Dificuldades vivenciadas pelo enfermeiro na utilização de indicadores de processos

Dificuldades vivenciadas pelo enfermeiro na utilização de indicadores de processos

Título alternativo Difficulties experienced by nurses in the use of process indicators
Dificultades experimentadas por el enfermero en el uso de indicadores de procesos
Autor Menezes, Priscilla Izabella Fonseca Barros de Autor UNIFESP Google Scholar
D'Innocenzo, Maria Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Estadual de Montes Claros Curso de Graduação em Enfermagem
Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo The research has investigated the difficulties that nurses from Santa Casa Hospital in Montes Claros-MG have had in using indicators to analyze the quality of care processes results. A transversal study of quantitative approach was carried out, with a questionnaire being applied to nurses who have obeyed the inclusion criteria. As a result, it was showed that 94,9% of the participants reported difficulties in using process indicators, considering that 50% of them got graduated less than three years ago and just 30% received information about the subject during the course. Among the difficulties, the rise of privative activities (61,5%), lack of theoretical and practical knowledge on the subject (46,2%), little knowledge about Process Management (43,6%), little involvement of the staff on the data collection (30,8%), among others. Thus, it was concluded how important it is the reflection on the nurse's privative activities inside the health facilities and readjustment of their work process, besides the insertion of the subject into nursing under graduation and graduation courses.

Eso trabajo ha investigado las dificultades que los enfermeros del Hospital Santa Casa en Montes Claros-MG tienen en utilizar indicadores para analizar la calidad de los resultados de los procesos asistenciales. Tratase de un estudio transversal de abordaje cuantitativo realizado a través de un cuestionario aplicado a los enfermeros que obedecieron a los criterios de inclusión. Como resultado, se encontró que 94,9% de los participantes relataron dificultades en utilizar indicadores de proceso, considerando que 50% graduaron hace menos de tres años y sólo 30% tuvieran informaciones sobre el asunto durante el curso. Entre las dificultades, se encontraron la acumulación de actividades individuales (61,5%), falta de conocimiento teórico y práctico acerca del asunto (46,2%), poco conocimiento sobre Gestión por Proceso (43,6%), poco envolvimiento del equipo en la recogida de datos (30,8%), y otros más. Así, se considera importante reflectar sobre las actividades individuales del enfermero dentro de las unidades de salud y la reorganización de su proceso de trabajo, además de la inserción del asunto en los cursos de graduación en enfermería.

A pesquisa investigou as dificuldades dos enfermeiros da Santa Casa de Montes Claros-MG em utilizar indicadores para avaliar a qualidade dos resultados dos processos assistenciais. Trata-se de estudo transversal de abordagem quantitativa realizada por meio de questionário aplicado aos enfermeiros que obedeceram aos critérios de inclusão. Como resultado encontrou-se que 94,9% dos participantes relataram dificuldades para utilizar indicadores de processo, sendo 50% graduados há menos de três anos e apenas 30% receberam informações sobre o assunto na graduação. Entre as dificuldades encontraram-se o acúmulo de atividades privativas (61,5%), falta de conhecimento teórico e prático sobre o tema (46,2%), pouco conhecimento da Gestão por Processo (43,6%), pouco envolvimento da equipe na coleta de dados (30,8%), dentre outros. Conclui-se ser importante refletir sobre as atividades privativas do enfermeiro dentro das unidades de saúde e a reorganização do seu processo de trabalho, além da inserção do tema nos cursos de graduação em enfermagem.
Assunto Indicators of health Services
Quality Management
Nursing Services
Indicadores de Serviços
Gestão da Qualidade
Serviços de Enfermagem
Idioma Português
Data 2013-08-01
Publicado em Revista Brasileira de Enfermagem. Associação Brasileira de Enfermagem, v. 66, n. 4, p. 571-577, 2013.
ISSN 0034-7167 (Sherpa/Romeo)
Editor Associação Brasileira de Enfermagem
Extensão 571-577
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S0034-71672013000400016
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S0034-71672013000400016 (estatísticas na SciELO)
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/7891

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Nome: S0034-71672013000400016.pdf
Tamanho: 498.9Kb
Formato: PDF
Descrição:
Visualizar/Abrir

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)