Do computed tomography and its 3D reconstruction increase the reproducibility of classifications of fractures of the proximal extremity of the humerus?

Do computed tomography and its 3D reconstruction increase the reproducibility of classifications of fractures of the proximal extremity of the humerus?

Título alternativo A tomografia computadorizada e sua reconstrução 3D aumentam a reprodutibilidade das classificações das fraturas da extremidade proximal do úmero?
Autor Matsushigue, Thaís Google Scholar
Franco, Valmir Pagliaro Google Scholar
Pierami, Rafael Google Scholar
Tamaoki, Marcel Jun Sugawara Autor UNIFESP Google Scholar
Netto, Nicola Archetti Google Scholar
Matsumoto, Marcelo Hide Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo OBJECTIVE:to determine whether 3D reconstruction images from computed tomography (CT) increase the inter and intraobserver agreement of the Neer and Arbeitsgemeinschaft für Osteosynthesefragen (AO) classification systems.METHODS:radiographic images and tomographic images with 3D reconstruction were obtained in three shoulder positions and were analyzed on two occasions by four independent observers.RESULTS:the radiographic evaluation demonstrated that using CT improved the inter and intraobserver agreement of the Neer classification. This was not seen with the AO classification, in which CT was only shown to increase the interobserver agreement.CONCLUSION:use of 3D CT allows better evaluation of fractures with regard to their component parts and their displacements, but nevertheless the intraobserver agreement presented is less than ideal.

OBJETIVO:determinar se as imagens da reconstrução 3D da tomografia computadorizada (TC) aumentam a concordância inter e intraobservador dos sistemas de classificação de Neer e Arbeitsgemeinschaft für Osteosynthesefragen (AO).MÉTODOS:foram obtidas imagens radiográficas em três posições do ombro e imagens tomográficas com reconstrução 3D, que foram analisadas em dois tempos por quatro observadores independentes.RESULTADOS:a avaliação radiográfica demonstrou que o uso da TC melhora a concordância intra e interobservadores para a classificação de Neer. O mesmo não foi observado na classificação AO, na qual a TC demonstrou aumento somente da concordância interobservadores.CONCLUSÃO:o uso de TC 3D permite uma melhor avaliação da fratura quanto às partes que a compõem e aos seus desvios, mas mesmo assim apresenta uma concordância intraobservadores menor do que a ideal.
Palavra-chave Fractures of the humerus/radiography
Fractures of the humerus/classification
Tomography
Fraturas do úmero/radiografia
Fraturas do úmero/classificação
Tomografia
Data de publicação 2014-04-01
Publicado em Revista Brasileira de Ortopedia. Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia, v. 49, n. 2, p. 174-177, 2014.
ISSN 0102-3616 (Sherpa/Romeo)
Publicador Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia
Extensão 174-177
Fonte http://dx.doi.org/10.1016/j.rboe.2014.03.016
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S0102-36162014000200174 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/8336

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S0102-36162014000200174.pdf
Tamanho: 323.5KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta