Ultrassonografia no diagnóstico da tendinite e eletroneuromiografia no diagnóstico da neuropatia periférica e da radiculopatia do membro superior: visão do reumatologista

Ultrassonografia no diagnóstico da tendinite e eletroneuromiografia no diagnóstico da neuropatia periférica e da radiculopatia do membro superior: visão do reumatologista

Título alternativo Ultrasonography for the diagnosis of tendinitis and electromyography for the diagnosis of peripheral neuropathy and upper limb radiculopathy: rheumatologists' perspectives
Autor Helfenstein Junior, Milton Autor UNIFESP Google Scholar
Ferreira, Mario Soares Google Scholar
Maia, Anna Beatriz Assad Google Scholar
Siena, César Augusto Fávaro Google Scholar
Techy, Antonio Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Hospital de Base do Distrito Federal Serviço de Reumatologia
Universidade de Brasília
Justiça Federal Seção Judiciária de São Paulo
Justiça Federal do Paraná Seção Judiciária do Paraná
Resumo OBJECTIVE: To ascertain the value ascribed by Brazilian rheumatologists to ultrasonography (US) for diagnosing tendinitis and to electromyography (EMG) for diagnosing peripheral neuropathy and upper limb radiculopathy. MATERIAL AND METHODS: In total, 165 rheumatologists answered an anonymous survey (sent via the internet) concerning the two exams, with respect to the following characteristics: reliability, diagnostic accuracy, the importance and necessity of these tests for diagnostic RESULTS: The study revealed that most of the rheumatologists recognised that these exams are operator-dependent, that clinicians do not rely entirely on the results, that these exams are not mandatory for the diagnoses listed, and that professionals who perform these exams should be better trained to provide reliable results. CONCLUSIONS: The Brazilian rheumatologists believe the following: the results of these exams should be interpreted with caution and are not definitive for diagnosis; musculoskeletal US and EMG should be performed by trained professionals; and there must be better preparation of the professionals who perform these exams.

OBJETIVO: Averiguar o valor que os reumatologistas brasileiros conferem ao exame de ultrassonografia para o diagnóstico de tendinite e ao exame de eletroneuromiografia para o diagnóstico da neuropatia periférica e da radiculopatia dos membros superiores. MATERIAL E MÉTODOS: No total, 165 reumatologistas responderam a uma pesquisa de opinião anônima (enviada pela internet), sobre diversas situações relativas aos dois exames, no que diz respeito aos seguintes questionamentos: confiabilidade, precisão no diagnóstico, importância e necessidade desses exames para confirmação diagnóstica e credibilidade e treinamento dos profissionais que executam os exames. RESULTADOS: O estudo revelou que a maioria dos reumatologistas reconhece que esses exames são operador-dependentes, que não confia integralmente nos resultados observados, que tais exames não são imperativos para os diagnósticos elencados, e que os profissionais que executam esses exames deveriam ser mais bem treinados para fornecer resultados mais confiantes. CONCLUSÃO: Para os reumatologistas brasileiros, os resultados desses exames devem ser interpretados com cautela e não são definitivos para o diagnóstico; a ultrassonografia musculoesquelética e a eletroneuromiografia devem ser realizadas por profissionais capacitados; deve haver melhor preparo dos executores desses exames em nosso meio.
Palavra-chave Ultrasonography
Electromyography
Tendinitis
Neuropathy
Radiculopathy
Ultrassonografia
Eletroneuromiografia
Tendinite
Neuropatia
Radiculopatia
Idioma Português
Data de publicação 2013-06-01
Publicado em HELFENSTEIN JUNIOR, Milton et al . Ultrassonografia no diagnóstico da tendinite e eletroneuromiografia no diagnóstico da neuropatia periférica e da radiculopatia do membro superior: visão do reumatologista. Rev. Bras. Reumatol., São Paulo , v. 53, n. 3, p. 282-287, jun. 2013
ISSN 0482-5004 (Sherpa/Romeo, fator de impacto)
Publicador Sociedade Brasileira de Reumatologia
Extensão 282-287
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S0482-50042013000300006
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
Web of Science WOS:000323798700006
SciELO S0482-50042013000300006 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/7783

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S0482-50042013000300006.pdf
Tamanho: 587.8KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo
Nome: S0482-50042013000300006-pt.pdf
Tamanho: 588.3KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta