O adolescente e suas representações sociais: apontamentos sobre a importância do contexto histórico

O adolescente e suas representações sociais: apontamentos sobre a importância do contexto histórico

Título alternativo Adolescents and their social representations: notes on the importance of the historical context
Autor Quiroga, Fernando Lionel Autor UNIFESP Google Scholar
Vitalle, Maria Sylvia de Souza Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo This study aims to discuss the modes of social representation of adolescence. Scientific tradition, especially from Erikson (1976), favored the social representation according to which adolescence is a period of transition between childhood and adulthood, ie, a period marked by instability, crisis and turbulence whose main characteristic is manifested by the loss of childhood and the beginning of adult life. The discussion presented here derives from the assumption that, when the adolescent universe acquires social status of legitimacy, which can be seen through the media and social representation, then adolescence is no longer that period of instability and crisis; unfamiliar period which only sense is to reach adulthood. Adolescence, as it is represented in its own socially symbolic construction, can no longer be seen only as an interface, but has legitimated its own social space.

O propósito desta discussão consiste em problematizar os modos de representação social da adolescência. A tradição cientifica, especificamente a partir de Erikson (1976), favoreceu a representação social segundo a qual a adolescência é um período de passagem entre a infância e a idade adulta, isto é, um período marcado pela instabilidade, crise e turbulência cuja principal característica manifesta-se pela perda da infância e a entrada no mundo adulto. A problematização aqui apresentada deriva da hipótese de que, quando o universo adolescente adquire status de legitimidade social, que pode ser visto através da mídia e das representações sociais, então a adolescência deixa de ser aquele período de instabilidade e crise; período não familiar cujo único sentido consiste em chegar à fase adulta. A adolescência, uma vez que é representada socialmente em sua própria construção simbólica, não mais poderá ser vista apenas em seu caráter de interface, mas terá legitimado o seu próprio espaço social.
Palavra-chave adolescence
social representation
historical context
adolescência
representação social
contexto histórico
Idioma Português
Data de publicação 2013-09-01
Publicado em Physis: Revista de Saúde Coletiva. IMS-UERJ, v. 23, n. 3, p. 863-878, 2013.
ISSN 0103-7331 (Sherpa/Romeo)
Publicador IMS-UERJ
Extensão 863-878
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S0103-73312013000300011
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S0103-73312013000300011 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/7955

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S0103-73312013000300011.pdf
Tamanho: 535.7KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta