Notas sobre as fontes de formação de John Dewey com base no próprio autor

Notas sobre as fontes de formação de John Dewey com base no próprio autor

Título alternativo Notes on the sources of John Dewey's education based on the author himself
Autor Warde, Mirian Jorge Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo This paper addresses the sources of philosophy and psychology of John Dewey, according to Dewey himself. The emphasis on Deweyan Philosophy and Psychology stems from the understanding that, apart from the fact that these two disciplines are those in which Dewey made his greatest intellectual investments, they are intricately linked to one another in his work. In this article, we intend to examine the processes used by Dewey to reveal or obscure moments of his intellectual maturation process. The period covered in this text is from Dewey's education at the University of Vermont (1875-1879) through his time at Johns Hopkins (1882-1883) where he obtained his doctoral degree in 1884 and which allowed him to begin his academic career. There are two main issues addressed: on one hand, Dewey's insistence on denying his theological inclinations, and his efforts to present his religious problems in philosophical terms; and on the other hand, Dewey's tendency - revealed from his earliest published essays - to use and dispose of both his personal and bibliography resources, very quickly and with some simplification. The point of departure for this essay was Dewey's text From Absolutism to Experimentalism, 1930, which is a good intellectual autobiography. Additional bibliographic references include the works of J. Dewey and other scholars who dedicated themselves to reconstructing Deweyan intellectual career.

Este texto trata das fontes da Filosofia e da Psicologia de John Dewey segundo o próprio Dewey. O destaque à Filosofia e à Psicologia deweyanas decorre do entendimento que, além de serem essas as duas disciplinas para as quais Dewey realizou seus maiores investimentos intelectuais, elas estão intricadamente vinculadas em sua obra. Com esse recurso, pretende-se examinar os procedimentos adotados por Dewey para relevar ou obscurecer momentos do seu processo de maturação intelectual. O período abarcado neste texto é o de sua formação na Universidade de Vermont (1875-1879) e na Johns Hopkins (1882-1883), onde obteve o seu título de doutor, em 1884, que lhe permitiu dar início à carreira profissional. São duas as questões de fundo abordadas: de um lado, a insistência de Dewey em negar suas pretensões teológicas, bem como os seus esforços em apresentar seus problemas religiosos em moldes filosóficos; de outro, a tendência de Dewey, que se revela desde os seus primeiros ensaios publicados, de usar e dispensar com muita rapidez e com certa simplificação ou esquematização as suas fontes quer pessoais quer bibliográficas. De Dewey, foi utilizado como ponto de partida o texto From Absolutism to Experimentalism, de 1930, que se constitui numa boa autobiografia intelectual. Como bibliografia de apoio foram utilizados trabalhos de biógrafos de J. Dewey e de outros estudiosos de sua obra, destacadamente aqueles que se dedicaram a reconstituir a sua trajetória intelectual.
Palavra-chave John Dewey
religion
Philosophy
Psychology
hegelianism
John Dewey
religião
Filosofia
Psicologia
hegelianismo
Idioma Português
Data de publicação 2013-06-01
Publicado em Educar em Revista. Setor de Educação da Universidade Federal do Paraná, n. 48, p. 169-186, 2013.
ISSN 0104-4060 (Sherpa/Romeo)
Publicador Setor de Educação da Universidade Federal do Paraná
Extensão 169-186
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S0104-40602013000200011
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S0104-40602013000200011 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/7840

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S0104-40602013000200011.pdf
Tamanho: 487.4KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta