Avaliação da evolução da empatia em alunos do quarto ano da graduação em medicina da UNIFESP em 2012

Avaliação da evolução da empatia em alunos do quarto ano da graduação em medicina da UNIFESP em 2012

Título alternativo Assessment of fourth-year medical students' development of empathy undertaken at the federal university of são paulo (UNIFESP) in 2012
Autor Thomazi, Lívia Autor UNIFESP Google Scholar
Moreira, Fernanda Gonçalves Autor UNIFESP Google Scholar
De Marco, Mario Alfredo Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo OBJECTIVE: This study consisted of reassessing empathy demonstrated by fourth-year medical students at UNIFESP after a prior evaluation in 2009 when the students were in the first year of the course, and a consequent comparison of the results obtained. METHOD: A validated instrument known as the Empathy Inventory (Falcone, 2008) was used to measure empathy among 80 fourth-year students at UNIFESP Medical School. The inventory features 40 questions in a Likert scale that assess four factors related to the ability to empathize: Adoption of a Perspective, Interpersonal Flexibility, Altruism and Emotional Sensitivity. RESULTS: Empathy among medical students at UNIFESP showed no statistically significant change from 2009 to 2012. CONCLUSION: The increased contact that students have with patients at the beginning of the course combined with the high number of curricular subjects focused on the humanities possibly explains the result. Students at the institution are able to develop the technique giving it a more humanist character and learning from the beginning how to treat patients, rather than illnesses.

OBJETIVO: O estudo consiste em reavaliar, em 2012, a empatia em alunos do quarto ano de Medicina da UNIFESP, que foram avaliados em 2009 enquanto cursavam o primeiro ano, e comparar os resultados obtidos. MÉTODO: Um instrumento validado, chamado Inventário de Empatia5, foi usado para medir a empatia entre 80 alunos do quarto ano de graduação da Escola Paulista de Medicina da UNIFESP. O inventário tem 40 perguntas em escala Likert, que avalia quatro fatores que compõem a habilidade de empatia: Tomada de Perspectiva, Flexibilidade Interpessoal, Altruísmo, Sensibilidade Afetiva. RESULTADOS: A empatia dos alunos da graduação em Medicina da UNIFESP não apresentou variação estatisticamente significativa quando comparada em 2009 e 2012. CONCLUSÃO: O maior contato que os alunos mantêm com os pacientes desde o início da graduação, aliado à grade curricular repleta de matérias voltadas para a área de Humanas, possivelmente explica o resultado obtido. Os alunos da instituição são capazes de desenvolver a técnica, dando-lhe um caráter mais humanista e aprendendo desde cedo a tratar doentes, e não doenças.
Palavra-chave Empathy
Medical Education
Psychology
Empatia
Educação Médica
Psicologia
Idioma Português
Data de publicação 2014-03-01
Publicado em Revista Brasileira de Educação Médica. Associação Brasileira de Educação Médica, v. 38, n. 1, p. 87-93, 2014.
ISSN 0100-5502 (Sherpa/Romeo)
Publicador Associação Brasileira de Educação Médica
Extensão 87-93
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S0100-55022014000100012
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S0100-55022014000100012 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/8297

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S0100-55022014000100012.pdf
Tamanho: 700.4KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta