Efeitos do treinamento intervalado na resposta hipotensiva de militares com diferentes padrões de condicionamento físico

Efeitos do treinamento intervalado na resposta hipotensiva de militares com diferentes padrões de condicionamento físico

Título alternativo Effects of aerobic running interval training in hypotensive response of military with different standards of aerobic conditions
Efectos del entrenamiento de intervalos aeróbico de correr en la respuesta hipotensora de los militares con diferentes estándares de condiciones aeróbicas
Autor Sá, Matheus Cavalcante De Google Scholar
Lira, Eudimaci Barboza De Google Scholar
Duarte, Antônio Fernando Araújo Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Exército Brasileiro Centro de Preparação de Oficiais da Reserva de São Paulo
Exército Brasileiro Escola de Educação Física do Exército
Exército Brasileiro Instituto de Pesquisa e Capacitação Física de Exército Divisão de Pesquisa
Resumo Exercise has been considered an important non-pharmacological intervention to control blood pressure (BP). Therefore, the present study investigated the effects of one session of high intensity Aerobic Interval Training (AIT) upon post-exercise hypotension (PEH) levels in subjects with different fitness patterns. Sixteen young men were separated in two groups: one with higher (GH; n=8; VO2max=55.5ml·kg-1·min-1) and the other with lower (GL; n=8; VO2max=42.1ml·kg-1·min-1) aerobic conditioning. Both groups performed seven repetitions of 400m running, with intensities of 117% (GL) and 113% (GH) of the velocity at maximal oxygen uptake (vVO2max), with 1min30s recovery intervals between stimuli. Systolic (SBP) and diastolic (DBP) BP values were registered before (Pre) and at 0, 10, 20, 30, 45 and 60 min post-exercise (Post). Only GL showed PEH at 60 min in Post compared to Pre (113.8±2.5 vs. 124.6±2.2 mmHg; respectively, p=0.03). In regard to DBP, both groups presented PEH in Post compared to Pre - GL from 20 min and GH from 10 min until 60 min Post (p<0.02). GL showed a lower mean BP (MBP) in Post compared to Pre during the 60 min registered (p<0.01) and GH only at minute 45 (p<0.02). There were no differences between groups in regard to SBP, DBP and MBP (p>0.05). The results suggest that higher relative intensities of AIT may induce to a more pronounced reduction in BP levels until one hour after the effort.

El ejercicio se ha considerado una importante intervención no farmacológica para controlar la presión arterial (PA). En consecuencia, el presente estudio investigó los efectos de una sesión de Entrenamiento de Intervalo Aeróbica de alta intensidad (EIA) en los niveles de Hipotensión Pos-Ejercicio (HPE) en sujetos con diferentes patrones de acondicionamiento aeróbico. Dieciséis hombres jóvenes fueron separados en dos grupos: uno con una mayor (GSup, n = 8; VO2 máx = 55.5ml • kg-1 • min-1) y el otro con inferiores (GInf; n = 8; VO2max = 42.1ml • kg -1 • min-1) acondicionamientos aeróbicos. Ambos grupos realizaron siete repeticiones de 400m de corrida, con intensidades de 117% (GInf) y 113% (GSup) de la velocidad en el consumo máximo de oxígeno (vVO2máx), con intervalos de recuperación de 1min30s entre estímulos. Valores de PA Sistólica (PAS) y Diastólica (PAD) se registraron antes (Pre) y 0, 10, 20, 30, 45 y 60 min después del ejercicio (Pos). Sólo GInf demostró HPE a 60 min del anuncio en comparación con Pre (113,8 ± 2,5 vs 124,6 ± 2,2 mmHg, respectivamente, p = 0,03). En lo que respecta a la PAD, ambos grupos presentaron HPE en lo Pos cuando comparados con el pre - GInf de 20 min y la GSup de 10 min hasta 60 min después (p <0,02). GInf mostró una menor media de PA (PAM) en Pos comparando-se con el pre durante los 60 min registrado (p <0,01), y GSup sólo en 45 minutos (p <0,02). No hubo diferencias entre los grupos en lo que respecta a la PAS, PAD y PAM (p> 0,05). Los resultados sugieren que las intensidades relativas más altas de EIA pueden conducir a una reducción más acentuada en los niveles de PA hasta una hora después del esfuerzo.

O exercício tem sido considerado um importante instrumento não farmacológico de controle da pressão arterial (PA). Nesse sentido, o presente estudo investigou os efeitos de uma sessão de alta intensidade de Treinamento Intervalado Aeróbio de corrida (TIA) sobre o nível de Hipotensão Pós-esforço (HPE) de indivíduos com diferentes padrões de condição física. Dezesseis homens jovens foram divididos em dois grupos: um com condicionamento aeróbio superior (GSup; n=8; VO2max=55,5ml·kg-1·min-1) e outro inferior (GInf; n=8; VO2max=42,1ml·kg-1·min-1). Os grupos realizaram sete repetições de 400m de corrida, com intensidades de 117% (GInf) e 113% (GSup) da velocidade relativa ao consumo máximo de oxigênio (vVO2max), com intervalos recuperadores de 1min30s. Os valores de PA sistólica (PAS) e diastólica (PAD) foram registrados antes do esforço (Pré) e 0, 10, 20, 30, 45 e 60 min pós-esforço (Pós). Apenas o GInf apresentou HPE na PAS no momento 60 min Pós em relação a Pré (113,8±2,5 vs. 124,6±2,2 mmHg; respectivamente, p=0,03). Em relação à PAD, os dois grupos apresentaram HPE nas medidas Pós, comparativamente com o valor Pré - GInf a partir de 20 min e GSup de 10 min Pós (p<0,02). O GInf apresentou PA média (PAM) Pós inferior a Pré durante os 60 min (p<0,01) e o GSup somente no momento 45 min (p<0,02). Não houve diferenças entre os grupos quanto à PAS, PAD e PAM (p>0,05). Os resultados sugerem que uma maior intensidade relativa do TIA pode levar a uma redução mais pronunciada nos níveis de PA até uma hora pós-exercício.
Palavra-chave Blood Pressure
Post-exercise Hypotension
Interval Training
Normotensive
Pressão arterial
hipotensão pós-esforço
treinamento intervalado
normotenso
Idioma Português
Data de publicação 2014-03-01
Publicado em Revista Brasileira de Ciências do Esporte. Colégio Brasileiro de Ciências do Esporte, v. 36, n. 1, p. 45-58, 2014.
ISSN 0101-3289 (Sherpa/Romeo)
Publicador Colégio Brasileiro de Ciências do Esporte
Extensão 45-58
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S0101-32892014000100004
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S0101-32892014000100045 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/8290

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S0101-32892014000100045.pdf
Tamanho: 1.224MB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta