A interferência do status de linguagem expressiva na pontuação do Autism Behavior Checklist em autistas verbais e não verbais

A interferência do status de linguagem expressiva na pontuação do Autism Behavior Checklist em autistas verbais e não verbais

Título alternativo The interference of expressive language status on Autism Behavior Checklist scores in verbal and non-verbal autistic children
Autor Tamanaha, Ana Carina Autor UNIFESP Google Scholar
Marteleto, Márcia Regina Fumagalli Autor UNIFESP Google Scholar
Perissinoto, Jacy Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Universidade Nove de Julho Departamento de Psicologia
Resumo PurposeTo verify the interference of status of expressive language scores on the Autism Behavior Checklist (ABC), comparing verbal and non-verbal autistic children. MethodThe sample consisted of 68 autistic children, of both genders, between 3 and 12 years, divided into two groups: 28 non-verbal (Group GNV) and 40 verbal children (GV). We used the ABC, which includes 57 maladaptive behaviors, which was completed by the mothers during an interview. ResultThe GNV and GV did not differ in mean Total ABC score. In the verbal scale, the average score of GV was greater than that of GNV. When we excluded the behaviors in that area, the average total score was reduced. However, there was no difference in the means of other areas. ConclusionVerbal children showed more deficits in the language area than non-verbal children. When excluding all non-adaptive behaviors in that area, there was no significant difference between groups.

ObjetivoVerificar a interferência do status da linguagem expressiva na pontuação do Autism Behavior Checklist (ABC), comparando crianças autistas não verbais e verbais. MétodoA amostra foi constituída por 68 crianças autistas, de ambos os gêneros, entre 3 e 12 anos, divididas em dois grupos: 28 crianças não verbais (Grupo GNV) e 40 verbais (Grupo GV). Utilizamos o ABC, composto por 57 comportamentos não adaptativos, que foi respondido pelas mães, em forma de entrevista. ResultadoOs GNV e GV não diferiram entre si na pontuação média Total do ABC. Na área verbal, a pontuação média do GV foi maior que a do GNV. Quando se excluiu os comportamentos dessa área, a pontuação média total foi reduzida. No entanto, não houve diferença nas médias das outras áreas. ConclusãoAs crianças verbais apresentaram maior prejuízo na área Linguagem do que as crianças não verbais. Ao excluirmos todos os comportamentos não adaptativos dessa área, não houve diferença significativa entre os grupos.
Palavra-chave Autistic disorder
Language
Communication
Child development disorders
Pervasive
Child
Transtorno autístico
Linguagem
Comunicação
Transtornos globais do desenvolvimento infantil
Criança
Idioma Português
Data de publicação 2014-04-01
Publicado em Audiology - Communication Research. Academia Brasileira de Audiologia, v. 19, n. 2, p. 167-170, 2014.
ISSN 2317-6431 (Sherpa/Romeo)
Publicador Academia Brasileira de Audiologia
Extensão 167-170
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S2317-64312014000200011
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S2317-64312014000200167 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/8356

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S2317-64312014000200167.pdf
Tamanho: 91.57KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta