Perfil de especialistas e de serviços em reumatologia pediátrica no estado de São Paulo

Perfil de especialistas e de serviços em reumatologia pediátrica no estado de São Paulo

Título alternativo Profile of paediatric rheumatology specialists and services in the state of São Paulo
Autor Terreri, Maria Teresa Ramos Ascensão Autor UNIFESP Google Scholar
Campos, Lúcia Maria Mattei de Arruda Google Scholar
Okuda, Eunice Mitiko Google Scholar
Silva, Clovis Artur Almeida da Google Scholar
Sacchetti, Silvana Brasilia Google Scholar
Marini, Roberto Google Scholar
Ferriani, Virginia Paes Leme Autor UNIFESP Google Scholar
Ventura, Maria Heloiza Google Scholar
Fernandes, Taciana Google Scholar
Sato, Juliana de Oliveira Google Scholar
Fernandes, Elizabeth C. Google Scholar
Len, Claudio Arnaldo Autor UNIFESP Google Scholar
Barbosa, Cassia Maria Passarelli Lupoli Autor UNIFESP Google Scholar
Lotito, Ana Paola Google Scholar
Santos, Maria Carolina dos Google Scholar
Aikawa, Nádia Emi Google Scholar
Facó, Mércia Google Scholar
Piotto, Daniela Gerent Petry Autor UNIFESP Google Scholar
Bugni, Vanessa Autor UNIFESP Google Scholar
Kozu, Kátia Tomie Autor UNIFESP Google Scholar
Romanelli, Paulo Roberto Stocco Google Scholar
Sallum, Adriana Maluf Elias Google Scholar
Febronio, Marília Google Scholar
Fraga, Melissa Autor UNIFESP Google Scholar
Magalhães, Cláudia Saad Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Universidade de São Paulo (USP)
Santa Casa de Misericórdia de São Paulo Departamento de Pediatria Setor de Reumatologia
Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP)
Santa Casa de Misericórdia de Santos Setor de Reumatologia Pediátrica
Faculdade de Medicina de Botucatu Hospital Estadual de Bauru Serviço de Reumatologia Pediátrica
Faculdade de Medicina de Botucatu
Resumo INTRODUCTION: Paediatric rheumatology (PR) is an emerging specialty, practised by a limited number of specialists. Currently, there is neither a record of the profile of rheumatology patients being treated in Brazil nor data on the training of qualified rheumatology professionals in the country. OBJECTIVE: To investigate the profile of PR specialists and services, as well as the characteristics of paediatric patients with rheumatic diseases, for estimating the current state of rheumatology in the state of São Paulo. PATIENTS AND METHODS: In 2010, the scientific department of PR of the Paediatric Society of São Paulo administered a questionnaire that was answered by 24/31 accredited specialists in PR practising in state of São Paulo and by 8/21 institutions that provide PR care. RESULTS: Most (91%) of the surveyed professionals practise in public institutions. Private clinics (28.6%) and public institutions (37.5%) reported not having access to nailfold capillaroscopy, and 50% of the private clinics reported not having access to acupuncture. The average duration of professional practise in PR was 9.4 years, and 67% of the physicians had attended postgraduate programmes. Seven (87.5%) public institutions perform teaching activities, in which new paediatric rheumatologists are trained, and five (62.5%) offer postgraduate programmes. Two-thirds of the surveyed specialists use immunosuppressants and biological agents classified as restricted use by the Health Secretariat. The disease most frequently reported was juvenile idiopathic arthritis (29.1-34.5%), followed by juvenile systemic lupus erythematosus (JSLE) (11.6-12.3%) and rheumatic fever (9.1-15.9%). The incidence of vasculitis (including Henoch-Schönlein purpura, Wegener's granulomatosis, and Takayasu's arteritis) and autoinflammatory syndromes was higher in public institutions compared to other institutions (P = 0.03, P = 0.04, P = 0.002, and P < 0.0001, respectively). Patients with JSLE had the highest mortality rate (68% of deaths), mainly due to infection. CONCLUSION: The field of PR in the state of São Paulo has a significant number of specialists with postgraduate degrees who mostly practise at teaching institutions with infrastructures appropriate for the care of high-complexity patients.

INTRODUÇÃO: A reumatologia pediátrica (RP) é uma especialidade emergente, com número restrito de especialistas, e ainda não conta com uma casuística brasileira sobre o perfil dos pacientes atendidos e as informações sobre a formação de profissionais capacitados. OBJETIVO: Estudar o perfil dos especialistas e dos serviços em RP e as características dos pacientes com doenças reumáticas nessa faixa etária a fim de estimar a situação atual no estado de São Paulo (ESP). PACIENTES E MÉTODOS: No ano de 2010 o departamento científico de RP da Sociedade de Pediatria de São Paulo encaminhou um questionário respondido por 24/31 especialistas com título de especialização em RP que atuam no ESP e por 8/12 instituições com atendimento nesta especialidade. RESULTADOS: A maioria (91%) dos profissionais exerce suas atividades em instituições públicas. Clínicas privadas (28,6%) e instituições (37,5%) relataram não ter acesso ao exame de capilaroscopia e 50% das clínicas privadas não tem acesso à acupuntura. A média de tempo de prática profissional na especialidade foi de 9,4 anos, sendo 67% deles pós-graduados. Sete (87,5%) instituições públicas atuam na área de ensino, formando novos reumatologistas pediátricos. Cinco (62,5%) delas têm pós-graduação. Dois terços dos especialistas utilizam imunossupressores e agentes biológicos de uso restrito pela Secretaria da Saúde. A doença mais atendida foi artrite idiopática juvenil (29,1%-34,5%), seguida de lúpus eritematoso sistêmico juvenil (LESJ) (11,6%-12,3%) e febre reumática (9,1%-15,9%). Vasculites (púrpura de Henoch Schönlein, Wegener, Takayasu) e síndromes autoinflamatórias foram mais incidentes nas instituições públicas (P = 0,03; P = 0,04; P = 0,002 e P < 0,0001, respectivamente). O LESJ foi a doença com maior mortalidade (68% dos óbitos), principalmente por infecção. CONCLUSÃO: A RP no ESP conta com um número expressivo de especialistas pós-graduados, que atuam especialmente em instituições de ensino, com infraestrutura adequada ao atendimento de pacientes de alta complexidade.
Palavra-chave Paediatric rheumatology
Epidemiology
Registry
Reumatologia pediátrica
Epidemiologia
Registro
Idioma Português
Data de publicação 2013-08-01
Publicado em TERRERI, Maria Teresa Ramos Ascensão et al . Perfil de especialistas e de serviços em reumatologia pediátrica no estado de São Paulo. Rev. Bras. Reumatol., São Paulo , v. 53, n. 4, p. 346-351, ago. 2013
ISSN 0482-5004 (Sherpa/Romeo, fator de impacto)
Publicador Sociedade Brasileira de Reumatologia
Extensão 346-351
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S0482-50042013000400006
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
Web of Science WOS:000327684000006
SciELO S0482-50042013000400006 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/7906

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S0482-50042013000400006.pdf
Tamanho: 586.9KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo
Nome: S0482-50042013000400006-pt.pdf
Tamanho: 587.3KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta