Why do patients undergoing anterior cruciate ligament reconstruction in Brazil stay in hospital for longer periods than in other countries? Prospective evaluation of 30 patients and presentation of possible discharge criteria

Why do patients undergoing anterior cruciate ligament reconstruction in Brazil stay in hospital for longer periods than in other countries? Prospective evaluation of 30 patients and presentation of possible discharge criteria

Título alternativo Por que o paciente submetido a reconstrucao do Ligamento Cruzado Anterior no Brasil permanece internado por um periodo superior a outros paises? Avaliacao Prospectiva de 30 pacientes e apresentacao de possiveis criterios de alta hospitalar
Autor Astur, Diego Costa Google Scholar
Navarro, Pedro Gabriel Riboli Google Scholar
Fonseca, Lucas Furtado Google Scholar
Arliani, Gustavo Goncalves Google Scholar
Aleluia, Vinicius Google Scholar
Veronese, Ciro Google Scholar
Kaleka, Camila Cohen Google Scholar
Cohen, Moises Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Instituto Cohen
Santa Casa de Misericordia de São Paulo School of Medical Sciences
Resumo OBJECTIVE:Evaluate a better moment by the medical team and patient to be discharged and relate to possible medical discharge criteria.METHODS:31 anterior cruciate ligament reconstructed patients under similar conditions prospectively evaluated about the possibility of discharge with 24 and 48 hours after surgery and possibles discharges criteria such as pain, range of motion and capacity quadriceps contraction, besides the use of a validated scale to measure the patient's functional independence.RESULTS:50% and 6.4% of patients prefer remain hospitalized after 24 and 48 hours of surgery, respectively. The average of the visual analogue scale of pain was 2.63 and 1.76 points, and the range of motion of 79º and 86,7º after 24 and 48 hours, respectively. 100% of patients were able to quadriceps contraction in every evaluated moments.CONCLUSION:In Brazil, possible discharged criteria as pain, range of motion, quad contraction and motor independence motor function scale show that anterior cruciate reconstruction reconstructed patients could be discharged after 24 hours of surgery. However, 50% of patients still prefer to remain hospitalized for longer periods.

OBJETIVO:Avaliar o momento considerado ideal pela equipe médica e pelo paciente para receber alta e relacioná-lo com possíveis critérios de alta médica.MÉTODOS:Foram submetidos à reconstrução do ligamento cruzado anterior sob condições semelhantes 31 pacientes avaliados prospectivamente sobre a possibilidade de alta médica com 24 e 48 horas de cirurgia e possíveis critérios de alta, como dor, arco de movimento e capacidade de contração do quadríceps, além do uso de uma escala validada para medir a independência funcional motora do paciente.RESULTADOS:A permanência hospitalar após 24 horas de cirurgia é preferida por 50% dos pacientes, enquanto que 6,3% preferem permanecer por mais de 48 horas após a cirurgia. A média do valor da escala visual analógica de dor foi de 2,63 e 1,76 pontos; e o arco de movimento de 79º e 86,7º após 24 e 48 horas, respectivamente. Todos os pacientes foram capazes de contrair o quadríceps em todos os momentos avaliados. CONCLUSÃO:No Brasil, critérios possíveis de alta, como avaliação da dor, do arco de movimento, do controle do quadríceps e da independência funcional motora, mostram que seria possível o paciente submetido à reconstrução artroscópica do LCA receber alta com 24 horas. Entretanto, 50% dos pacientes ainda preferem permanecer internados no hospital por período mais prolongado.
Palavra-chave Methodology
Bibliometrics
Periodicals
Orthopedics
Alta do paciente
Ligamento cruzado anterior
Tempo de internacao
Idioma Inglês
Data de publicação 2013-08-01
Publicado em Revista Brasileira de Ortopedia. Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia, v. 48, n. 4, p. 336-340, 2013.
ISSN 0102-3616 (Sherpa/Romeo)
Publicador Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia
Extensão 336-340
Fonte http://dx.doi.org/10.1016/j.rbo.2012.10.006
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S0102-36162013000400336 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/7867

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S0102-36162013000400336.pdf
Tamanho: 589.6KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta