Estudo comparativo da ultrafiltração convencional e associação de ultrafiltração convencional e modificada na correção de cardiopatias congênitas com alto risco cirúrgico

Estudo comparativo da ultrafiltração convencional e associação de ultrafiltração convencional e modificada na correção de cardiopatias congênitas com alto risco cirúrgico

Título alternativo Comparative study of standard ultrafiltration and its association with modification for the correction of high surgical risk congenital heart diseases
Autor Maluf, Miguel Angel Autor UNIFESP Google Scholar
Mangia, Cristina Autor UNIFESP Google Scholar
Bertuccez, João Autor UNIFESP Google Scholar
Silva, Célia Autor UNIFESP Google Scholar
Catani, Roberto Autor UNIFESP Google Scholar
Carvalho, Werther Brunow de Autor UNIFESP Google Scholar
Carvalho, Antonio Carlos Autor UNIFESP Google Scholar
Buffolo, Enio Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo Surgical correction of complex cardiac malformations that require extended extracorporeal circulation (ECC) increase morbidity/mortality due to water retention and systemic inflammatory reaction. The purpose of this study is to compare the immediate postoperative evolution of patients submitted to conventional ultrafiltration (CUF) during ECC and modified ultrafiltration (MUF) after ECC. Forty-one patients submitted to surgical correction of congenital cardiac disease were divided into 2 groups: G1 - 21 patients with ages from 15 days to 36 months (median 11 months) and weighing from 3.6 kg (M: 7.27 ± 3.07), operated on between 1996 and 1997 were submitted to CUF; G2 - 20 patients with ages ranging from 9 days to 36 months (median 5.5) and weighing from 2.2 to 12 kg (M: 5.7±2.5) operated on between 1997 and 1998 were submitted to CUF + MUF. Among the most frequent surgeries were: ventriculoseptoplasty, 15 (36.58) cases; Jatene's surgery, 10 (24.38) cases; correction of septal A-V defect, 7 (17.08) cases, etc. Statistical analysis regarding age, weight and surgical complexity showed similarity between the groups. There were 6 (28.58) deaths in G1 and 4 (20.08) in G2, p= 0.71. The mean ultrafiltered volume in G1 (CUF) was 143.3 ml and 227.0 ml in G2 (CUF+MUF) p<0.001, showing a statistically significant difference. However, the mean time of mechanical ventilation (G1: 94.8 h and G2: 95.6 h, p= 0.97), mean time of inotropic drug use (G1: 145.2 h and G2: 137.6 h, p=0.85), mean time stay in Intensive Care Unit (G1: 169.6 h and G2: 157.8 h, p= 0.79) and mean time of hospital stay (G1: 14.8 d and G2: 14.6 d, p= 0.95) did not show significant differences between the groups. The CUF technique used for more than 8 years on our Service showed similar results when compared with the CUF + MUF association. MUF was efficient regarding removal of body water after ECC without intercurrent episodes due to the method. Possibly a randomized study on a greater number of patients would allow to detect differences between the two methods.

A necessidade de correção cirúrgica de má-formações cardíacas complexas, que requerem tempos prolongados de circulação extracorpórea (CEC) aumentou a morbimortalidade devido a retenção hídrica e reação inflamatória sistêmica. O objetivo deste estudo é comparar a evolução pós-operatória imediata de pacientes submetidos a ultrafiltração convencional (UFC) durante a CEC e ultrafiltração modificada (UFM) após CEC. Quarenta e um pacientes submetidos a correção cirúrgica de cardiopatias congênitas foram divididos em 2 grupos: G1: 21 pacientes com idade de 15 dias a 36 meses (mediana: 11 meses) e peso de 3,6 a 13,5 kg (M: 7,27 ± 3,07), operados entre 1996 e 1997, foram submetidos a UFC. G2: 20 pacientes com idade de 9 dias a 36 meses (mediana: 5,5 meses) e peso entre 2,2 e 12 kg (M: 5,7 ± 2,5), operados entre 1997 e 1998, foram submetidos a UFC+UFM. Dentre as operações mais freqüentes temos: ventriculosseptoplastia, 15 (36,5%) casos; operação de Jatene, 10 (24,3% ) casos; correção de defeito septal A-V total, 7 (17,0%) casos etc. A análise estatística de idade, peso e complexidade cirúrgica mostrou semelhança entre os grupos. Houve 6 (28,5%) óbitos no G1 e 4 (20%) no G2, (p=0,71). O volume médio ultrafiltrado no G1 (UFC) foi 143,3 ml e no G2 (UFC+UFM) foi 227,0 ml, (p<0,001), mostrando diferença estatisticamente significante. Porém o tempo médio de ventilação mecânica (G1: 94.8h, G2: 95.6h, p= 0.97), tempo médio de uso de drogas inotrópicas (G1: 145.2h e G2: 137.6h, p=0.85); tempo médio de permanência em UTIP (G1: 169.6h e G2: 157.8h, p= 0.79) e tempo médio de permanência hospitalar (G1: 14,8 d. e G2 14,6 d., p= 0,95), não mostraram diferenças significantes entre os grupos. A técnica de UFC utilizada a mais de 8 anos no nosso Serviço mostrou resultados semelhantes quando comparada com a associação de UFC+UFM. A UFM mostrou-se eficaz na remoção de água corpórea após CEC, não havendo intercorrências com o método. Talvez um estudo randomizado, recrutando um número maior de pacientes permita detectar diferenças entre os dois métodos.
Palavra-chave Heart defects, congenital
Hemofiltration
Extracorporeal circulation
Cardiopatias congênitas
Hemofiltração
Circulação extracorpórea
Idioma Português
Data de publicação 1999-07-01
Publicado em Revista Brasileira de Cirurgia Cardiovascular. Sociedade Brasileira de Cirurgia Cardiovascular, v. 14, n. 3, p. 221-236, 1999.
ISSN 0102-7638 (Sherpa/Romeo)
Publicador Sociedade Brasileira de Cirurgia Cardiovascular
Extensão 221-236
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S0102-76381999000300007
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S0102-76381999000300007 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/804

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S0102-76381999000300007.pdf
Tamanho: 152.8KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta