A violência doméstica infantojuvenil na perspectiva dos agentes comunitários de saúde

A violência doméstica infantojuvenil na perspectiva dos agentes comunitários de saúde

Título alternativo Domestic violence against children and adolescents in the perspective of health community agents
La violencia doméstica infantojuvenil en la perspectiva de los agentes comunitarios de salud
Autor Gebara, Carla Ferreira De Paula Autor UNIFESP Google Scholar
Lourenço, Lélio Moura Google Scholar
Ronzani, Telmo Mota Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Pontifícia Universidade Católica de São Paulo Universidade do Minho-Braga, Portugal Universidade Federal de Juiz de Fora
Resumo This research aims at analysing the beliefs of Health Community Agents (HCA) from a city of Minas Gerais, Brazil, regarding Domestic Violence (DV) against children and adolescents. Research participants were all 30 municipal HCA who, at first, answered a self-administered, structured, particular and anonymous questionnaire. Later on, the HCA were invited to participate in a Focus Group. Qualitative data were then analyzed using the content analysis technique. The data indicated a strong tendency of respondents to consider alcohol and drugs as generators of DV against children and adolescents, as well as intra-family and relationship problems (lack of love and affection, lack of dialogue, lack of attention and lack of a family structure, for example). These results make clear the need to think about effective interventions at the institutional level because, in that specific searched space, neither a specific project to prevent and combat DV nor a policy aimed at training the HCA to deal with this sort of problem were developed.

Este estudio tuvo como objetivo analizar las creencias de los Agentes Comunitarios de Salud (ACS) de un municipio de Minas Gerais sobre la violencia doméstica (VD) contra niños/adolescentes. Participaron todos los 30 ACS del municipio que, en un primer momento, respondieron a un cuestionario auto aplicable, estructurado, individual y anónimo. En segundo momento, los ACS fueron invitados a participar en un Grupo Focal. Los datos cualitativos fueron analizados mediante la técnica de análisis de contenido. Los datos indicaron una fuerte tendencia de los encuestados a considerar el alcohol y las drogas como generadores de VD contra niños/adolescentes, así como los problemas relacionales e intrafamiliares (falta de amor y afecto, falta de diálogo, falta de atención y falta de una estructura familiar, por ejemplo). Los resultados dejan claro que hay la necesidad de pensarse en intervenciones eficaces en el plano institucional, ya que, en el espacio investigado no se desarrolla un proyecto específico para prevenir y combatir la VD y ni una política dirigida a la capacitación de los ACS para lidiar con esta problemática.

A presente pesquisa teve como objetivo analisar as crenças dos Agentes Comunitários de Saúde (ACSs) de um município de Minas Gerais a respeito da violência doméstica (VD) contra crianças e adolescentes. Participaram todos os trinta ACSs do município, os quais, num primeiro momento, responderam a um questionário autoaplicável, estruturado, individual e anônimo. Num segundo momento, os ACSs foram convidados a participar de um grupo focal. Os dados qualitativos foram analisados por meio da técnica de análise de conteúdo. Os dados indicaram uma forte tendência dos entrevistados a considerar o álcool e as drogas como geradores de VD contra crianças e adolescentes, assim como de problemas relacionais e intrafamiliares (falta de amor e carinho, falta de diálogo, falta de atenção e falta de uma estrutura familiar, por exemplo). Os resultados deixam clara a necessidade de se pensar em intervenções eficazes no plano institucional, visto que no espaço pesquisado não se desenvolve um projeto específico de prevenção e combate à VD, nem uma política voltada à capacitação dos ACSs para lidar com esta problemática.
Palavra-chave Family violence
focus groups
beliefs
Violência na família
grupos focais
crenças
Idioma Português
Data de publicação 2013-09-01
Publicado em Psicologia em Estudo. Departamento de Psicologia - Universidade Estadual de Maringá, v. 18, n. 3, p. 441-451, 2013.
ISSN 1413-7372 (Sherpa/Romeo)
Publicador Departamento de Psicologia - Universidade Estadual de Maringá
Extensão 441-451
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S1413-73722013000300006
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S1413-73722013000300006 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/7930

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S1413-73722013000300006.pdf
Tamanho: 210.6KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta