Voice-related quality of life in the pediatric population: validation of the Brazilian version of the Pediatric Voice-Related Quality-of Life survey

Voice-related quality of life in the pediatric population: validation of the Brazilian version of the Pediatric Voice-Related Quality-of Life survey

Título alternativo Qualidade de Vida em Voz na População Pediátrica: validação da versão brasileira do Protocolo Qualidade de Vida em Voz Pediátrico
Autor Ribeiro, Lívia Lima Google Scholar
Paula, Kely Maria Pereira de Google Scholar
Behlau, Mara Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Vila Velha
Universidade Federal do Espírito Santo
Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo Purpose:To measure the voice-related quality of life in children/adolescents with vocal complaints through the validation of the Brazilian Pediatric Voice-Related Quality-of-Life survey - VR-QOL-P (Qualidade de Vida em Voz Pediátrico - QVV-P), to verify whether the presence of vocal complaints interfere with the quality of life of children/adolescents, and to determine the relationship between the vocal assessment carried out by parents and the VR-QOL-P scores.Methods:The participants included 246 parents of children/adolescents of both sexes, aged between 2 years and 18 years (divided into preschoolers, schoolers and adolescents), with and without vocal complaints. All participants signed the informed consent form. Translation, linguistic and cultural adaptation, assessment of cultural equivalence, implementation of the protocol in its final version, voice assessment by parents, demographic and clinical descriptive statistical analysis of the population, individual analysis of the items, verification of psychometric measures of validation, reliability, reproducibility and responsiveness of the instrument to treatment, were carried out.Results:Low scores, especially in the physical domain, were found in subjects with vocal complaints. Among those, adolescents suffered the greatest impact. The social-emotional domain was not sensitive in preschoolers. There was a correlation among the overall, social-emotional and physical scores, and the vocal assessment performed by parents. The VR-QOL-P was reliable, reproducible and responsive to voice problems.Conclusion:Voice change interferes with the quality of life of children/adolescents, and there is a relationship between the assessment of voice quality and VR-QOL-P scores - the older the individual, the worse the quality of life in aspects related to voice, especially in the physical domain, and the better the vocal quality, as perceived by the parents.

Objetivo:Mensurar a qualidade de vida relacionada à voz de crianças/adolescentes com queixa vocal por meio da validação brasileira do PediatricVoice-Related Quality-of-Life Survey (Qualidade de Vida em Voz Pediátrico - QVV-P), verificando se a presença de uma queixa vocal interfere na qualidade de vida de crianças/adolescentes e se há relação entre a avaliação vocal realizada por pais e os escores do QVV-P.Métodos:Participaram 246 pais de crianças/adolescentes com e sem queixa vocal, de ambos os sexos, com idade entre 2 e 18 anos (divididos em: pré-escolar, escolar e adolescente). Todos assinaram o Termo de Consentimento. Realizaram-se a Tradução e adaptação linguística e cultural, avaliação da equivalência cultural, aplicação do protocolo na sua versão final, avaliação vocal pelos pais/responsáveis, análise estatística descritiva demográfica e clínica da população, análise individual das questões, verificação das medidas psicométricas de validade, confiabilidade e sensibilidade do instrumento.Resultados:Indivíduos com queixa vocal, especialmente os adolescentes, apresentaram escores do QVV-P reduzidos, sobretudo, no domínio físico. O domínio Socioemocional não foi sensível nos pré-escolares. Houve correlação entre todos os escores do protocolo e a percepção dos pais sobre a qualidade vocal de seus filhos. O QVV-P mostrou-se válido, confiável e sensível aos problemas de voz.Conclusão:A alteração vocal interfere na qualidade de vida de crianças/adolescentes, havendo relação entre a avaliação da qualidade vocal realizada pelos pais/responsáveis e os escores do QVV-P; quanto maior a idade, pior a qualidade de vida nos aspectos relacionados à voz, principalmente no domínio Físico, melhor a avaliação da qualidade vocal pelos pais.
Palavra-chave Quality of life
Dysphonia
Validation studies
Child
Adolescent
Qualidade de vida
Disfonia
Estudos de validação
Criança
Adolescente
Idioma Inglês
Data de publicação 2014-02-01
Publicado em CoDAS. Sociedade Brasileira de Fonoaudiologia, v. 26, n. 1, p. 87-95, 2014.
ISSN 2317-1782 (Sherpa/Romeo)
Publicador Sociedade Brasileira de Fonoaudiologia
Extensão 87-95
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S2317-17822014000100013
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S2317-17822014000100087 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/8233

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S2317-17822014000100087.pdf
Tamanho: 498.7KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta