Assessment of swallowing in preterm newborns fed by bottle and cup

Assessment of swallowing in preterm newborns fed by bottle and cup

Título alternativo Avaliação da deglutição em prematuros com mamadeira e copo
Autor López, Claudia Peyres Google Scholar
Chiari, Brasilia Maria Autor UNIFESP Google Scholar
Goulart, Ana Lucia Autor UNIFESP Google Scholar
Furkim, Ana Maria Google Scholar
Guedes, Zelita Caldeira Ferreira Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Universidade Federal de Santa Catarina
Resumo Purpose:To compare the swallowing performance of premature infants using a cup and a bottle during the first offer of food by mouth.Methods:This study was carried out with preterm newborns who presented low weight at birth and no neurological illnesses, genetic syndromes or congenital malformations. The newborns were assessed by videofluoroscopy while using a cup and a bottle, when they reached a post-conceptual age of ≥34 weeks, weight ≥ 1,500 g and showed signs of readiness for oral feeding. All children were fed exclusively by gavage during the period prior to the study.Results:This study included 20 preterm newborns, with average birth weight of 1,356 g and gestational age of 31.3 weeks. The majority of the bottle-fed newborns (68%) presented strong and rhythmic suction and 63% showed good sucking/swallowing/breathing coordination. The same percentage of newborns fed by cup (68%) could not perform the sipping movement and only 32% could suck a minimal amount of liquid contrast. There were no signs of laryngeal penetration and tracheal aspiration in both procedures.Conclusion:At the first oral feeding, preterm newborns showed better swallowing performance with a bottle in comparison to using a cup.

Objetivo:Comparar o desempenho da deglutição com uso de copo e mamadeira em prematuros, na primeira oferta do alimento por via oral.Métodos:Estudo em prematuros de muito baixo peso ao nascer, sem comprometimento neurológico, síndromes genéticas ou malformações congênitas. Os recém-nascidos foram avaliados por meio da videofluoroscopia, com uso de copo e mamadeira, quando atingiram idade corrigida ≥34 semanas, peso ≥1.500 g e apresentavam indicação de iniciar alimentação por via oral. Todos receberam alimentação exclusivamente por gavagem no período prévio ao estudo.Resultados:Foram avaliados 20 prematuros, com peso médio de 1.356 g e idade gestacional ao nascimento de 31,3 semanas. Grande parte dos recém-nascidos alimentados por mamadeira (68%) apresentou sucção forte e com ritmo e 63% mostraram boa coordenação das funções sucção/deglutição/respiração. A mesma porcentagem de recém-nascidos alimentados pelo copo (68%) não realizou o movimento de sorver e apenas 32% sorveram quantidades mínimas de contraste líquido. Não foram observados sinais de penetração laríngea e aspiração traqueal em ambos os procedimentos.Conclusão:Na primeira oferta de alimento por via oral, recém-nascidos prematuros apresentaram melhor desempenho na deglutição com o uso da mamadeira em relação ao copo.
Palavra-chave Artificial feeding
Premature newborn
Breastfeeding
Feeding methods
Deglutition
Alimentação artificial
Prematuro
Aleitamento materno
Métodos de alimentação
Deglutição
Idioma Inglês
Data de publicação 2014-02-01
Publicado em CoDAS. Sociedade Brasileira de Fonoaudiologia, v. 26, n. 1, p. 81-86, 2014.
ISSN 2317-1782 (Sherpa/Romeo)
Publicador Sociedade Brasileira de Fonoaudiologia
Extensão 81-86
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S2317-17822014000100012
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S2317-17822014000100081 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/8225

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S2317-17822014000100081.pdf
Tamanho: 482.6KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta