Detection of fetal fibronectin in twin pregnancies in relation to gestational age

Detection of fetal fibronectin in twin pregnancies in relation to gestational age

Autor Oliveira, Tenilson Amaral Autor UNIFESP Google Scholar
Carvalho, Carla Muniz Pinto de Google Scholar
Souza, Eduardo de Autor UNIFESP Google Scholar
Mariani-Neto, Corintio Google Scholar
Camano, Luiz Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Hospital Maternidade Leonor Mendes de Barros
Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo CONTEXT: The presence of fetal fibronectin in the cervix or vagina has been investigated as a possible marker for the risk of preterm birth. Fetal fibronectin in cervical fluid can provide direct evidence of pathologic changes at the interface of fetal and maternal tissues. OBJECTIVE: To evaluate the presence of fetal fibronectin as a predictor of premature delivery in twin pregnancies in relation to gestational age. DESIGN: Acuracy study. SETTING: University referral unit. PARTICIPANTS: 52 pregnant women with twin pregnancies and gestational age of between 24 and 34 weeks. MAIN MEASUREMENTS: Sensivity, specifity, predictive values and relative risk ratios of the correlation between fetal fibronectin and preterm birth before 34 and 37 weeks using an immediate-reading membrane test on cervicovaginal secretions obtained from participants. RESULT: The sensitivity varied between 66.7% and 85.7%, whereas the specificity was from 58.3% to 81.8% according to gestational age at the time of sampling. The relative risk of spontaneous preterm birth after a positive fetal fibronectin test, as compared with a negative fetal fibronectin test, rose from 2.8 at 24-26 weeks to 4.1 at 27-30 weeks. Analyses of the risk of delivery before 34 weeks were not statistically significant. CONCLUSION: Fetal fibronectin in the cervicovaginal secretions of patients with twin pregnancies is a useful tool for the early identification of twin pregnancies likely to deliver before 37 weeks. However, the clinical value of the fibronectin test is limited because of low indices for prediction of delivery before 34 weeks. The best period for performing the fetal fibronectin test in twin pregnancies to predict preterm delivery is between 27 and 30 weeks.

OBJETIVO: Avaliar a presença da fibronectina fetal como fator de predição do parto prematuro na prenhez gemelar de acordo com a idade gestacional. TIPO DE ESTUDO: Estudo de acurácia. LOCAL: Centro de Referência Universitário. PARTICIPANTES: 52 gestantes com prenhezes gemelares foram submetidas ao teste de imunoensaio de membrana entre 24 e 34 semanas para verificar a correlação entre a presença de fibronectina fetal na secreção cérvico-vaginal e o risco de parto prematuro antes de 34 e 37 semanas de gestação. VARIÁVEIS ESTUDADAS: Sensibilidade, especificidade, valores preditivos e risco relativo da correlação entre a presença de fibronectina fetal na secreção cévico-vaginal e o risco de parto prematuro antes de 34 e 37 semanas de gestação. RESULTADO: A sensibilidade variou entre 66,7% e 85,7%, enquanto a especificidade foi de 58,3% a 81,8% de acordo com a idade gestacional em que o exame foi realizado. O risco relativo para o parto prematuro espontâneo após um teste positivo comparado ao teste negativo variou de 2,8 entre 24-26 semanas a 4,1 entre 27-30 semanas. Os dados analisados para predição do parto antes de 34 semanas não mostraram resultados estatisticamente significantes. CONCLUSÃO: O teste da fibronectina fetal é útil para identificação precoce das gemeligestas com risco elevado para o parto prematuro antes de 37 semanas. Contudo, o valor clínico do teste é limitado devido aos baixos valores de predição para ocorrência do parto antes de 34 semanas. O melhor período para a realização do teste para predição do parto prematuro é entre 27 e 30 semanas de gestação.
Palavra-chave Twins
Fetal fibronectin
Preterm delivery
Idioma Inglês
Data de publicação 1999-05-06
Publicado em São Paulo Medical Journal. Associação Paulista de Medicina - APM, v. 117, n. 3, p. 121-124, 1999.
ISSN 1516-3180 (Sherpa/Romeo)
Publicador Associação Paulista de Medicina - APM
Extensão 121-124
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S1516-31801999000300005
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S1516-31801999000300005 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/780

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S1516-31801999000300005.pdf
Tamanho: 41.74KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta