e mais um questionário desenvolvido pelos autores sobre aspectos emocionais decorrentes da relação sexual na gravidez. Para comparar as variáveis quantitativas, com distribuição normal, utilizou-se o teste t de Student, e as variáveis categóricas foram comparadas com base no teste do χ2 ou no teste exato de Fisher. A significância estatística foi considerada para valores de p<0,05.RESULTADOS:O BDI indicou frequência aproximadamente duas vezes maior de depressão no Grupo AER (19,9 versus 10,0%, respectivamente). Quanto à função sexual, os escores médios do FSFI foram de 21,1 e 16,4 (p<0,05), respectivamente nos Grupos AER e Controle, embora apenas no âmbito do desejo (média: 3,4±1,3 para o Grupo AER e 3,7±1,1 para o Grupo Controle) não houvesse diferença significante (p=0,1). Observamos que, independentemente de a gestante ter ou não histórico de AER, quanto maior o escore de depressão, menor o escore de sexualidade (r=-0,3).CONCLUSÕES:Gestantes do Grupo AER apresentam depressão com frequência duas vezes mais elevada e função sexual mais comprometida. Há associação inversa entre depressão e função sexual.
Palavra-chave Abortion, spontaneous
Sexuality
Depression
Pregnant women
Questionnaires
Aborto espontâneo
Sexualidade
Depressão
Gestantes
Questionários
Idioma Português
Data de publicação 2014-05-20
Publicado em Revista Brasileira de Ginecologia e Obstetrícia. Federação Brasileira das Sociedades de Ginecologia e Obstetrícia, v. 36, n. 4, p. 152-156, 2014.
ISSN 0100-7203 (Sherpa/Romeo)
Publicador Federação Brasileira das Sociedades de Ginecologia e Obstetrícia
Extensão 152-156
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S0100-720320140050.0004
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S0100-72032014000400152 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/8385

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S0100-72032014000400152.pdf
Tamanho: 198.7KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta